Fazes Cerveja ???

Todas as fases de produção de uma cerveja, truques e dicas.

Que ideia têm da cerveja feita em casa?

Melhor que as cervejas comuns!
36
90%
Razoavel!
3
8%
Atentado à saúde pública...
1
3%
 
Total de votos: 40
Avatar do Utilizador
Cerevisiae
8ª Colina
Mensagens: 670
Registado: segunda dez 04, 2006 0:12
Localização: Lisboa
Contacto:

Mensagempor Cerevisiae » sexta jun 29, 2007 19:30

Parabéns Pedro Têm óptimo aspecto!

é pena o aroma não chegar cá ...

De facto o clone de Hoegaarden está muito pálido. Podes divulgar a receita / condições de brassagem, fermentação, etc. Talvez alguém possa ajudar

Tenho um clone de Hoegaarden no fermentador e está com uma cor mais amarelinha. Não tenho aqui à mão a receita que usei mas quando tiver faço um post.

Em relação à stout sbstituiste cevada torrada por malte chocolate ou carregas-te mais no chocolatte ?

Saudações cervejeiras,

Fernando


Avatar do Utilizador
bmxutos
Site Admin
Mensagens: 3047
Registado: terça mai 16, 2006 2:07
Localização: Lisboa
Contacto:

Mensagempor bmxutos » sexta jun 29, 2007 20:23

Não me canso de elogiar a stout do Pedro! Infelizmente só tive oportunidade de beber uma mas essa foi suficiente para dissipar quaisquer dúvidas que ainda existissem na minha mente relativamente à menor ou maior qualidade das cervejas feitas em casa em comparação com as cervejas industriais. Com bons ingredientes, uma boa receita, algum conhecimento e muita paciência podem-se obter excelentes resultados em casa e com um mínimo de recursos!

Quanto à "Hoegaarden 2",pode estar clara mas há muitas witbiers que são bastante pálidas pelo que não será uma menos-valia significativa. Já agora Pedro, como é que está de sabor e aroma?


Avatar do Utilizador
ptlsousa
Beer Master
Mensagens: 716
Registado: quarta set 06, 2006 22:56
Localização: Maia

Mensagempor ptlsousa » sábado jun 30, 2007 0:51

Boas,

De facto o clone de Hoegaarden está muito pálido. Podes divulgar
a receita / condições de brassagem, fermentação, etc. Talvez alguém
possa ajudar


A limpidez do líquido deve-se à prática que utilizo no segundo fermentador
e é relativamente fácil de resolver. Posso partilhar o processo (que não é
nada de especial e foi tirado da Internet pelo meu mano), mas agora não tenho as notas comigo.

Em relação à stout substituiste cevada torrada por malte chocolate
ou carregas-te mais no chocolate ?


Carreguei mais no malte chocolate, mas muito pouco! Como previ, pelo
estudo de cerca de uma dúzia de receitas premiadas, basta acrescentar
muito pouco para que dê a sugestão a chocolate e café (e não o sabor
pronunciado que mascara a restante cerveja).

Já agora Pedro, como é que está de sabor e aroma?


Acho que a receita é muito fiel à original. Ficamos admirados com o
resultado, que melhora com o tempo. Deita-se no copo e antes de levar à
boca já se sente o aroma frutado. O sabor é muito agradável e viciante. A
suavidade aveludada combinada com as bolhas de CO2 e o sabor frutado
e fresco... Humm! Mesmo assim vou introduzir algumas variações!

Já agora, a Pilsen deu bastante trabalho! A levedura de Lager desafiou a
minha lógica, mas lá consegui! Tenho pena de não ter feito 50L! Sabe
mesmo bem! E como é uma cerveja de um estilo mais próximo do das
cervejas portuguesas, foi muito apreciado pelo forte aroma a malte e
sabor pronunciado. É incrível a simplicidade da receita e a grande
untuosidade do produto final.

A foto que coloquei foi tirada 10 minutos depois de ter colocado a cerveja
no copo! Como fiquei surpreendido com a persistência da espuma,
lembrei-me de registar esse momento...


