Cervejas aromatizadas

Fale-nos do seu estilo de cerveja preferido, dos livros que tem e coloque dúvidas e opiniões sobre outros aspectos técnicos da cerveja, desde que não estejam relacionados com o Home Brewing.

Avatar do Utilizador
Rasec
THE BrewMaster
Mensagens: 457
Registado: quinta set 21, 2006 22:50

Mensagempor Rasec » sexta set 22, 2006 18:49

Cervejas aromatizadas são cervejas que numa qualquer fase do fabrico (normalmente antes da filtração) são adicionadas aromas, concentrados de frutas ou de vegetais ou outros quaisquer compostos que atribuam à cerveja características que ela não teria num processo normal.


em Portugal temos já a Green e a Tango. Mas por esse mundo fora temos de tudo um pouco:

- chocolate, menta, todo o tipo de frutas, hortelã, todo o tipo de extractos vegetais (guaraná, coca, etc.), chá, vinhos licorosos... enfim, vale tudo aquilo que a imaginação conseguir encontrar. Em Espanha por exemplo, a moda é cerveja sem álcool (menor que 0.9%(v/v)) com sabores como maçã ou limão.

A Reinheitsgebot hoje em dia é apenas marketing :wink: !


Brewmaster
Avatar do Utilizador
bmxutos
Site Admin
Mensagens: 3047
Registado: terça mai 16, 2006 2:07
Localização: Lisboa
Contacto:

Mensagempor bmxutos » sexta set 22, 2006 19:00

Gosto especialmente dumas que estão ater muito sucesso quer no México quer nos Estados Unidos: as Chili beer. A uma cerveja género Corona juntam malaguetas e afins! Deve ser uma delícia!!! :P
Já no campo do chocolate, há cervejas fabulosas, como por exemplo a Fantome Chocolat. Aliás, há certas Stouts e Porters que, apesar de não terem a adição deste produto, transmitem algumas notas tanto no aroma como no sabor.

Parece-me até que estas cervejas com adição de aromas são um dos campos com mais futuro na área da indústria cervejeira. Muitas pessoas não gostam de cerveja pelo seu carácter amargo e algo agressivo, pelo que estes sabores a frutos, por exemplo, permitem que muitas pessoas que habitualmente não bebiam cerveja o façam hoje em dia. A Tango e a Green são, de facto, dois bons exemplos. Acho que é um campo em que vamos assistir a diversas novidades ao longo dos próximos tempos...


Avatar do Utilizador
ptlsousa
Beer Master
Mensagens: 716
Registado: quarta set 06, 2006 22:56
Localização: Maia

Mensagempor ptlsousa » quinta set 28, 2006 23:11

Olá Rasec,

Por acaso tens experiência de maltagem?

Precisava de uma dicas.... :D

Abraço,
P. Sousa


Avatar do Utilizador
Rasec
THE BrewMaster
Mensagens: 457
Registado: quinta set 21, 2006 22:50

Mensagempor Rasec » quinta set 28, 2006 23:28

ptlsousa Escreveu:Olá Rasec,

Por acaso tens experiência de maltagem?

Precisava de uma dicas.... :D

Abraço,
P. Sousa



Sim, tenho alguma.

No que eu puder ajudar! :wink:


Mas pelo que já li nos teus posts sobre fazer cerveja em casa, posso-te dizer que é muito difícil fazer malte com qualidade em casa... mas não será impossível.


