Fazes Cerveja ???

Todas as fases de produção de uma cerveja, truques e dicas.

Que ideia têm da cerveja feita em casa?

Melhor que as cervejas comuns!
36
90%
Razoavel!
3
8%
Atentado à saúde pública...
1
3%
 
Total de votos: 40
Avatar do Utilizador
Cerevisiae
8ª Colina
Mensagens: 670
Registado: segunda dez 04, 2006 0:12
Localização: Lisboa
Contacto:

Mensagempor Cerevisiae » segunda jul 23, 2007 19:11

ptlsousa Escreveu:Vou testar essa hipótese:
Será que a cerveja perde qualidade com o calor?

Vou testar quatro garrafas de cerveja da mesma marca e do mesmo pack!

Procedimento:

-Coloco as quatro garrafas no frigorífico a 5º C durante 24 horas.
Após esta operação, coloco as garrafas nas seguintes condições devidamente identificadas:
Garrafa 1 - Continua no frigorífico! (Controle)
Garrafa 2 - Fica no exterior da casa, ao Sol, chuva, vento, pó, etc... (Teste pela degradação pela luz e calor)
Garrafa 3 - Fica no exterior da casa, perto da Garrafa 2 mas coberta com uma caixa de cartão preto. (Teste pela degradação pelo calor)
Garrafa 4 - Fica dentro de casa, na cave, iluminada permanentemente com uma lâmpada economizadora. (Teste pela degradação pela luz)

Será testado e comparado:
- O Sabor
- A cor do líquido
- O CO2
- O aroma


Sugestão:

Eu em vez de testar bebias as cervejas ... :))

OK agora a sério acho uma grande ideia este teste. Embora toda a literatura refira os malefícios do calor e radiação nada melhor que efectuar um teste caseiro a estas hipóteses. a única parte desagradável é arriscar algumas garrafas de cerveja que poderão perder qualidade :(
mas como é em nome da ciência estás perdoado ...


Avatar do Utilizador
emsfc
Craft Beer Consultant
Mensagens: 702
Registado: segunda abr 16, 2007 0:27
Localização: Viseu
Contacto:

Mensagempor emsfc » terça jul 24, 2007 19:28

Para controlo de qualidade, normalmente faz-se um teste parecido a esse, mas para testar a estabilidade coloidal da cerveja, que diz respeito à turbidez da mesma.
Submete-se a cerveja a condições extremas de conservação. Uma semana a 50ºC e depois 24 horas a 0ºC. Depois mede-se a turbidez da mesma. Depois disto a cerveja deita-se fora. Nunca provei a cerveja depois deste teste, mas posso dizer-vos que em termos de cor e aroma, as alterações são bem notórias.


Avatar do Utilizador
ptlsousa
Beer Master
Mensagens: 716
Registado: quarta set 06, 2006 22:56
Localização: Maia

Mensagempor ptlsousa » terça jul 24, 2007 19:47

Depois disto a cerveja deita-se fora. Nunca provei a cerveja depois deste teste, mas posso dizer-vos que em termos de cor e aroma, as alterações são bem notórias.


...dá para temperar frango!!! :D :D :D


Avatar do Utilizador
emsfc
Craft Beer Consultant
Mensagens: 702
Registado: segunda abr 16, 2007 0:27
Localização: Viseu
Contacto:

Mensagempor emsfc » terça jul 24, 2007 19:48

ptlsousa Escreveu:
Depois disto a cerveja deita-se fora. Nunca provei a cerveja depois deste teste, mas posso dizer-vos que em termos de cor e aroma, as alterações são bem notórias.


...dá para temperar frango!!! :D :D :D


Acho que nem para isso serve... Mas é uma questão de experimentar :D


Avatar do Utilizador
ptlsousa
Beer Master
Mensagens: 716
Registado: quarta set 06, 2006 22:56
Localização: Maia

Mensagempor ptlsousa » quarta jul 25, 2007 14:18

Pessoal,

Fiz a prova/teste às cervejas (SB) e não encontrei diferenças notórias.

Enfim...

Teste falhado? Cerveja muito bem estabilizada? Pupilas gustativas fracas?

Souberam bem.....