Abraço,
P. Sousa

Chuck Reid Escreveu:Na teoria, não existe diferença entre Teoria e Prática.
Na prática, existe!
zacpinto
Já saca as caricas fora!
Mensagens: 21
Registado: segunda jul 02, 2007 15:45

Mensagempor zacpinto » segunda jul 02, 2007 23:47

boas!!
JA li este topico quase todo, e ja vi umas ideias novas... eu ja faço cerveja a partir de Kits a algum tempo, mas nunca passei daí, nao que nao tenha vontade mas por falta de logistica, e algum equipamento que ainda nao adquiri, este e o material que tenho:

3 fermentadosres de 30L de POLIETILENO DE ALTA DENSIDADE ( que suportam ate 100ºC)
- 1 Balde de 30L do mesmo material;
- termometro -10:-110;
- Densímetro com três escalas;
- Proveta de medição;
- Capsulador Greta 26mm (como nao podia deixar de ser, essencial para armazenar a cerveja)
- Colher Plástico 46 cm

com isto ja produzi o equivalente a 75L de optima cerveja, e vou iniciar, apos uma paragem por falta de tempo, a produçao de mais uns kits
(
- Diabolo - Permite fazer 9L.
Álcool 8.0% vol.
- Brewferm Gallia. - Permite fazer 12L.
Álcool 5.5% vol.
- Yorkshire Bitter. - Permite fazer 23L.
Álcool 4.5% vol.
- Brewferm Pils - Álcool 4.5% vol.
Para 12L .

mandei vir tambem algum malte em po para melhorar a qualidade de algumas cervejas, e leveduras extras mas nao sei o que fazer com elas. A minha ideia era aumentar o grau alcoólico de algumas ceveja, se calhar penso mal, mas aguardo ideias.

da que fiz, a primeira foi a que mais gostei Ambiorix, ja produzida e falada pelo ptlsousa. Divinal, dava cartas a qualquer bohemia e Abadia vendidas no nosso país :)) :))


Avatar do Utilizador
ptlsousa
Beer Master
Mensagens: 716
Registado: quarta set 06, 2006 22:56
Localização: Maia

Mensagempor ptlsousa » segunda jul 02, 2007 23:51

Boas,

Benvindo ao Fórum! :D
Por acaso, acho que foi a única em que meti água. A Ambiorix custou a beber...

Enfim...


zacpinto
Já saca as caricas fora!
Mensagens: 21
Registado: segunda jul 02, 2007 15:45

Mensagempor zacpinto » terça jul 03, 2007 0:02

Obrigado, e acho que vou gostar muito deste forum 8) :lol: 8)

eu tambem uso lixívia* diluída (5mL por litro) na limpeza do equipamento e garrafas e depois passo tudo mt bem por agua e nunca tive problemas :P


Avatar do Utilizador
Cerevisiae
8ª Colina
Mensagens: 670
Registado: segunda dez 04, 2006 0:12
Localização: Lisboa
Contacto:

Mensagempor Cerevisiae » quarta jul 04, 2007 1:14

ptlsousa Escreveu:Boas,


Já agora, a Pilsen deu bastante trabalho! A levedura de Lager desafiou a
minha lógica, mas lá consegui! Tenho pena de não ter feito 50L! Sabe
mesmo bem! E como é uma cerveja de um estilo mais próximo do das
cervejas portuguesas, foi muito apreciado pelo forte aroma a malte e
sabor pronunciado. É incrível a simplicidade da receita e a grande
untuosidade do produto final.

A foto que coloquei foi tirada 10 minutos depois de ter colocado a cerveja
no copo! Como fiquei surpreendido com a persistência da espuma,
lembrei-me de registar esse momento...


Fermentar uma lager em casa é sempre um desafio !!!
A fermentação é muito diferente de uma Ale. Tudo se passa mais devagar mas por outro lado se lhe dermos tempo a levedura leva a cerveja a "bom copo".

Acho a ideia de reforçar o chocolate na stout muito boa, ganhas aroma, sabor e não carregas muito mais no torrado. A vantagem de fazer stouts é que se pode criar facilmente umas dezenas de stouts diferentes com ligeiras variações nos ingredientes.

A cor a Wit não é o principal se dizes que o aroma está bom estás com certeza no bom caminho.