Brewmaster
Avatar do Utilizador
bmxutos
Site Admin
Mensagens: 3047
Registado: terça mai 16, 2006 2:07
Localização: Lisboa
Contacto:

Mensagempor bmxutos » segunda out 02, 2006 0:53

Ainda relativamente a novos produtos: saiu neste Sábado dia 30/9, uma notícia no Expresso Economia relativa ao lançamento de novos produtos pela Central de Cervejas. Para além de outros assuntos interessantes, fala-se no processo que a SCC tem para seleccionar novos produtos que irá lançar no mercado.
No meio destas informações, introduz-se uma pequena conversa com Nuno Teles, director de marketing da empresa. Refere-se então: "No início de Novembro, debaixo de todo o sigilo, serão escolhidos os produtos que chegarão à mesa dos portugueses no próximo ano". Afirma, então, o director da empresa, citado pela jornalista: "(...) Reconhece também que o nicho a explorar é o das mulheres e dos jovens, sedentos de produtos com menor teor de álcool, sabor mais doce e menos calorias. Ou seja, será neste âmbito que surgirão as novidades da SCC".

Bom, não sei porquê mas este discurso não me agrada nada. Se é verdade que, após o lançamento da Tango, Green e Decider pela Unicer, a Central ainda não respondeu, também é verdade que estes últimos produtos não ganharam grande quota de mercado e permanecem a um nível residual. O produto marcante, nos últimos anos, foi, sem dúvida, a Sagres Bohemia, uma cerveja mais forte e melhor elaborada que, de certeza, não pretende agradar ao nicho das mulheres e jovens. Agradou, e muito, a todos os que apreciam qualidade numa cerveja.

Percebo perfeitamente que a Central tenha de responder à Unicer no segmento das soft drinks e afins, mas espero que não descurem o nicho dos verdadeiros apreciadores de cerveja, aqueles que bebem o produto com regularidade e que não se importam de pagar mais para terem acesso a uma cerveja de maior qualidade. Como disse, a informação deixada pelo director de marketing da SCC não me deixou muito optimista, mas vamos esperar para ver o que esta empresa nos reserva para o próximo ano. será que estou a exigir muito ao pedir uma boa porter ou uma tripel? :shock:


Avatar do Utilizador
Rasec
THE BrewMaster
Mensagens: 457
Registado: quinta set 21, 2006 22:50

Mensagempor Rasec » segunda out 02, 2006 9:04

bmxutos Escreveu:
Se é verdade que, após o lançamento da Tango, Green e Decider pela Unicer, a Central ainda não respondeu, também é verdade que estes últimos produtos não ganharam grande quota de mercado e permanecem a um nível residual. O produto marcante, nos últimos anos, foi, sem dúvida, a Sagres Bohemia, uma cerveja mais forte e melhor elaborada que, de certeza, não pretende agradar ao nicho das mulheres e jovens. Agradou, e muito, a todos os que apreciam qualidade numa cerveja.




Dizes isto porque achas que sim, ou porque viste essas cotas de mercado descritas em qualquer lado?

Curiosamente, a Green é um produto de luta da UNICER que permite grandes resultados a nível de vendas com uma cota de mercado já muito representativa, a TANGO tem chegado lá muito perto (quem diria) e mesmo a DECIDER, com o preço por litro que apresenta, se tem revelado uma surpresa acima das expectativas mesmo num ano de recessão do mercado de bebidas.

Por outro lado, a ABADIA está muito abaixo do pretendido, a BOHEMIA é mais fogo de vista do que verdadeiros resultados e quem vai aguentando o barco são mesmo as marcas originais (SAGRES e SUPER BOCK).

Por isto se conclui que o que o que o Nuno Teles diz (não é novidade para ninguém, pois se fosse novidade ele não diria), a aposta passa pela tentativa da CENTRAL em entrar nos produtos aromatizados (quem sabe sem álcool) e mesmo da UNICER em reforçar a liderança nesta área.

Já disse isto aqui, mesmo na Alemanha, Inglaterra ou Bélgica (países com tradição), é aqui que o marcado está a crescer.

A tradição já não é o que era...


Brewmaster
Avatar do Utilizador
bmxutos
Site Admin
Mensagens: 3047
Registado: terça mai 16, 2006 2:07
Localização: Lisboa
Contacto:

Mensagempor bmxutos » segunda out 02, 2006 12:35

Caro Rasec. Antes de mais um bom dia. Obrigado pela sua análise. Relativamente ao que escrevi e ao que respondeu, vou apenas fazer algumas considerações.

