As minhas produções

Todas as fases de produção de uma cerveja, truques e dicas.
Avatar do Utilizador
pedro.m.reis
BeerMaster
Mensagens: 576
Registado: quinta jan 10, 2008 2:00
Localização: Roussada
Contacto:

Mensagempor pedro.m.reis » terça jun 03, 2008 12:00

Pá, como experiente fazedor de kits oxidados, aconselho o seguinte:
- não faças o kit.
Mas, para ser justo, parece que a oxidação é mais dada a kits "claros" o que não será o caso.

O Irish Moss ajuda à sedimentação, mas creio que terás de o ferver.
Ora se ferveres o kit vais ter que adicionar lúpulo de aroma e arrefecer para a temp. indicada.
Ora se tiveres que ferver, adicionar o lúpulo de aroma e arrefecer, faz antes de extracto :D


In beer there is strength,
In wine wisdom,
In water bacteria.

Nos Fermentadores
MySaison
Nas Garrafas
Chocolate Porter
Mature Weizen
Abidji (finishing...)
Tripel (Finishing...)
SW1
Na calha
Na sei.
Avatar do Utilizador
emsfc
Craft Beer Consultant
Mensagens: 702
Registado: segunda abr 16, 2007 0:27
Localização: Viseu
Contacto:

Mensagempor emsfc » terça jun 03, 2008 12:13

Já não há nada a fazer, porque o kit já tá encomendado. Mas não deve ser assim tão mau. Vai ser um duro teste ao meu processo de produção. Ver se consigo evitar a oxidação do dito cujo.
Quando chegar vejo as instruções e logo decido o que fazer! Acho que li no Palmer que a primeira coisa que devíamos fazer assim que compramos um kit é deitar fora as instruções. Primeiro ainda vou ler, depois logo vejo :D !!
Em princípio quero adicionar-lhe algum lúpulo para dar frescura ao kit. Se ferver o kit para adicionar o lúpulo aproveito para adicionar também o Irish Mosso.
Mas logo vejo, porque agora não me apetece estar a pensar sobre isso...

De qualquer forma obrigado pelo conselho!

Abraço


"Artisanal is not a synonym for dirty and old-fashioned; it means brewing as one ought to, while at the same time applying modern know-how and technology"
Dirk Naudts

http://brewingsessions.blogspot.com
Avatar do Utilizador
emsfc
Craft Beer Consultant
Mensagens: 702
Registado: segunda abr 16, 2007 0:27
Localização: Viseu
Contacto:

Mensagempor emsfc » quarta jun 04, 2008 19:34

O kit Diabolo já chegou e vai já direitinho para a panela!
Já estive a pensar nuns kitanços para a cerveja e vamos lá ver o que sai daqui!
Vou dando notícias.

Abraço


"Artisanal is not a synonym for dirty and old-fashioned; it means brewing as one ought to, while at the same time applying modern know-how and technology"

Dirk Naudts



http://brewingsessions.blogspot.com
Avatar do Utilizador
emsfc
Craft Beer Consultant
Mensagens: 702
Registado: segunda abr 16, 2007 0:27
Localização: Viseu
Contacto:

Mensagempor emsfc » quarta jun 04, 2008 21:29

Bom, a receita foi a seguinte:

- kit Brewferm Diabolo
- 0.5Kg de candi sugar de cor âmbar
- um punhado de lúpulo Challenger
- Irish Moss

Não sei se fiz o processo da melhor forma, mas foi o que me pareceu melhor.
Coloquei 10L de água ao lume na panela, e quando já estava bem quente adicionei-lhe o conteúdo do kit.
Adicionei-lhe o candi sugar e deixei levantar fervura. Quando começou a ferver comecei a ver as proteínas a precipitar então decidi adicionar Irish Moss para facilitar a sedimentação dessas partículas.
Deixei ferver durante 10 minutos e depois arrefeci o mosto.
Transferi o mosto para o fermentador, aerei com a bomba de oxigénio e adicionei a levedura que tinha previamente hidratado.
Coloquei o fermentador no banho-maría a 22ºC.
O objectivo será o 1-2-3, 1 semana no fermentador primário, 2 semanas no fermentador secundário e 3 semanas na garrafa.