Agora só falta abrires a Cervejeira :

ptlsousa
cervejas de qualidade
para verdadeiros apreciadores


:lol: :lol: :lol:


boas fermentações,

Fernando


Avatar do Utilizador
ptlsousa
Beer Master
Mensagens: 716
Registado: quarta set 06, 2006 22:56
Localização: Maia

Mensagempor ptlsousa » quarta jul 04, 2007 2:51

Agora só falta abrires a Cervejeira :

ptlsousa
cervejas de qualidade
para verdadeiros apreciadores


:)) :)) :)) :)) :)) :))


Abraço,

P. Sousa



Chuck Reid Escreveu:Na teoria, não existe diferença entre Teoria e Prática.
Na prática, existe!
Avatar do Utilizador
bmxutos
Site Admin
Mensagens: 3047
Registado: terça mai 16, 2006 2:07
Localização: Lisboa
Contacto:

Mensagempor bmxutos » sexta jul 13, 2007 3:17

Caríssimos,

o Aloísio de São José dos Pinhais - PR, Brasil, colocou-me a seguinte questão via e-mail. Alguem pode ajudar?

"Há três anos venho pensando em fazer cerveja caseira. Agora consegui ter
todos os itens que são necessários para tal.

Já fiz três tentativas para tal. As receitas que tneho são todas pesquisadas
na internet.

Estou encontrando dificuldade em conseguir que a maltase quebre o amido
entre as temperaturas de 50C e 60C.

Sempre que faço o teste com a tintura de iodo 2%, comprado em uma farmácia,
tenho sempre a reação negativa, cor preta.

Estou moendo a cevada em um liquidificador.

Com certeza estou fazendo ago errado! O quê?"

Desde já obrigado pela vossa ajuda. Abraço,


Avatar do Utilizador
ptlsousa
Beer Master
Mensagens: 716
Registado: quarta set 06, 2006 22:56
Localização: Maia

Mensagempor ptlsousa » sexta jul 13, 2007 3:29

Estou moendo a cevada em um liquidificador.


Cevada ou malte?

Como o malte pode variar no poder diastásico (a "capacidade" de quebrar o amido em açucares mais simples), o problema pode residir aí.

A conversão do amido também é afectada pelo PH, temperatura e tempo.

Este amigo, deve tentar fazer a conversão com malte de base (pale ale ou pilsen) e depois observar o resultado.


Abraço,

P. Sousa



Chuck Reid Escreveu:Na teoria, não existe diferença entre Teoria e Prática.
Na prática, existe!
Avatar do Utilizador
bmxutos
Site Admin
Mensagens: 3047
Registado: terça mai 16, 2006 2:07
Localização: Lisboa
Contacto:

Mensagempor bmxutos » sexta jul 13, 2007 13:41

ptlsousa Escreveu:
Estou moendo a cevada em um liquidificador.


Cevada ou malte?

Como o malte pode variar no poder diastásico (a "capacidade" de quebrar o amido em açucares mais simples), o problema pode residir aí.

A conversão do amido também é afectada pelo PH, temperatura e tempo.

Este amigo, deve tentar fazer a conversão com malte de base (pale ale ou pilsen) e depois observar o resultado.


Pedro, obrigado pela resposta! Enviei-a ao Aloísio mas parece que ainda subsistem dúvidas. Vou transcrever o novo e-mail que ele me enviou, neste caso com o interesse acrescido de ter uma receita de cerveja apensa. Temos também de falar acerca de uma receita de pilsen... 8)

Quem puder e quiser ajudar, obrigado!

"Quanto a sua dúvida, eu estou utilizando cevada.



Coloco abaixo parte da receita que consegui pela internet que estou seguindo como guia.



Você verá que são informações sem muitos detalhes.



Posso lhe informar que tenho controle preciso da temperatura e tempo mas não do ph.


Seria interessante eu “torrar” a cevada para conseguir o malte, e assim facilitar a conversão do amido através da maltase para maltose?


Atenciosamente,


Aloisio.



Receita da Cerveja Preta



COMECE PELA CERVEJA PRETA:

A cerveja preta é muito mais fácil de fazer, além disto, ela está explicada passo-a-passo, minuciosamente para facilitar ao principiante. DEPOIS DE FAZER COM SUCESSO UMA BOA CERVEJA PRETA, VOCÊ VAI ACHAR MUITO MAIS FÁCIL FAZER A CERVEJA CLARA!