Dizes isto porque achas que sim, ou porque viste essas cotas de mercado descritas em qualquer lado?


Não costumo colocar as coisas apenas porque me apetece ou porque acho que sim. Dados? De facto não os procurei, mas facilmente também vou aos sites da Ac Nielsen ou Marktest. Aliás, estou bem a par da guerra dos números: se é a Unicer a pedir o teste a uma destas empresas sai o resultado para um lado; se for a central já sai mais para o outro. com certeza que conhece a polémica que existe relativamente aos estudos efectuados por estas empresas. Não coloco em causa a isenção e bom nome da Marktest, mas uma situação de quase monopólio nas análises de mercado nunca é benéfica, tal como acontece com as cervejas....

Curiosamente, a Green é um produto de luta da UNICER que permite grandes resultados a nível de vendas com uma cota de mercado já muito representativa, a TANGO tem chegado lá muito perto (quem diria) e mesmo a DECIDER, com o preço por litro que apresenta, se tem revelado uma surpresa acima das expectativas mesmo num ano de recessão do mercado de bebidas.


Acredito que os dados a que o Rasec tem acesso sejam bem mais precisos do que os meus. Os meus números baseiam-se na minha experiência pessoal e no que vejo todos os dias em bares, restaurantes, cafés, discotecas e afins. Não estou a fugir à verdade se lhe disser que muito, mas mesmo muito raramente vejo alguém a beber uma Tango, Green ou Decider. Aliás, esta última ainda é a que vejo sair mais, mas muito de vez em quando. Talvez as vendas em hiper e supermercados expliquem então o sucesso que refere.

[/quote]Por outro lado, a ABADIA está muito abaixo do pretendido, a BOHEMIA é mais fogo de vista do que verdadeiros resultados e quem vai aguentando o barco são mesmo as marcas originais (SAGRES e SUPER BOCK).[/quote]

Não me é difícil compreender que a Abadia esteja bem abaixo das expectativas, por tudo o que eu e já muitos outros membros do fórum dissemos em outros locais e outras alturas. Portanto, não vale a pena alongar-me muito mais sobre o assunto. E também compreendo perfeitamente que quem aguenta o barco seja a Sagres e a SB. Mas essa situação é uma das "batalhas" a que me propus quando iniciei o site: elas continuam a vender muito bem pois ninguém tem por hábito pedir uma cerveja pela marca. Pede-se uma cerveja ou uma imperial. É a mesma coisa que ir a um restaurante e pedir um copo de vinho sem se saber a marca ou região onde é produzido. Ao género de uma taberna! E se pedirmos uma cerveja ou imperial, o que é que nos trazem: SB ou Sagres, claro! seria agradável ouvir as pessoa pedirem: "quero uma Cristal" ou "quero uma Tagus". Mas é uma tudo questão de monopólio que facilmente compreenderá.

Por isto se conclui que o que o que o Nuno Teles diz (não é novidade para ninguém, pois se fosse novidade ele não diria), a aposta passa pela tentativa da CENTRAL em entrar nos produtos aromatizados (quem sabe sem álcool) e mesmo da UNICER em reforçar a liderança nesta área.

Já disse isto aqui, mesmo na Alemanha, Inglaterra ou Bélgica (países com tradição), é aqui que o marcado está a crescer.


Acha que Portugal é um país onde tradicionalmente se ouça hip-hop ou R'n'B? Penso que não. Mas como somos bombardeados todos os dias pela MTV e rádios de maior audiência com esses estilos de música (contra os quais nada tenho, refira-se) acabam por vender bem e passarem a ser "mainstream".