Abraço


"Artisanal is not a synonym for dirty and old-fashioned; it means brewing as one ought to, while at the same time applying modern know-how and technology"

Dirk Naudts



http://brewingsessions.blogspot.com
Avatar do Utilizador
emsfc
Craft Beer Consultant
Mensagens: 702
Registado: segunda abr 16, 2007 0:27
Localização: Viseu
Contacto:

Mensagempor emsfc » quinta jun 05, 2008 20:51

Já borbulha, embora ainda lentamente. Pelo menos sei que a levedura está ok!
Sinceramente prefiro a levedura liquida da Wyeast, mas para uma cerveja de kit penso que esta deve servir perfeitamente.
Agora começa a interminável espera! O que vale é que tenho a garrafeira recheada de Imperial Stout's, algumas Dubbel e uma Mc Chouffe para ir matando a sede!

Abraço


"Artisanal is not a synonym for dirty and old-fashioned; it means brewing as one ought to, while at the same time applying modern know-how and technology"

Dirk Naudts



http://brewingsessions.blogspot.com
Avatar do Utilizador
pedro.m.reis
BeerMaster
Mensagens: 576
Registado: quinta jan 10, 2008 2:00
Localização: Roussada
Contacto:

Mensagempor pedro.m.reis » quinta jun 05, 2008 21:22

E fotos? :)

Parece-me bem.
Qual vai ser a estratégia de fermentação? Vais passar para secundário?


In beer there is strength,
In wine wisdom,
In water bacteria.

Nos Fermentadores
MySaison
Nas Garrafas
Chocolate Porter
Mature Weizen
Abidji (finishing...)
Tripel (Finishing...)
SW1
Na calha
Na sei.
Avatar do Utilizador
emsfc
Craft Beer Consultant
Mensagens: 702
Registado: segunda abr 16, 2007 0:27
Localização: Viseu
Contacto:

Mensagempor emsfc » quinta jun 05, 2008 21:32

A estratégia será uma semana no primário, duas no fermentador secundário e 3 na garrafa.
As fotos vêm já a seguir...

Abraço


"Artisanal is not a synonym for dirty and old-fashioned; it means brewing as one ought to, while at the same time applying modern know-how and technology"

Dirk Naudts



http://brewingsessions.blogspot.com
Avatar do Utilizador
pedro.m.reis
BeerMaster
Mensagens: 576
Registado: quinta jan 10, 2008 2:00
Localização: Roussada
Contacto:

Mensagempor pedro.m.reis » quinta jun 05, 2008 21:34

emsfc Escreveu:A estratégia será uma semana no primário, duas no fermentador secundário e 3 na garrafa.
As fotos vêm já a seguir...

Abraço


Era para apagar o post anterior, vi que já tinhas referido isso :))


In beer there is strength,
In wine wisdom,
In water bacteria.

Nos Fermentadores
MySaison
Nas Garrafas
Chocolate Porter
Mature Weizen
Abidji (finishing...)
Tripel (Finishing...)
SW1
Na calha
Na sei.
Avatar do Utilizador
emsfc
Craft Beer Consultant
Mensagens: 702
Registado: segunda abr 16, 2007 0:27
Localização: Viseu
Contacto:

Mensagempor emsfc » quinta jun 05, 2008 21:39

Então e a Imperial Stout, ontem chegas-te a prová-la?


"Artisanal is not a synonym for dirty and old-fashioned; it means brewing as one ought to, while at the same time applying modern know-how and technology"

Dirk Naudts



http://brewingsessions.blogspot.com
Avatar do Utilizador
emsfc
Craft Beer Consultant
Mensagens: 702
Registado: segunda abr 16, 2007 0:27
Localização: Viseu
Contacto:

Mensagempor emsfc » quinta jun 05, 2008 21:47

As fotos:


O candi sugar no início:

Imagem
Imagem


O candi sugar no final:

Imagem
Imagem


O início da fervura:

Imagem
Imagem


A aeração do mosto:

Imagem
Imagem


O fermentador no banho-maría:

Imagem
Imagem

Abraço


"Artisanal is not a synonym for dirty and old-fashioned; it means brewing as one ought to, while at the same time applying modern know-how and technology"

Dirk Naudts



http://brewingsessions.blogspot.com
Avatar do Utilizador
emsfc
Craft Beer Consultant
Mensagens: 702
Registado: segunda abr 16, 2007 0:27
Localização: Viseu
Contacto:

Mensagempor emsfc » domingo jun 08, 2008 15:35

A fermentação da Diabolo kitada está a decorrer de uma forma estranha. Estava a borbulhar, mas lentamente, e por isso ontem à noite decidi dar uma sacudidela no fermentador, para que a levedura ficasse toda em suspensão e se misturasse com o mosto/cerveja, e parece que resultou. Hoje já borbulha mais intensamente.
Também pensei que talvez o facto de não borbulhar tão intensamente não queira dizer que a fermentação não esteja a correr da melhor forma. Afinal de contas só tenho 9L num fermentador onde cabem 30L, por isso é normal que a pressão dentro do fermentador nunca seja a mesma do que quando está cheio, e por isso tenho mais espaço para que o CO2 se acumule dentro do fermentador, e consequentemente menos quantidade sai pelo borbulhador.
Na próxima 3ªfeira é dia da trasfega para o fermentador secundário.