INGREDIENTES:

Malte - 600g ;

Lúpulo - 40g ;

Caramelo de milho - A Gosto ;

Açúcar - 1Kg ;

Água Filtrada, Fervida e Aerada - 20 litros ;

Fermento Cervejeiro - 1 Dose (30cm³) ;

Sal de Cozinha - 1 Colher de Chá.



MODO DE FAZER:

1 - Limpar o malte sacudindo-o numa peneira ou escorredor de macarrão, para retirar a palha e o pó.

2 - Lavar este malte ligeiramente em água corrente da torneira.

3 - Moer o malte com água no liquidificador, até ele adquirir a aparência de trigo para quibe. A este material moído, de agora em diante, passaremos a chamar de MOSTO.

NOTA: Você não deve moer excessivamente o malte até transforma-lo num mingau.

Isto trará problemas mais tarde, na hora da filtragem.

4 - Cozimento, vamos cozinhar o mosto em uma panela com cinco ou sete litros de água, mexendo de vez em quando com uma colher para o material não grudar no fundo.

5 - Conversão do amido em açúcar. No grão de malte existe uma enzima chamada MALTASE, que ao ser aquecida tem a propriedade de transformar o amido do cereal em açúcar de malte, ou seja, MALTOSE.

Brassagem é a operação de cozinhar CONTROLADAMENTE este mosto por 45

minutos, obedecendo à seguinte escala de temperaturas:

a) De 40° a 50°C : 15 minutos (proteínas/acidez)

b) De 50° a 60°C : 15 minutos (conversão de maltose)

c) De 60° a 72°C : 15 minutos (conversão da dextrose)



OBS: A ENZIMA MALTASE MORRE AOS 72°C, RAZÃO PELA QUAL NÃO

PODEMOS ULTRAPASSAR ESSA TEMPERATURA ANTES QUE TODO O

AMIDO JÁ TENHA SE CONVERTIDO EM MALTOSE.





NOTAS:

1º.) Não importa quanto tempo o mosto vai demorar para aquecer até os 40°C. Só começamos a contar o tempo de cozimento quando esta temperatura já for atingida.

2º.) Na primeira etapa do cozimento (40/50°C) coagulamos as proteínas do malte eliminando a acidez da cerveja. Na segunda etapa (50/60°C) você sacarifica (TRANSFORMA EM AÇÚCAR o amido, convertendo-o em maltose, que é o açúcar ideal para se fazer cerveja. Na terceira etapa (60/72°C) você "puxa" as dextroses, açúcares muito importantes para uma boa cerveja, pois não são fermentáveis, e que por isto permanecem depois da fermentação, dando sabor, suavidade e encorpando a cerveja.

Para controlar melhor esta elevação de temperatura, use um fogo bem baixinho, e vá aumentando AOS POUCOS, na medida em que for necessário aumentar a temperatura.

3º.) Se o tempo de cozimento ultrapassar os 15 minutos por etapa, não se preocupe, pois ISTO NÃO PREJUDICA A CERVEJA. Na verdade, 15 minutos é apenas um tempo MÍNIMO NECESSÁRIO para se fazer uma escala de cozimento bem feita.

6 - Controle de temperatura.

Para controlar a temperatura com exatidão mergulhe o seu termômetro até a altura da marca _ gravada na parte inferior do instrumento.

NOTA: O modo mais prático de trabalhar é deixar o termômetro pendurado por um fio. SEM ENCOSTAR NO FUNDO NEM NA LATERAL DA PANELA, durante toda a operação de cozimento. (fig. 01)



7 - Teste de Iodo.

Na segunda etapa de cozimento (50/60°C) fazemos os testes de iodo para saber se a conversão do amido em maltose ocorreu satisfatoriamente.

MODO DE FAZER:

Com a ponta do termômetro ou uma colherinha recolhemos quatro gotas de mosto em um pires branco. Pingamos em cima uma gota de iodo comum. O iodo tem a propriedade de reagir em contato com o amido, mudando de cor e ficando preto azulado. À medida que o amido se transforma em açúcar, o iodo reage cada vez menos, e a substância resultante deste teste vai ficando cada vez mais alaranjada.

Quanto mais alaranjada, mais perfeita e completa foi a conversão em maltose.