A Floribela ou os Morangos serão bons produtos televisivos? Para a maior parte das pessoas deve ser, vistas as audiências que atingem e o dinheiro que movimentam. Mais uma vez, somos inundados de publicidade a esses programas, não nos possibilitando uma hipótese de escolha, há excepção de quem tv por cabo. Se só tiver os 4 canais, tem de se gramar com algo do género.

Estes dois exemplo vêm a próposito do quê? Infelizmente, grande parte de nós vai atrás daquilo que nos metem à frente dos olhos. A publicidade e o marketing são tão agressivos que as pessoas são compelidas a comprar e comprar. Algum miúdo aceite ter ténis de marcas que não sejam a Reebok, Adidas, Nike ou Puma? Portanto, enquanto continuarem a aparecer Tango's e Green's não me admira que as suas vendas aumentem e que novas pessoas passem a beber "cerveja". Agora, como amante da verdadeira cerveja, não podem esperar que fique satisfeito quando o director de marketing de uma das maiores empresas nacionais de bebidas afirma que a aposta vai ser nesse tipo de produtos, não fazendo nenhuma referência às cervejas de qualidade. Que a Bohemia seja fogo de vista pouco me importa. Como pouco me importo com os lucros da SCC e da Unicer. Como consumidor exijo produtos de qualidade. E, como o Rasec e eu muito bem sabemos, não é na gama dos aromatizados que os vamos encontrar... Por mim, continuem a fazer Tangos, que eu vou continuar a não os dançar.. perdão, beber.

Um abraço,

Bruno
CervejasDoMundo.com


mitos
BeerMaster
Mensagens: 340
Registado: quarta ago 23, 2006 10:59
Contacto:

Mensagempor mitos » segunda out 02, 2006 14:26

o rasec nao queria dizer onde trabalha mas acabou por se perceber ;-)

eh eh eh

vou ler isto c mais atençao qd tiver um tempinho e la vou vir eu a cascar nos marketeers dos dois monopolistas (oligopolistas, pra ser mais correcto)

como introduçao digo so q acho q tamos naquela fase em q a central ta a passar a perna à unicer, mas eu depois vou tentar explicar melhor esta minha visao

(mas de facto qd se chama inovaçao a produtos como a green ou tango tamos mal, muuuito mal)


Avatar do Utilizador
chimay
Aprendiz de Cervejeiro
Mensagens: 125
Registado: terça ago 29, 2006 14:10

Mensagempor chimay » segunda out 02, 2006 14:34

Ainda não tive oportunidade de ler esse artigo do expresso. logo à noite qd chegar a casa dou uma vista de olhos (a parte de economia não me costuma interessar mto..... 8) )
Mas se o texto não acrescenta mto + àquilo que o Bruno diz, então não auguro nada de bom! Tb não tenho problemas com o lançamento de produtos como a tango, chopp, ou green, desde q tb se faça uma aposta em cervejas como a bohemia ou melhores, se possível.
A ver vamos o k o proximo ano traz.


Avatar do Utilizador
Rasec
THE BrewMaster
Mensagens: 457
Registado: quinta set 21, 2006 22:50

Mensagempor Rasec » segunda out 02, 2006 15:45

Em resposta ao Bruno:

Antes de mais queria pedir desculpa, porque ao reler o meu post fiquei com a ideia que escrevi algo muito "duro", e não era essa a intenção, de todo. é o que dá responder coisas à pressa.

Mas gostava de deixar uma ideia no ar, "será que as pessoas compram aquilo que vêem na publicidade, ou vêem na publicidade aquilo que desejam comprar?

Será que o consumidor compra Tango, Green ou Schopp porque é bombardeado com isso, ou será que é bombardeado com isso porque é aquilo que ele quer comprar?

Em resposta ao mitos:

Não acredito que tenhas percebido onde trabalho, porque posso até nem trabalhar em nenhum dos grandes... ou pode ser num qualquer... até pode ser treta da minha parte... o que eu não quero é que o facto de o local onde eu trabalho seja factor de parcialidade nas minhas participações neste forum. Tentei, e tentarei sempre, ser o mais imparcial possível, e é isso que espero da vossa parte também. :wink:

Mais logo acabo o post...


