Página 1 de 1

Cervejas com sabores

Enviado: sexta nov 17, 2006 17:05
por Canecas
O que acham deste tipo de "cervejas"? Como cada vez aparecem no mercado mais "cervejas" deste tipo era bom saber o que pensavam vocês também. tipo com limonada, groselha, pera etc.

Ja agora ai alguem se lembre de aqui há muitos anos atraz a Centralcer fabricar a Grensand?

Enviado: domingo nov 19, 2006 23:31
por bmxutos
Ah, a Green Sands! Que saudades. Gostava imenso desse produto. Aliás, comecei primeiro por beber Green Sands e só depois passei para a cerveja. Infelizmente, já há muitos anos que não o vejo à venda. Presumo mesmo que já não exista.

Para além do mais, nem tinha ideia que fosse fabricado pela Central, como também não tenho se era um produto feito só para o mercado nacional ou se era fabricado sob licença de alguém. Que eu gostava, isso lembro-me perfeitamente. Aliás, mete a Green ou a Decider a um canto. São, obviamente, produtos diferentes mas parece-me que apontam para o mesmo segmento de consumidores.

Aliás, para não fugir ao assunto, vamos lá abordar as cervejas com sabor, com aroma ou como lhes queiram chamar. Opinião pessoal: nem a Tango, nem a Green, nem mesmo a Decider me convencem. É óbvio que esta última também não é para aqui chamada, pois trata-se de uma sidra. Mas quem bebe cerveja "com frutos" também despacha bem uma Decider. Relativamente às outras duas, devo confessar que experimentei a Tango umas 3 vezes. Ou seja, dei-lhe três hipóteses. Só posso dizer que nunca mais a experimentei! Enough said! Quanto à Green acabo por a achar bem razoável, tendo em conta ao que esta se propõe. Os mais puristas levantam sempre aqueles fantasmas de aquilo não ser uma cerveja. Mas, na minha opinião e como em tudo na vida, as coisas evoluem e esse parece-me um caminho que as cervejeiras vão seguir. Tal foi até já confirmado pelo Rasec, que melhor do que eu conhece as novas tendências de consumo e as apostas das empresas.

É claro que para falar em verdadeiras cervejas de fruta, aquelas de sabor e aroma intensos, temos de abordar as lambics. E aí tinhamos muito que falar, tanto para mais que sou um grande apreciador desse estilo. Desde as mais estranhas com sabores a banana ou ameixa das belgas De Troch ou Huyghe, até aos sabores mais clássicos como as de sabor a cereja, framboesa ou pêssego das famosas Mort-Subite, Cantillon, Timmermans, Boon, entre outras.

Uma das empresas que tem cervejas com uma das maiores paletas de sabores é a Huyghe. De facto, sob o nome Floris (ou Florisgaarden), existem os sabores de maça, maracujá, cereja, framboesa, morango manga, para além dos também estranhos (mas já não frutos) sabores a mel, cacto e chocolate! É à escolha! :)

Este é um tópico com muito para desenvolver, pelo que não vou gastar o meu paleio todo já hoje. Para cocluir, apenas queria reforçar a ideia que sim, acho que é uma vertente da cerveja que está a ter muito desenvolvimento e que ainda estamos a ver apenas a ponta do iceberg. O futuro passa de certeza por aí.

Abraço,

Bruno
CervejasDoMundo.com

Enviado: segunda nov 20, 2006 10:40
por beertruck
É um estilo de cerveja sobre o qual não estou nada à vontade para falar por conhecer muito pouco. Acredito que hajam coisas muito boas - ainda ontem acabei de ler um capítulo de um livro (Garret Oliver - The Brewmaster's Table) sobre Lambic's e fiquei cheio de vontade de experimentar as Boon, Cantillon, etc.
Do pouco que conheço de cervejas frutadas, as tugas Green e Tango bebi apenas uma vez cada uma e achei-as fraquinhas. A Tango ainda achei bebível (mas a verdade, é que não voltei a beber). Já a Green, não gostei mesmo. Mas, qualquer delas, parece-me uma simples pale lager à qual é adicionado xarope de fruta.
Temos ainda o panaché (Shandy em Inglaterra, Radler na Alemanha): para além da mistura de Sagres/SB com 7Up que se faz nas cervejarias portuguesas, tb já bebi algumas alemãs engarrafadas (Bavaria Russ, Lammsbrau Lemon-Mix) que achei ainda menos interessantes.
E depois há as Lambic: já provei as Timmermans de Framboesa, Cereja e Pêssego que achei pouco mais que razoáveis. A única cerveja frutada, até hoje, de que gostei verdadeiramente foi a Lindemans Pècheresse, uma lambic com sabor a pêssego, em que a mistura cerveja-fruta não parece artificial e forçada, como em todas as outras que provei.
Ahh... e a Greensands: lembro-me de a ter provado uma única vez. Na altura tinha uns 15 anos e não gostei. Nem me lembro em que categoria se encaixaria. Seria um panaché? Já não a vejo há muitos anos.
Resumindo: conheço pouco e, de uma maneira geral, o que provei não me agradou muito. Mas estou disposto a explorar mais e, de futuro, vou procurar beber apenas as que forem reconhecidamente grandes cervejas.

Enviado: segunda nov 20, 2006 11:42
por Canecas
beertruck Escreveu:Ahh... e a Greensands: lembro-me de a ter provado uma única vez. Na altura tinha uns 15 anos e não gostei. Nem me lembro em que categoria se encaixaria. Seria um panaché? Já não a vejo há muitos anos.


A Greensand alem da cerveja, claro, tinha sumo de maça e gasosa.

Enviado: segunda nov 20, 2006 11:49
por Cerbejolas
Por acaso também gostava bastante da Greensands. É daqueles produtos que não dá para perceber. Se bem me recordo, tinha uma boa campanha publicitária, o aspecto agradável e a bebida era saborosa. Mesmo nos cafés era habitual ver bastantes pessoas a beber. No entanto foi desaparecendo até à sua, penso eu, extinção. O que é estranho é que depois de ter lido este texto, fiz uma pesquisa na net e quase não encontrei informação nenhuma, ou mesmo nenhuma........ :?
Gostava, pelo menos, de recordar o aspecto da garrafa.