NOTAS:

1º.) QUANDO FAZEMOS O COZIMENTO CORRETAMENTE, OBSERVANDO

AS ESCALAS DE TEMPERATURA E TEMPO, ESTA TRANSFORMAÇÃO

ACONTECE SEMPRE AUTOMATICAMENTE.

No entanto, os testes de iodo servem para tranqüilizar, PROVANDO VISUALMENTE que a sacarificação do amido já foi completada.

2º.) O teste do iodo é feito ao final da segunda escala (50/60°C), ou seja, após 30 minutos de cozimento do mosto.

3º.) Depois que o teste do iodo der positivo, ainda cozinhamos o mosto por mais 15 minutos, até completar a terceira etapa (60/72°C).

8 - Lupulagem

QUANDO A SACARIFICAÇÃO DO MOSTO SE COMPLETAR VOCÊ NÃO

PRECISARÁ MAIS SE PREOCUPAR COM A BARREIRA DOS 72°C.



Pode recolher o termômetro da panela e ferver o mosto à vontade. As enzimas já concluíram a sua tarefa, transformando em maltose e dextrose todo o amido que era possível converter."

Abraço,


Avatar do Utilizador
ptlsousa
Beer Master
Mensagens: 716
Registado: quarta set 06, 2006 22:56
Localização: Maia

Mensagempor ptlsousa » sexta jul 13, 2007 14:41

Quanto a sua dúvida, eu estou utilizando cevada.


Cevada é diferente de Malte de Cevada!

O nosso amigo Rasec, percebe melhor acerca disto, mas vou tentar ajudar!

O processo de maltagem faz com que o conteúdo do grão de cevada se modifique.

Só com cevada, não acredito que tenha sucesso com essa cerveja. A não ser que adicione maltase...

Seria interessante eu “torrar” a cevada para conseguir o malte, e assim facilitar a conversão do amido através da maltase para maltose?


Só torrar, não adianta nada! Mas ensopar a cevada em água, germinar até um tamanho específico, secar e torrar ligeiramente, sim! Isto já seria malte.


Abraço,

P. Sousa



Chuck Reid Escreveu:Na teoria, não existe diferença entre Teoria e Prática.
Na prática, existe!
Avatar do Utilizador
Cerevisiae
8ª Colina
Mensagens: 670
Registado: segunda dez 04, 2006 0:12
Localização: Lisboa
Contacto:

Mensagempor Cerevisiae » sábado jul 14, 2007 10:06

viva,

o nosso amigo brasileiro tem uma grande confusão na cabeça!

NÃO SE FAZ CERVEJA COM CEVADA !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

com cevada faz-se PÃO :lol:

para fazer cerveja ele precisa de MALTE. pode ser malte de cevada, trigo, centeio, etc.

o malte é um cereal germinado, não é um cereal torrado !!!!!!!!!!

a maltagem consiste em promover a germinação de um cereal sendo o mais comum a cevada. Após a germinação (alguns dias) o malte (sim já germinou, já tem direito a este nome) sofre um processo de cura a 45-50 º C durante 48h. A diferença entre o malte de cevada e a cevada reside no facto de o malte possuir um conjunto de enzimas (produzidas durante a germinação) que são capazes de converter amido em açúcares (maltose e outros).

Já agora maltase não existe ! Se existisse era uma enzima que degradaria a maltose e ficariamos sem açúcares fermentáveis e sem cerveja :))
Existe isso sim uma enzima chamada de beta-amilase que corta a cadeia de amido produzindo maltose.

Sem malte o nosso amigo estará a tentar fermentar papas de cevada
:lol:

Já algumas pessoas me apareceram com essa receita maluca de cerveja preta. Essa receita parece-me um disparate. É uma bebida à base de açúcar e que leva um pouquinho de malte. acho que nem se poderá chamar cerveja ao resultado de tal receita. e nem vou comentar o diagrama da brassagem .... e total ausência de referencias ao controle de pH

Com certeza que o nosso amigo com um bocadinho mais de pesquisa na net encontrará receitas a sério e alguma literatura para ajudar.
sugiro a consulta de http://www.howtobrew.com/


Avatar do Utilizador
Rasec
THE BrewMaster
Mensagens: 457
Registado: quinta set 21, 2006 22:50

Mensagempor Rasec » sábado jul 14, 2007 11:14

Tudo certíssimo, e concordo que ou o rapaz se explicou mal ou então tem mesmo uma grande confusão naquele sotão.