Abraço


"Artisanal is not a synonym for dirty and old-fashioned; it means brewing as one ought to, while at the same time applying modern know-how and technology"

Dirk Naudts



http://brewingsessions.blogspot.com
Avatar do Utilizador
emsfc
Craft Beer Consultant
Mensagens: 702
Registado: segunda abr 16, 2007 0:27
Localização: Viseu
Contacto:

Mensagempor emsfc » quinta jun 12, 2008 21:30

A trasfega da Diabolo kitada foi feita hoje. O borbulhador já não mexía há 2 días, mas só hoje tive tempo para a trasfegar.
A cerveja está bastante límpida, tendo muito sedimento no fundo do fermentador, por isso parece que valeu a pena usar o Irish Moss.
Está com uma cor fantástica, parece que o candi fez bem o seu trabalho!
Mais duas semanas no fermentador secundário e depois lá vai ela para as garrafas!

Abraço


"Artisanal is not a synonym for dirty and old-fashioned; it means brewing as one ought to, while at the same time applying modern know-how and technology"

Dirk Naudts



http://brewingsessions.blogspot.com
Avatar do Utilizador
emsfc
Craft Beer Consultant
Mensagens: 702
Registado: segunda abr 16, 2007 0:27
Localização: Viseu
Contacto:

Mensagempor emsfc » sexta jun 27, 2008 21:40

A Diabolo foi ontem para as garrafas. A cerveja está com uma aparência fantástica e bastante limpida.
Curiosamente voltei a ter problemas com o volume final, mas desta vez foi ao contrário, tive mais cerveja do que estava à espera. A receita sería para 9L e obtive um volume final de cerveja engarrafada de 9.75L. O milagre da multiplicação da cerveja aconteceu!!
Na altura da fervura acrescentei um litro de água a mais para compensar as perdas por evaporação o que se veio a verificar ser muito.
Claro que isto teve consequências na densidade da cerveja, tendo uma OG de 1.064 e uma FG de 1.020, o que dá um teor alcoólico de 5.8% Abv (previsto 9% Abv) o que é uma diferença bastante significativa.
Vamos lá ver no que vai dar.

Abraço


"Artisanal is not a synonym for dirty and old-fashioned; it means brewing as one ought to, while at the same time applying modern know-how and technology"

Dirk Naudts



http://brewingsessions.blogspot.com
Avatar do Utilizador
bmxutos
Site Admin
Mensagens: 3047
Registado: terça mai 16, 2006 2:07
Localização: Lisboa
Contacto:

Mensagempor bmxutos » sexta jun 27, 2008 21:49

Caro Edson,

se a Diabolo estiver tão boa como as cervejas que foram a concurso, podes dormir descansado que está aí uma grande pomada! :wink:

Obrigado por partilhares o processo produtivo connosco. Para além da excelente descrição, é um incentivo a todos os que estão a começar e que necessitam de dicas e conselhos para este ou aquele problema que costuma surgir.

Para quem ainda não conhece, aconselho vivamente uma visita ao blogue do Edson em http://brewingsessions.blogspot.com

O artigo menos interessante é o que o Edson faz sobre mim e o CdM, o qual, obviamente, agradeço muito mas acho que alguns dos adjectivos não são merecidos. Tudo o que faço é por amor à cerveja e porque tenho uns excelentes companheiros de fórum que nutrem a mesma paixão do que eu. Quanto ao resto, muitas e boas dicas para quem está a começar e não só. Para colocar nos favoritos.


Avatar do Utilizador
emsfc
Craft Beer Consultant
Mensagens: 702
Registado: segunda abr 16, 2007 0:27
Localização: Viseu
Contacto:

Mensagempor emsfc » sexta jun 27, 2008 21:56

Só tenho pena de não ter o tempo disponível que gostaría, tanto para escrever no blog como para produzir cerveja, mas dentro dos possíveis tentarei mante-lo actualizado.
É com grande prazer que o faço!