Abraço,
P. Sousa

Chuck Reid Escreveu:Na teoria, não existe diferença entre Teoria e Prática.
Na prática, existe!
Avatar do Utilizador
emsfc
Craft Beer Consultant
Mensagens: 702
Registado: segunda abr 16, 2007 0:27
Localização: Viseu
Contacto:

Mensagempor emsfc » quarta jul 25, 2007 14:39

Talvez as condições a que foram submetidas não fossem tão adversas quanto isso. Em termos de calor, as temperaturas não estão tão altas quanto isso. No que diz respeito à luz, talvez o tempo não tenha sido o suficiente.
Experimenta fazer o mesmo teste, mas no Verão :D
E é claro que as marcas de cerveja têm muitos cuidados com os produtos que saem para o mercado. Mesmo que ocorra alguma degradação não será muito perceptível.A estabilidade coloidal é um dos factores a que as empresas dão muita importância, já que sabem que as condições de armazenamento dos seus produtos não serão as mais adequadas, desde o momento em que saem da empresa.


Avatar do Utilizador
ptlsousa
Beer Master
Mensagens: 716
Registado: quarta set 06, 2006 22:56
Localização: Maia

Mensagempor ptlsousa » quarta jul 25, 2007 15:39

Experimenta fazer o mesmo teste, mas no Verão Very Happy


Ok, vou esperar.... :)) :)) :))


Avatar do Utilizador
ptlsousa
Beer Master
Mensagens: 716
Registado: quarta set 06, 2006 22:56
Localização: Maia

Mensagempor ptlsousa » sexta out 19, 2007 12:27

Boas,

Para combater a aparente inactividade no fórum, venho partilhar duas fotos das cervejas que ando a beber:



Imagem
Este líquido é um mild ale, simples, equilibrado e muito bebível (é incrível a quantidade que se consegue beber em pouco tempo). Tem quase 4,5 % ABV e uma espuma muito cremosa.

Imagem
Esta cerveja, pretende ser uma Belgian strong Ale mas com os seus 10% ABV, penso que passou das marcas...
Não vou adiantar mais características acerca deste liquido, pois espero que sejam os provadores do próximo encontro a falar.

Abraço,
P. sousa


zacpinto
Já saca as caricas fora!
Mensagens: 21
Registado: segunda jul 02, 2007 15:45

Mensagempor zacpinto » sábado out 27, 2007 17:48

TEm Optimo aspecto sim.
Por acaso, eu tambem tenho andado um pouco distante, do forum. mas agora vou tentar voltar a passar ca mais vezes.
Tenho pena e que os encontros sejam sempre longe e a possibilidade de me descolar para ja e dificil.
:roll: :wink: :wink: :lol:


Avatar do Utilizador
ptlsousa
Beer Master
Mensagens: 716
Registado: quarta set 06, 2006 22:56
Localização: Maia

Mensagempor ptlsousa » sábado out 27, 2007 18:15

zacpinto Escreveu:Tem óptimo aspecto sim.

Ainda bem que gostas...

Lembra-te que podes sempre colocar uma foto das tuas criações, um comentário, uma ideia ou dúvida!
Eu também não consigo deslocar-me à capital sempre que me apetece, mas tem mesmo de ser assim...


Abraço,

P. Sousa



Chuck Reid Escreveu:Na teoria, não existe diferença entre Teoria e Prática.
Na prática, existe!
Avatar do Utilizador
emsfc
Craft Beer Consultant
Mensagens: 702
Registado: segunda abr 16, 2007 0:27
Localização: Viseu
Contacto:

Mensagempor emsfc » quinta dez 13, 2007 14:01

O título deste tópico é "Fazes cerveja???", e agora a minha resposta é sim :D :D :D
Quer dizer, estou a mentir. Ainda não faço, mas já esteve mais longe disso acontecer. Já adquiri todo o equipamento necessário para poder fazer a minha própria cerveja, e já cá está em casa.
Já só falta encontrar uma panela jeitosa e pôr mãos à obra.
Saltei a primeira etapa, os kits. Decidi logo dedicar-me ao grão. Talvez me possa causar alguns dissabores iniciais, mas é com os erros que se aprende.
Quando iniciar a minha produção, dou notícias. Em princípio começarei por uma Belgian Dubbel, já que é o meu estilo favorito.
Depois vou querer a opinião do pessoal realmente entendido e já com as papilas gustativas bastante calejadas de tanta cerveja de qualidade. Depois envio alguns exemplares ao nosso confrade Fernando, para depois degustarem num dos encontros do CdM na Calçada do Tojal.