Gostava só de deixar uma pequena correcção, apesar de praticamente não existirem dois processos de maltagem iguais (variam entre malterias, entre malteiros, e mesmo entre batches de cevada), a fase de "Curing" (Cura) é feita entre os 75ºC e os 85ºC, demorando nunca mais de duas horas (para Malte Pilsen, maltes torrados ou caramelo são histórias diferentes).

Existe sim uma fase que demora 1 a 2 dias (depende da receita) que é chamada "Free Drying Phase" onde praticamente toda a água desaparece (55ºC) com o objectivo de "matar" o embrião e parar a germinação. É muito importante que se pare a germinação, mas que não se destruam as enzimas por acção descontrolado do calor.

Segue-se uma "Heating Phase" onde normalmente o malte é revirado e aquecido até aos 65ºC até 75ºC. E depois, a "Curing Phase" onde o malte passa 2 horas a uns 80ºC, basicamente com o objectivo de obtermos reacções de Maillard (cor, compostos aromáticos, entre outros), baixar os níveis de pDMS, aumentar o potencial anti-oxidante (baixar os níveis de LOx), entre outros motivos.

Para os interessados em saber mais sobre maltagem, posso enviar um .pdf muito bom sobre o assunto.

Abraço


Brewmaster
Avatar do Utilizador
ptlsousa
Beer Master
Mensagens: 716
Registado: quarta set 06, 2006 22:56
Localização: Maia

Mensagempor ptlsousa » sábado jul 14, 2007 14:12

Boas,

Rasec, agradecia que enviasses esse .pdf!

Esqueci de dizer a este amigo brasileiro que pode acrescentar amilase (ao contrário da maltase que, também eu, referi erradamente) de uma outra origem: Saliva!

Penso que já referi no fórum, a forma como algumas tribos faziam bebidas fermentadas com milho e outros grãos. Mastigavam os grãos e cuspiam para dentro de um vasilhame. Ao fazer isto, estavam a degradar o amido, pelo mesmo princípio que foi explicado.

Alguém quer desta cerveja? :D :D :D


Abraço,

P. Sousa



Chuck Reid Escreveu:Na teoria, não existe diferença entre Teoria e Prática.
Na prática, existe!
Avatar do Utilizador
bmxutos
Site Admin
Mensagens: 3047
Registado: terça mai 16, 2006 2:07
Localização: Lisboa
Contacto:

Mensagempor bmxutos » sábado jul 14, 2007 14:24

ptlsousa Escreveu:Penso que já referi no fórum, a forma como algumas tribos faziam bebidas fermentadas com milho e outros grãos. Mastigavam os grãos e cuspiam para dentro de um vasilhame. Ao fazer isto, estavam a degradar o amido, pelo mesmo princípio que foi explicado.

Alguém quer desta cerveja? :D :D :D


Pedro, gosto muito das tuas cervejas. Não me faças mudar de opinião!!!... :mrgreen: :mrgreen: :mrgreen:

Abraço,


Avatar do Utilizador
ptlsousa
Beer Master
Mensagens: 716
Registado: quarta set 06, 2006 22:56
Localização: Maia

Mensagempor ptlsousa » sábado jul 14, 2007 18:15

Por acaso NUNCA usei este método!

Mas tem a sua piada... :D :D :D


Avatar do Utilizador
Cerevisiae
8ª Colina
Mensagens: 670
Registado: segunda dez 04, 2006 0:12
Localização: Lisboa
Contacto:

Mensagempor Cerevisiae » domingo jul 15, 2007 10:16

Se um dia por acaso acabar o malte no mundo já sabem é só cuspir e poderemos continuar a fazer cerveja :roll:

obrigado Rasec pelas correcções técnicas ao processo de maltagem. podes enviar o referido pdf. Não vou tentar fazer malte outra vez, é mesmo só por curiosidade ...


Avatar do Utilizador
Rasec
THE BrewMaster
Mensagens: 457
Registado: quinta set 21, 2006 22:50

Mensagempor Rasec » domingo jul 15, 2007 11:42

O .pdf tem 5 megas, mesmo zipando não sei se vai ser possível enviar por mail. :?