Brewmaster
Avatar do Utilizador
bmxutos
Site Admin
Mensagens: 3047
Registado: terça mai 16, 2006 2:07
Localização: Lisboa
Contacto:

Mensagempor bmxutos » segunda out 02, 2006 16:22

Amigo Rasec,

aqui não se tem que pedir desculpa de nada. Eu expressei a minha opinião sobre um artigo que li no Expresso. O Rasec aprsentou o seu ponto de vista e eu limitei-me a contra-argumentar. Nada de extraordinário. Aliás, não espero que todos os membros do fórum tenham a mesma opinião. Se há pessoas que gostam da Tango, ainda bem para elas (não estou a dizer que seja o seu caso). Além do mais, se a sua resposta fosse ofensiva eu nem respondia: limitava-me a apagá-la! É as vantagens de ser moderador. :wink:
Espero, pois, que continue a deixar-nos suas as opiniões, "duras" ou não. Será sempre bem vindo ao NOSSO fórum . Porque o fórum é de todos os que nele participam.

Aliás, continuo a discordar na questão do que o consumidor quer comprar e do que as empresas nos tentam vender. Acredito piamente na "lavagem cerebral" dos anúncios e outros golpes de marketing. O mitos é perito nesa área e talvez nos elucide mais tarde sobre o facto.

Abraço,

Bruno
CervejasDoMundo.com


mitos
BeerMaster
Mensagens: 340
Registado: quarta ago 23, 2006 10:59
Contacto:

Mensagempor mitos » terça out 03, 2006 18:30

amigo rasec estava a brincar qd disse q se percebia onde trabalhavas, foi so pq senti, do q li, uma certa simpatia pla unicer e o inverso pla central, mas é de facto completa/ indiferente (e em minha opiniao nem tens sequer q ser imparcial, nós aqui expressamos opinioes sobre uma paixao q todos temos, nao ha nada menos imparcial q um paixao ;-) )

nao sou nada perito (obrigado bruno plo elogio, amanha pago-te uma belga no british ;-) ) mas gosto de estudar e analisar o q se vai passando no mercado, e depois pra ganhar umas massas ate ensino marketing numa universidade (mas isso interessa mto pouco pra o q digo aqui)

pra q fique claro fui durante mtos anos um admirador ferrenho do q a unicer fazia, sobretudo em termos de comunicação (mm q num mercado estagnado e desinteressante como o nosso), conseguia o dificil objectivo de fazer boa publicidade qd nao ha nada pra dizer (a nao ser manter a notoriedade e o top of mind). foi o facto de conseguir associar a marca a um estilo de vida q lhe permitiu alcançar novos segmentos. digamos q geria bem a posição de liderança num duopolio.

de ha uns tempos a esta parte acho q andam um pouco desnorteados e o trabalho da central tem sido mais bem conseguido (e talvez devido a isso o mercado esteja um pouco menos estagnado e desinteressante). esta m conclusao do desnorte tem a ver sobretudo c duas coisas - o facto de terem passado a responder aos ataques da central e a dificuldade em explorar a linha de comunicação escolhida

com a central a situaçao foi a inversa, andaram uns anos de cabeça perdida seperceber como podiam fazer frente à unicer e perdiam terreno a cada passo q davam. com a restruturaçao e a nova estrategia as coisas mudaram e de facto agora (independente/ das quotas de mercado) quem dá cartas no mercado é a central, a unicer tem-se limitado a responder (e, em minha opiniao, muitas vezes mal)


mitos
BeerMaster
Mensagens: 340
Registado: quarta ago 23, 2006 10:59
Contacto:

Mensagempor mitos » terça out 03, 2006 19:07

agora sobre a historia se os consumidores compram o q se publicita ou publicita-se o q os consumidores compram eu diria q ambas sao um bocadinho verdade (mas q nós somos uma excepçao, e ja explico porquê)

de facto o objectivo ultimo da publicidade é levar alguem a fazer algo, neste caso consumidores a comprarem, e nisso é potentissima e qd bem feita tem resultados excelentes. tou a falar do comum dos mortais e de casos genericos

tb é verdade q qt melhor é a resposta do consumidor a um binomio produto/publicidade mais o responsaveis investem pra maximizar os lucros potenciais, no fundo a publicidade gera vendas, mas tb é paga por elas, portanto se nao houver vendas tb nao ha dinheiro pra pagar a publicidade (q nao é barata)

por ultimo, porque é q nós aqui no forum somos uma excepção a esta regra dos consumidores serem influenciados pla publicidade?

porque como somos conhecedores/apreciadores do produto avaliamos outros factores q pra nos sao mais importantes e deixamos automatica/ as emoçoes da publicidade pra segundo plano.

dois exemplos: toda a publicidade/comunicação da bohemia é mediocre, nao explica o q é o produto novo, faz a associaçao descabida a loiras e morenas, é brega e básica, mas é uma excelente cerveja, com boa aparencia, um sabor agradavel, uma espuma bonita, etc, etc, etc. resultado: eu (e acho q muitos outros) esqueceram a publicidade e avaliaram o produto per si, q saiu vencedor (ao contrario da sua segunda concorrente nortenha, a abadia). o consumidor "normal" nao procede assim. consumidores especialistas decidem com base nos atributos do produto pq sao capazes de os avaliar e pq os valorizam

segundo exemplo: a infeliz parelha green/tango podia ter a melhor publicidade do mundo mas nunca faria um verdadeiro apreciador de cerveja passar do primeiro copo (eu disse de cerveja, nao de refrigerantes, sem desprimor claro). de facto, como apreciador de cerveja acho-as ambas feias de aspecto e com um sabor horrivel, e note-se q ja bebi, e gostei, de cervejas frutadas. mas esta coisa de misturar corantes e sabores na cerveja normal pra mim nao faz sentido e resulta mal. cerveja frutada pra mim é outra coisa, nao é isto. nenhuma publicidade do mundo me faria beber o segundo copo, um chegou-me pra tomar a minha decisao, como é obvio é um produto q fará (a ver vamos) todo o sentido pra outro segmento, o das pessoas q nao gostao de cerveja ;-) (e nao tou a brincar)

abraços, e as minhas desculpas se me alonguei

ate amanha no british :-)


Avatar do Utilizador
bmxutos
Site Admin
Mensagens: 3047
Registado: terça mai 16, 2006 2:07
Localização: Lisboa
Contacto:

Mensagempor bmxutos » terça out 03, 2006 21:20

Amigo mitos, concordo com tudo o que disse no 1º texto (especialmente a parte relativa à belga no British Bar :D ). Ainda diz que não é perito....
De facto, a Unicer tem, a meu ver, corrido atrás do prejuízo nos últimos tempos. A Abadia é uma decepção não só para os consumidores como, acredito, para a própria empresa. E apesar de ter tomado a dianteira nos produtos aromatizados com a Green e a Tango, tal não é suficiente para mudar esta minha opinião, que é partilhada por muitos artigos escritos por pessoas bem mais capacitadas do que eu para analisar o mercado. Basta fazer uma busca no google e procurar crónicas económicas que abranjam o tema das cervejas.

Por outro lado, a Sagres tem feito apostas mais seguras, quer a nível de produtos, quer a nível de publicidade. O patrocínio à Selecção Nacional de Futebol é uma boa aposta (tal como tb apoia as selecções dos Palop's e Timor). O futebol continua a vender bem no nosso país. A escolha do ex-Bond para a Bohemia foi excelente (apesar de eu pensar que até o pudessem aproveitar melhor); Ivete Sangalo a beber Chopp: boa ideia! Pelo lado da Unicer, a pub à Abadia foi muito fraca, o anúncio da Tango é inenarrável, o da Decider "à la Shakespeare".... digam-me vocês mas acho tudo muito mau. Gostei dos outdoors da Stout. Sóbrios e bonitos.