Abraço


Avatar do Utilizador
ptlsousa
Beer Master
Mensagens: 716
Registado: quarta set 06, 2006 22:56
Localização: Maia

Mensagempor ptlsousa » sábado dez 22, 2007 14:15

Já algum de vocês comprou material em http://www.cervejartesanal.com/ ?

Qual é a opinião que têm?
O envio é rápido?

A loja pertence ao Fernando ou é de outra pessoa?


Abraço,

P. Sousa



Chuck Reid Escreveu:Na teoria, não existe diferença entre Teoria e Prática.
Na prática, existe!
Avatar do Utilizador
emsfc
Craft Beer Consultant
Mensagens: 702
Registado: segunda abr 16, 2007 0:27
Localização: Viseu
Contacto:

Mensagempor emsfc » sábado dez 22, 2007 20:27

O dono dessa loja chama-se Tiago Santos. Recentemente adquiri algum equipamento para fazer cerveja e pedi orçamentos, tanto ao Fernando como à Cerveja Artesanal.
No caso concreto da Cerveja Artesanal, foram bastante atenciosos e rápidos a enviar o orçamento, e a eslarecer-me qualquer dúvida.
No final das contas, embora na Cerveja Artesanal os preços fossem ligeiramente mais baratos (poupava cerca de 3€), acabei por me decidir pela Loja da Cerveja Caseira, tudo por uma questão de confiança. E não me arrependi!!
No site da Cerveja Artesanal tem um link para o site do CdM, por isso, se calhar até o dono está registado aquí no fórum.

Abraço


titus
Aprendiz de Cervejeiro
Mensagens: 105
Registado: quarta dez 26, 2007 0:37
Localização: Braga
Contacto:

Mensagempor titus » quarta dez 26, 2007 11:24

Bom dia meus amigos.

Sou novo no fórum e iniciado na produção de cerveja caseira. Grande parte do equipamento adquiri na loja do amigo Fernando, com excepção de algum equipamento de laboratorio que adquiri numa loja especializada.

Produzi uns 18L (vol. final) de cerveja tipo Abadia, cuja preparação se iniciou em meados de Setembro. Ficou com 7.2% de alc., teor medido em laboratório por um enólogo. :wink:
O aspecto e sabor é aproximado ao tipo abadia, tendo já reunido muitos adeptos entre amigos e familiares... Eheheheh. Possui uma espuma cremosa e bastante duradoura.

Se quiserem que descreva pormenorizadamente o processo de fabrico, assim o farei com todo o gosto. :wink:

Abraço.


Avatar do Utilizador
canecao
BeerMaster
Mensagens: 436
Registado: segunda ago 21, 2006 17:27

Mensagempor canecao » quarta dez 26, 2007 11:49

titus Escreveu:Bom dia meus amigos.

Sou novo no fórum e iniciado na produção de cerveja caseira. Grande parte do equipamento adquiri na loja do amigo Fernando, com excepção de algum equipamento de laboratorio que adquiri numa loja especializada.

Produzi uns 18L (vol. final) de cerveja tipo Abadia, cuja preparação se iniciou em meados de Setembro. Ficou com 7.2% de alc., teor medido em laboratório por um enólogo. :wink:
O aspecto e sabor é aproximado ao tipo abadia, tendo já reunido muitos adeptos entre amigos e familiares... Eheheheh. Possui uma espuma cremosa e bastante duradoura.

Se quiserem que descreva pormenorizadamente o processo de fabrico, assim o farei com todo o gosto. :wink:

Abraço.


Boas titus! E bem vindo ao fórum.