Existe outra hipótese?

Quanto ao ptlsousa, envio-te pelo MSN qd te apanhar on-line.


Brewmaster
Avatar do Utilizador
ptlsousa
Beer Master
Mensagens: 716
Registado: quarta set 06, 2006 22:56
Localização: Maia

Mensagempor ptlsousa » domingo jul 15, 2007 21:45

Rasec, depois de me enviares posso disponibilizar esse .pdf via FTP ou então coloco num website e apresento o link.

Assim, quem estiver interessado, pode fazer download.


Avatar do Utilizador
Rasec
THE BrewMaster
Mensagens: 457
Registado: quinta set 21, 2006 22:50

Mensagempor Rasec » domingo jul 15, 2007 22:29

Sim, sem problemas.


Brewmaster
Avatar do Utilizador
ptlsousa
Beer Master
Mensagens: 716
Registado: quarta set 06, 2006 22:56
Localização: Maia

Mensagempor ptlsousa » terça jul 17, 2007 22:18

Boas...

Como prometido, aqui fica o Link para o completíssimo .pdf sobre maltagem que o Rasec teve a amabilidade de partilhar.

http://fourstroke.no.sapo.pt/6-MaltingTechnologyUNICER06.pdf

Abram e façam "Guardar como"!

Abraço,
P. Sousa


Avatar do Utilizador
bmxutos
Site Admin
Mensagens: 3047
Registado: terça mai 16, 2006 2:07
Localização: Lisboa
Contacto:

Mensagempor bmxutos » quarta jul 18, 2007 9:34

ptlsousa Escreveu:Boas...

Como prometido, aqui fica o Link para o completíssimo .pdf sobre maltagem que o Rasec teve a amabilidade de partilhar.

http://fourstroke.no.sapo.pt/6-MaltingTechnologyUNICER06.pdf

Abram e façam "Guardar como"!

Abraço,
P. Sousa


Com textos como este, pergunto-me eu o que ando a fazer ao construir uma página sobre cerveja? Digam-me, o que é que faltou ficar a dizer sobre maltagem? É um assunto que morreu neste link. Quando alguém tiver alguma dúvida, basta dizer: olha, vê neste link que está lá tudo!!! :D

Agora a sério, obrigado ao ptlsousa e Rasec pelo pdf. Vai demorar muuuito tempo a digerir. Abraço,


Avatar do Utilizador
bmxutos
Site Admin
Mensagens: 3047
Registado: terça mai 16, 2006 2:07
Localização: Lisboa
Contacto:

Mensagempor bmxutos » quarta jul 18, 2007 9:39

Bom, isto está a transformar-se mais num consultório do que propriamente num fórum! Mas também não sei como destacar mais o fórum na 1ª página do CdM!!! :roll:

Vou pôr o link a piscar e a fazer um barulho tipo sirene quando o rato passar por cima...

Mais uma questão interessante, mais uma vez de um amigo brasileiro, mas que neste caso não tem tanto a ver com a produção de cerveja mas mais com as suas características após produção.

"Ola...eu tenho uma freezer e comprei 50 caixas de cerveja...nao vendi todas e deixei-as dentro da freezer descongelando juntamente com a freezer sem ter contato com ambiente exterior. A pergunta é: elas vão xocar ou o fato de desgelarem sem ter contato com o exterior e sem haver choque termico faz com que elas nao Choquem?"

Penso que, neste caso, a expressão chocar estará relacionada com a perda de qualidade da cerveja, nomeadamente ao nível da perca de carbonatação. O que acham do processo? Quais as vossas experiências? Uma cerveja que congela completamente acaba por perder qualidade ou não?

Abraço,


Avatar do Utilizador
canecao
BeerMaster
Mensagens: 436
Registado: segunda ago 21, 2006 17:27

Mensagempor canecao » quarta jul 18, 2007 15:44

Boa questão! Sempre tive essa dúvida quanto á questão de se uma cerveja perde qualidade depoid de ter congelado completamente. Por acaso achop que fica sem força e sem gás, mas pode ser sóa minha impresão...


Avatar do Utilizador
ptlsousa
Beer Master
Mensagens: 716
Registado: quarta set 06, 2006 22:56
Localização: Maia

Mensagempor ptlsousa » quarta jul 18, 2007 16:36

Vou testar essa hipótese:
Será que a cerveja perde qualidade com o calor?