Enfim, não tenho acções ou qualquer tendencia sentimental para uma ou para outra empresa. Espero apenas que este novo "pressing" da central faça com que a Unicer lance mais e melhores produtos. Principalmente melhores!

ate amanha no british


Lá estarei. Um abraço,

Bruno.
CervejasDoMundo.com


RTS157
Beer Expert
Mensagens: 178
Registado: quarta mai 31, 2006 0:13

Mensagempor RTS157 » quinta mai 24, 2007 12:54

O contra-ataque da Central

in Meios e Publicidade de 24/05/2007

"A Sociedade Central de Cervejas e Bebidas (SCC) lançou ontem, a Sagres Lima Ligth, uma cerveja com sabor a limão e menos 30 % de calorias do que a Sagres Branca.

A campanha, que será exibida apenas na televisão, vai para o ar na primeira semana de Junho, tendo a criatividade ficado a cargo da Fischer Portugal. A divulgação do novo sabor constitui para a marca um investimento de 1,5 milhões de euros.

Com garrafa transparente, a Limalight é uma edição limitada que vai estar à venda até Setembro."


Avatar do Utilizador
VicMaP
BeerMaster
Mensagens: 341
Registado: domingo dez 03, 2006 18:37
Localização: Lisboa
Contacto:

Mensagempor VicMaP » quinta mai 24, 2007 13:14

RTS157 Escreveu:O contra-ataque da Central

in Meios e Publicidade de 24/05/2007

"A Sociedade Central de Cervejas e Bebidas (SCC) lançou ontem, a Sagres Lima Ligth, uma cerveja com sabor a limão e menos 30 % de calorias do que a Sagres Branca.

A campanha, que será exibida apenas na televisão, vai para o ar na primeira semana de Junho, tendo a criatividade ficado a cargo da Fischer Portugal. A divulgação do novo sabor constitui para a marca um investimento de 1,5 milhões de euros.

Com garrafa transparente, a Limalight é uma edição limitada que vai estar à venda até Setembro."

Bem, então estaremos em presença de uma espécie de witbier, não?
Quanto aos menos 30% de calorias parece que estamos numa espécie de febre dos light. Que na maior parte das vezes não passa de um embuste.


Vic


Avatar do Utilizador
Rasec
THE BrewMaster
Mensagens: 457
Registado: quinta set 21, 2006 22:50

Mensagempor Rasec » quinta mai 24, 2007 14:36

Apesar de estar longe de Portugal, acho que decididamente não é nenhuma witbier...

É apenas a resposta já à muito esperada da S&N às boas vendas da Green e Tango e do crescimento do mercado português neste segmento.

Deve ser apenas uma Sagres mais leve, tipo a Schopp, com aroma de Lima e um pouco de concentrado de fruta. Em vez de xarope de glucose deve levar algum tipo de adoçante como aspartame, por exemplo para poderem alegar os tais menos 30% de calorias.

Finalmente concorrência neste segmento!


Brewmaster
Avatar do Utilizador
bmxutos
Site Admin
Mensagens: 3047
Registado: terça mai 16, 2006 2:07
Localização: Lisboa
Contacto:

Mensagempor bmxutos » quinta mai 24, 2007 14:41

Não me parece que seja uma wit. Nada indica que a sua base seja malte de trigo, antes pelo contrário. Tomara nós termos cá em Portugal um produto ao género das wits belgas. Mas se nem a Cristal weiss pegou...

Devem ter agarrado na Sagres, posto um pouco de essência de limão, um açucar tipo aspartame e tá feito um concorrente à SB Green. Não tenho nada contra isso, apenas não serei um consumidor desse tipo de bebidas.