Mais um produtor de cerveja!!! :shock: Como já alguém disse num outro post, começo a sentir-me uma ave rara por aqui: é só beber e produzir tá quieto!!! :D

E é claro que queremos pormenores do processo produtivo, receita, etc. A malta por aqui é muito curiosa.... :mrgreen:

Cheers!!! (!!!C)


Avatar do Utilizador
emsfc
Craft Beer Consultant
Mensagens: 702
Registado: segunda abr 16, 2007 0:27
Localização: Viseu
Contacto:

Mensagempor emsfc » quarta dez 26, 2007 13:27

Boas titus! Antes de mais bemvindo ao Cervejas do Mundo! É bom podermos contar com mais um cervejeiro na nossa comunidade, para podermos trocar conhecimentos e aprender muito mais sobre esta arte.
Fiquei com curiosidade acerca do processo de fabrico da tua cerveja de abadía. É o meu estilo preferido, e será a minha primeira produção. Recentemente adquiri o equipamento para começar a produzir a partir de grão. Como ainda estou em fase de pesquisa :D, ando à procura de uma receita que alguém já tenha experimentado, e por isso se puderes partilhar a tua agradecía.

Abraço


Avatar do Utilizador
ptlsousa
Beer Master
Mensagens: 716
Registado: quarta set 06, 2006 22:56
Localização: Maia

Mensagempor ptlsousa » quarta dez 26, 2007 15:30

Bem vindo ao fórum, Titus!

Estou a aguardar a descrição desse processo...

Também sou um fã das trappiste, mas apesar de já ter todos os ingredientes para fazer esse (e outros) estilos, tem faltado o tempo...

Há uma boa receita publicada pelo Fernando: http://cervejacaseira.com/como_fazer/receitas.htm

Há imensas receitas pela WEB de cervejas famosas. É só uma questão de experimentar...


Abraço,

P. Sousa



Chuck Reid Escreveu:Na teoria, não existe diferença entre Teoria e Prática.
Na prática, existe!
titus
Aprendiz de Cervejeiro
Mensagens: 105
Registado: quarta dez 26, 2007 0:37
Localização: Braga
Contacto:

Mensagempor titus » quarta dez 26, 2007 21:07

Ora bem amigos, a receita que segui foi nada mais, nada menos que um kit-receita abadia do nosso amigo Fernando da Loja da Cerveja Caseira. :wink: Cá vai o processo seguido.

Ingredientes:

1,5 kg de extracto de malte claro (em xarope)
1,5 kg de extracto de malte ambar (em xarope)
150 g de malte Caramel
200 g de malte Special B
30 g de lúpulo East Kent Goldings
20 g de lúpulo Tettnanger
1 pacote de leveduras Wyeast 1214 (Propagator)
1 kg de açúcar

Modo de preparação:

A preparação da cerveja foi feita num sábado, pelo que procedi à activação do pacote de leveduras na terça, com vista a preparar um fermentador de arranque.
Acontece que, com medo de rebentar o pacote, não fiz força suficiente para rebentar a bolsa de nutrientes interna e passou-se um dia sem qualquer actividade por parte das leveduras... Foi então que dei uma "palmada" mais vigorosa e certifiquei-me que a bolsa estava vazia. :wink:
Na quinta, ao final da noite, o pacote parecia que ia rebentar pelo que preparei o fermentador de arranque que consistiu em 100 g de extracto de malte diluido em 1 L de água. Aqueci até levantar fervura, deixei arrefecer até uns 22 a 23 ºC, arejei e adicionei a "bicharada".

No sábado iniciou-se a verdadeira odisseia... :wink:

Aqueceram-se 10L de água a 65 ºC +- e colocou-se o malte da especialidade em infusão, dentro de um saco de musselina, durante 20 min.
Adicionaram-se as duas latas de extracto de malte e 1 kg de açúcar branco refinado (lá se vai a le da pureza... :mrgreen: ). Perfizeram-se os 20L de volume através da adição de água, com mais 2 a 3L para compensar as perdas por evaporação.
De seguida procedeu-se à fervura do mosto, colocando a panela ao lume até levantar fervura. Diga-se que não é fácil fazer ferver uma panela de 30L com 20L de água lá dentro...
Adicionou-se o lúpulo de amargor e ferveu 30 min, ao fim dos quais se adicionou o lúpulo de aroma fervendo mais 30 minutos. Retirou-se do lume e procedeu-se ao arrefecimento do mosto.
Neste primeiro batch, o mosto foi arrefecido na banheira... :P Com água fria e sacos de água congelada do dia anterior... Ehehhe, foi muito "artesanal" mas baixou-se a temperatura muito rapidamente. Para a próxima vai ser com serpentina de cobre (tubo de cobre diam. 18 mm que se encontra facilmente e é maleável)... :wink:

Depois do mosto à temp. ideal das leveduras, transferiu-se por sifonagem para o fermentador primário, arejou-se bem e adicionaram-se as leveduras. A ver se arranjo um processo mais automático de transfega sem ser por sifonagem... Talvez uma pequena bomba de uma viatura ou assim... O que acham? Previamente esterilizada, claro.

Mediu-se a densidade de arranque que era de 1.060 (alc. provavel de 6,75%). Em troca de emails com o nosso amigo Fernando, disse que era um pouco abaixo do habitual... Sinceramente não sei o que causou isto e não procedi a nenhuma correcção...
Passada uma semana de fermentação vigorosa, a densidade caiu para 1.012. A temperatura média ambiente da divisão onde estava o fermentador foi de 23 ºC
Nesta altura procedeu-se à transfega para o fermentador secundário, onde permaneceu durante 3 semanas, se bem que no final da 1ª a fermentação era bastante reduzida.
Findo este tempo, procedeu-se ao engarrafamento adicionando-se 6 g/L de açúcar para a carbonatação.
Devo confessar que nesta altura o sabor era um pouco "deslavado" para uma cerveja tipo abadia e até fiquei um pouco desanimado, mas engarrafei na mesma.

Hoje, findo um bom processo de maturação, estou satisfeito com os resultados. :wink: Obtive uma cerveja de côr ambar com uma espuma vigorosa e duradoura. O sabor é o de uma abadia se bem que não muito intenso. O teor de alcool é de 7,2%, medido em laboratório.
Resumindo, está a ser um sucesso no meu circulo de amigos e familia... :mrgreen:

Proxima etapa -> Uma stout! Uma das minhas preferidas tambem. :wink:

Quando tiver oportunidade faço um edit ao post e coloco uma foto do aspecto da cerveja que obtive.

Cumprimentos a todos.


Avatar do Utilizador
ptlsousa
Beer Master
Mensagens: 716
Registado: quarta set 06, 2006 22:56
Localização: Maia

Mensagempor ptlsousa » quarta dez 26, 2007 21:25

titus Escreveu:Mediu-se a densidade de arranque que era de 1.060 (alc. provavel de 6,75%).


Essa leitura foi tirada a que temperatura?
"Lavaste" bem as latas de extracto para aproveitar todo o seu conteúdo?


Abraço,

P. Sousa



Chuck Reid Escreveu:Na teoria, não existe diferença entre Teoria e Prática.
Na prática, existe!
Avatar do Utilizador
canecao
BeerMaster
Mensagens: 436
Registado: segunda ago 21, 2006 17:27

Mensagempor canecao » quarta dez 26, 2007 22:38

Grande descrição titus!!!

Até fizeste parecer a coisa fácil. Ficamos à espera dessas fotos!


titus
Aprendiz de Cervejeiro
Mensagens: 105
Registado: quarta dez 26, 2007 0:37
Localização: Braga
Contacto:

Mensagempor titus » quarta dez 26, 2007 23:10

ptlsousa Escreveu:
titus Escreveu:Mediu-se a densidade de arranque que era de 1.060 (alc. provavel de 6,75%).


Essa leitura foi tirada a que temperatura?
"Lavaste" bem as latas de extracto para aproveitar todo o seu conteúdo?


A leitura foi tirada a 24 ºC e devidamente corrigida. Ou seja, a 24 ºC o valor era de 1.061. Efectuando a correcção, resultou em 1.0609... Isto é, se fiz bem a aproximação a uma curva dos valores tabelados no site do amigo Fernando... :?