Vou testar quatro garrafas de cerveja da mesma marca e do mesmo pack!

Procedimento:

-Coloco as quatro garrafas no frigorífico a 5º C durante 24 horas.
Após esta operação, coloco as garrafas nas seguintes condições devidamente identificadas:
Garrafa 1 - Continua no frigorífico! (Controle)
Garrafa 2 - Fica no exterior da casa, ao Sol, chuva, vento, pó, etc... (Teste pela degradação pela luz e calor)
Garrafa 3 - Fica no exterior da casa, perto da Garrafa 2 mas coberta com uma caixa de cartão preto. (Teste pela degradação pelo calor)
Garrafa 4 - Fica dentro de casa, na cave, iluminada permanentemente com uma lâmpada economizadora. (Teste pela degradação pela luz)

Será testado e comparado:
- O Sabor
- A cor do líquido
- O CO2
- O aroma


Abraço,

P. Sousa



Chuck Reid Escreveu:Na teoria, não existe diferença entre Teoria e Prática.
Na prática, existe!
Avatar do Utilizador
Rasec
THE BrewMaster
Mensagens: 457
Registado: quinta set 21, 2006 22:50

Mensagempor Rasec » quarta jul 18, 2007 21:44

Obviamente que o processo de congelação vai alterar as características da cerveja. Uma cerveja é um produto muito instável, cheio de "coisas" instáveis, como CO2 dissolvido, óleos de lúpulo, proteínas, lípidos, etc..

Congelar cerveja é uma péssima ideia, o ideal é guardá-la sempre a uma temperatura constante de uns 10ºC, nem muito quente nem muito frio, mas de qualquer forma, as cervejas não foram feitas para serem guardadas, mas sim para serem bebidas...

Claro que o calor vai afectar a cerveja ainda mais!


Brewmaster
Avatar do Utilizador
ptlsousa
Beer Master
Mensagens: 716
Registado: quarta set 06, 2006 22:56
Localização: Maia

Mensagempor ptlsousa » quarta jul 18, 2007 22:05

Claro que o calor vai afectar a cerveja ainda mais!


Claro! Mas estou curioso para saber até que ponto isto pode influenciar a cerveja.

Será que fica intragável?


Avatar do Utilizador
bmxutos
Site Admin
Mensagens: 3047
Registado: terça mai 16, 2006 2:07
Localização: Lisboa
Contacto:

Mensagempor bmxutos » quarta jul 18, 2007 22:25

ptlsousa Escreveu:Vou testar essa hipótese:
Será que a cerveja perde qualidade com o calor?

Vou testar quatro garrafas de cerveja da mesma marca e do mesmo pack!

Procedimento:

-Coloco as quatro garrafas no frigorífico a 5º C durante 24 horas.
Após esta operação, coloco as garrafas nas seguintes condições devidamente identificadas:
Garrafa 1 - Continua no frigorífico! (Controle)
Garrafa 2 - Fica no exterior da casa, ao Sol, chuva, vento, pó, etc... (Teste pela degradação pela luz e calor)
Garrafa 3 - Fica no exterior da casa, perto da Garrafa 2 mas coberta com uma caixa de cartão preto. (Teste pela degradação pelo calor)
Garrafa 4 - Fica dentro de casa, na cave, iluminada permanentemente com uma lâmpada economizadora. (Teste pela degradação pela luz)

Será testado e comparado:
- O Sabor
- A cor do líquido
- O CO2
- O aroma


Parece-me um excelente teste, mesmo com algo de científico! Fico na expectativa dos resultados!! :wink:

Abraço,


Avatar do Utilizador
ptlsousa
Beer Master
Mensagens: 716
Registado: quarta set 06, 2006 22:56
Localização: Maia

Mensagempor ptlsousa » sábado jul 21, 2007 3:15

Boas,

O referido teste está a decorrer como planeado, tendo a acrescentar o seguinte facto:
- Às garrafas 2 e 4 foram retirados os rótulos para maximizar o efeito da luz.

Abraço,
P.S.



Voltar para “O PROCESSO DE ELABORAÇÃO”

Quem está ligado:

Utilizadores neste fórum: Nenhum utilizador registado e 9 visitantes