Por outro lado, a concorrência é sempre de salutar e tz a partir daqui criem produtos com sabor, mas "à séria", não refrigerantes como a Tango ou a Green!


beertruck
BeerMaster
Mensagens: 529
Registado: quarta jul 12, 2006 10:19

Mensagempor beertruck » quinta mai 24, 2007 19:11

bmxutos Escreveu:... apenas não serei um consumidor desse tipo de bebidas.

Eu lá hei-de comprar a garrafita da ordem só para dizer que provei e quase que aposto que nunca mais bebo outra. Parece que estamos na presença de uma Green pt 2...


RTS157
Beer Expert
Mensagens: 178
Registado: quarta mai 31, 2006 0:13

Mensagempor RTS157 » segunda mai 28, 2007 19:32

Actualizando a notícia atrás dada, é este o conceito comercial da nova Sagres LimaLight

"Apostada em alargar o leque de cervejas disponíveis no mercado, a Sagres apresentou a Sagres Limalight, uma bebida que promete arrefecer os dias escaldantes de Verão, que teimam em não aparecer.
A nova cerveja é feita com extractos naturais de limão, apresentada numa atraente garrafa transparente, e inovando no panorama nacional.

Para além disso, a Limalight possui a particularidade de ter menos 30% de calorias, evitando, assim, preocupações relacionadas com a silhueta."

Imagem


Avatar do Utilizador
Rasec
THE BrewMaster
Mensagens: 457
Registado: quinta set 21, 2006 22:50

Mensagempor Rasec » segunda mai 28, 2007 21:11

A ideia da garrafa transparente é que.... :?


Brewmaster
Avatar do Utilizador
ptlsousa
Beer Master
Mensagens: 716
Registado: quarta set 06, 2006 22:56
Localização: Maia

Mensagempor ptlsousa » segunda mai 28, 2007 21:42

Por este andar, qualquer dia há cerveja com aroma a presunto... :D :D :D


Avatar do Utilizador
bmxutos
Site Admin
Mensagens: 3047
Registado: terça mai 16, 2006 2:07
Localização: Lisboa
Contacto:

Mensagempor bmxutos » segunda jun 25, 2007 0:29

Bem, isto só pode ser criado por pessoas e para pessoas que não gostam de cerveja!!! Mas se existem sumos, com e sem gás e as alco-pops, porquê darem-se ao trabalho de criarem estas coisas!!!??? KLM:

Eu explico: parece que no início do ano a Anheuser-Busch, casa-mãe da americana Bud, decidiu criar um pequeno frasco com um concentrado com sabor a frutas, um género de aditivo colorido e açucarado que se mistura com uma cerveja. Leiam a notícia no link abaixo e digam-me se não é ridículo!!! Ou então eu vivo numa realidade paralela, tipo Twilight Zone...

http://www.msnbc.msn.com/id/16815536/


Avatar do Utilizador
VicMaP
BeerMaster
Mensagens: 341
Registado: domingo dez 03, 2006 18:37
Localização: Lisboa
Contacto:

Mensagempor VicMaP » domingo jul 01, 2007 11:57

="bmxutos" parece que no início do ano a Anheuser-Busch, casa-mãe da americana Bud, decidiu criar um pequeno frasco com um concentrado com sabor a frutas, um género de aditivo colorido e açucarado que se mistura com uma cerveja. Leiam a notícia no link abaixo e digam-me se não é ridículo!!! Ou então eu vivo numa realidade paralela, tipo Twilight Zone...

http://www.msnbc.msn.com/id/16815536/

:lol: Dos americanos, estavas à espera de quê? aquilo é só crâneos!

Vic



Voltar para “ESTILOS DE CERVEJA, LIVROS E OUTROS ASSUNTOS TÉCNICOS”

Quem está ligado:

Utilizadores neste fórum: Nenhum utilizador registado e 7 visitantes