E sim, as latas foram lavadas e devidamente "rapadas"... ehehehe :wink:

Canecao, a coisa até é fácil. Dá um bocadinho de trabalho mas quem corre por gosto não cansa. E depois se ficares cansado e com sede, bebes! É só vantagens.. Eehehheeh. :wink:


Avatar do Utilizador
emsfc
Craft Beer Consultant
Mensagens: 702
Registado: segunda abr 16, 2007 0:27
Localização: Viseu
Contacto:

Mensagempor emsfc » quinta dez 27, 2007 13:40

Eu passei por cima dos extractos e decidi entrar logo pelo grão. Logo se verá como vai correr.
Depois de alguma pesquisa, penso que me vou decidir por esta receita de uma Belgian Dubbel que encontrei no site da Revista Mash.
Se quiserem dar uma vista de olhos, aquí fica o link:

http://www.revistamash.com.ar/0nuevo/noticias/detalle.asp?Id=148

Parece-me bastante simples de fazer, por isso penso que vou optar por esta. Se alguém tiver mais alguma sugestão, esteja à vontade.

Abraço


Giovanni Calmon
O que é uma cerveja?
Mensagens: 3
Registado: terça dez 25, 2007 13:22
Localização: Rio de Janeiro,RJ - Brasil
Contacto:

Site brasieiro dedicado a zimurgia

Mensagempor Giovanni Calmon » quinta dez 27, 2007 17:14

Para os que se interessarem por zimurgia e quiserem aprofundar os seus conhecimentos no assunto, existe uma comunidade e um site no Rio de Janeiro dedicado ao assunto: A CERVA CARIOCA ( http://www.acervacarioca.com.br) .

Neste site existe um forum e a participação é possivel mesmo não sendo membro da Associação.

Um abraço a todos :lol:


Giovanni Calmon
BALKONN | Soluções em Gastronomia
http://www.balkonn.com.br
http://www.cervejar.com.br
Avatar do Utilizador
bmxutos
Site Admin
Mensagens: 3047
Registado: terça mai 16, 2006 2:07
Localização: Lisboa
Contacto:

Re: Site brasieiro dedicado a zimurgia

Mensagempor bmxutos » quinta dez 27, 2007 18:04

Giovanni Calmon Escreveu:Para os que se interessarem por zimurgia e quiserem aprofundar os seus conhecimentos no assunto, existe uma comunidade e um site no Rio de Janeiro dedicado ao assunto: A CERVA CARIOCA ( http://www.acervacarioca.com.br) .

Neste site existe um forum e a participação é possivel mesmo não sendo membro da Associação.

Um abraço a todos :lol:


Caro Giovanni,

antes de mais desejo as boas vindas ao fórum. Espero que possamos trocar ideias e experiências por forma a desenvolvermos o conhecimento das pessoas relativamente a esta nobre bebida que é a cerveja.

Agradeço-lhe o facto de ter deixado o link para a Acerva. Penso que alguns dos membros aqui do fórum já conhecem a associação, até pelo facto do amigo Carlos "Cervisiafilia" já ter também efectuado uma apresentação da mesma. Aliás, no futuro, o objectivo passará por também termos uma associação ou confraria (ou algo do género) para que possamos começar a realizar encontros um pouco mais alargados e não apenas numa cidade, organizar concursos de elaboração de cerveja artesanal, etc. A Acerva é, desse modo, um exemplo para nós.

De resto, caso tenha alguma dúvida, sugestão ou comentário não hesite em colocar. Todos eles são bem vindos.

Um abraço,


Avatar do Utilizador
ptlsousa
Beer Master
Mensagens: 716
Registado: quarta set 06, 2006 22:56
Localização: Maia

Mensagempor ptlsousa » quinta dez 27, 2007 18:58

Eu passei por cima dos extractos e decidi entrar logo pelo grão. Logo se verá como vai correr.
Depois de alguma pesquisa, penso que me vou decidir por esta receita de uma Belgian Dubbel que encontrei no site da Revista Mash.
Se quiserem dar uma vista de olhos, aquí fica o link:

http://www.revistamash.com.ar/0nuevo/no ... asp?Id=148

Parece-me bastante simples de fazer, por isso penso que vou optar por esta. Se alguém tiver mais alguma sugestão, esteja à vontade.


Se usares essa levedura, depois relata como correu a fermentação. Fiquei curioso... :D


Avatar do Utilizador
emsfc
Craft Beer Consultant
Mensagens: 702
Registado: segunda abr 16, 2007 0:27
Localização: Viseu
Contacto:

Mensagempor emsfc » sexta dez 28, 2007 14:17

Após mais alguma pesquisa, encontrei mais algumas receitas de Belgian Dubbel. Cheguei à conclusão que é usual adicionar Candi Sugar neste tipo de cerveja.
Encontrei uma receita para fazer o Candi Sugar em casa, mas parecu-me um pouco dificil de fazer, já que é necessário ter um grande controlo de temperaturas (vão até aos 150ºC), e eu não tenho forma de fazer esse controlo.
Alguém sabe onde se pode encontrar esse tipo de açúcar? Será que posso substitui-lo por outro ingrediente, tipo açúcar amarelo, maascavado, mel ou outra coisa qualquer?

Abraço


Avatar do Utilizador
r3b3l
Beer Hunter
Mensagens: 86
Registado: sexta dez 28, 2007 13:17
Localização: Oeiras

Mensagempor r3b3l » sexta dez 28, 2007 14:48

Eu faço cerveja em casa há cerca de um ano.

Comecei por fazer a partir de kits, o que é razoável, mas nem por isso o ideal. Hoje em dia faço usando extracto de malte, maltes de especialidade e lúpulo.
Última edição por r3b3l em terça jan 08, 2008 9:46, editado 1 vez no total.


Avatar do Utilizador
emsfc
Craft Beer Consultant
Mensagens: 702
Registado: segunda abr 16, 2007 0:27
Localização: Viseu
Contacto:

Mensagempor emsfc » segunda jan 07, 2008 23:08

Boas! Agora que estou prestes a fazer o meu primeiro batch de cerveja caseira, estou a ser "assaltado" por algumas dúvidas. Penso que posso contar com a ajuda dos Homebrewers residentes do CdM para me esclarecer.
Uma das maiores dúvidas que tenho é em relação ao lautering. Pretendo fazer a brassagem numa panela que vou aquecer no fogão. Depois de terminar a brassagem, e com o mosto quente, tenho que transferi-lo para a cuba filtrante para fazer o lautering. A minha dúvida é, como faço essa transferência de uma forma "segura"? Ao efectuar esta trasfega, corro o risco de oxigenar o mosto quente, o que implicaría a oxidação da cerveja.
Se me puderem esclarecer esta dúvida, agradecía.

Abraço


Avatar do Utilizador
ptlsousa
Beer Master
Mensagens: 716
Registado: quarta set 06, 2006 22:56
Localização: Maia

Mensagempor ptlsousa » terça jan 08, 2008 0:17

Caro emsfc,

Em primeiro lugar, podes encontrar açúcar candi numa drogaria vulgar. Se vende rolhas também tem candi.

Em relação ao mosto, o teu receio é fundamentado. No entanto, se colocares o mosto devagar no outro recipiente o efeito é minimizado.


Abraço,

P. Sousa



Chuck Reid Escreveu:Na teoria, não existe diferença entre Teoria e Prática.
Na prática, existe!
Avatar do Utilizador
emsfc
Craft Beer Consultant
Mensagens: 702
Registado: segunda abr 16, 2007 0:27
Localização: Viseu
Contacto:

Mensagempor emsfc » terça jan 08, 2008 12:44

ptlsousa Escreveu:Caro emsfc,

Em primeiro lugar, podes encontrar açúcar candi numa drogaria vulgar. Se vende rolhas também tem candi.

Em relação ao mosto, o teu receio é fundamentado. No entanto, se colocares o mosto devagar no outro recipiente o efeito é minimizado.


Obrigado pela dica. Vou tentar procurar o açucar candi numa dograría aquí da zona.
Em relação ao outro assunto, tenho que arranjar uma forma de fazer esta transferência, minimizando a agitação e a consequente aeração do mosto. Se alguém tiver uma sugestão, agradecía ajudas.

Abraço



Voltar para “O PROCESSO DE ELABORAÇÃO”

Quem está ligado:

Utilizadores neste fórum: Nenhum utilizador registado e 8 visitantes