Abraço


"Artisanal is not a synonym for dirty and old-fashioned; it means brewing as one ought to, while at the same time applying modern know-how and technology"

Dirk Naudts



http://brewingsessions.blogspot.com
Avatar do Utilizador
emsfc
Craft Beer Consultant
Mensagens: 702
Registado: segunda abr 16, 2007 0:27
Localização: Viseu
Contacto:

Mensagempor emsfc » domingo jul 20, 2008 21:48

Cá está ela! Após algumas semanas de espera lá abri a primeira das garrafas da Diabolo, e as primeiras impressões foram boas.
Apresenta uma cor âmbar bastante limpida devido ao candi sugar que lhe adicionei, tendo formado uma espuma abundante de cor branca moderadamente persistente.
Aroma doce a malte e caramelo, que mais uma vez é devido ao candi sugar.
Na boca também é adocicada com algumas notas de caramelo e citrinos. Amargo acentuado.
No geral ficou uma cerveja bastante agradável e bem refrescante!

Aqui ficam as fotos:

Imagem
Imagem

Imagem
Imagem

Abraço


"Artisanal is not a synonym for dirty and old-fashioned; it means brewing as one ought to, while at the same time applying modern know-how and technology"

Dirk Naudts



http://brewingsessions.blogspot.com
Avatar do Utilizador
emsfc
Craft Beer Consultant
Mensagens: 702
Registado: segunda abr 16, 2007 0:27
Localização: Viseu
Contacto:

Mensagempor emsfc » domingo ago 24, 2008 12:38

Um dos meus próximos projectos passa por satisfazer um pedido especial da minha namorada, uma cerveja para mulheres!
Assim de repente penso que o ideal seria uma cerveja com pouco lúpulo de amargo, pouco teor alcoólico e médio corpo a tender para o adocicado.
Acho que uma cerveja destas agradaria à grande maioria das mulheres, uma vez que uma das principais razões pelas quais elas não gostam de cerveja é o seu carácter amargo.
Talvez adicionar alguns frutos para ficar algo parecido a uma Lambic.
Já alguém fez uma cerveja deste género? Aceitam-se sugestões...

Abraço


"Artisanal is not a synonym for dirty and old-fashioned; it means brewing as one ought to, while at the same time applying modern know-how and technology"

Dirk Naudts



http://brewingsessions.blogspot.com
Avatar do Utilizador
Rasec
THE BrewMaster
Mensagens: 457
Registado: quinta set 21, 2006 22:50

Mensagempor Rasec » domingo ago 24, 2008 13:15

emsfc Escreveu:Um dos meus próximos projectos passa por satisfazer um pedido especial da minha namorada, uma cerveja para mulheres!
Assim de repente penso que o ideal seria uma cerveja com pouco lúpulo de amargo, pouco teor alcoólico e médio corpo a tender para o adocicado.
Acho que uma cerveja destas agradaria à grande maioria das mulheres, uma vez que uma das principais razões pelas quais elas não gostam de cerveja é o seu carácter amargo.
Talvez adicionar alguns frutos para ficar algo parecido a uma Lambic.
Já alguém fez uma cerveja deste género? Aceitam-se sugestões...

Abraço




Podes sempre tentar uma sweet chocolate stout, com aroma a chocolate, pouco amarga, corpo médio e uns 5% de álcool. Elas normalmente gostam, mas é só um palpite!

Boa sorte com o desafio.


Brewmaster
Avatar do Utilizador
Brett
Bebedor de minis!
Mensagens: 46
Registado: segunda dez 17, 2007 14:32
Localização: Lisboa

Mensagempor Brett » segunda ago 25, 2008 12:32

Bom dia,

Creio que vais no bom caminho no que toca ao captar o gosto da maioria das mulheres. Envio-te três alternativas que pela minha experiência também se adequam:

1. Um clone da Deus - apesar de ser inviável de replicar, tem sucesso quase garantido!
2. Witbier
3. Saison

Resta-me desejar-te MUITO BOA SORTE!


Cumprimentos,
Brettanomyces
Avatar do Utilizador
emsfc
Craft Beer Consultant
Mensagens: 702
Registado: segunda abr 16, 2007 0:27
Localização: Viseu
Contacto:

Mensagempor emsfc » quarta ago 27, 2008 21:00

Obrigado pelas dicas. Tenho que ver umas receitas de cada estilo para ter uma ideia mais clara daquilo que quero fazer.

Para além desta cerveja, outro dos meus projectos a curto prazo é fazer uma weizen. E a respeito de weizen's, deixo-vos ficar um link para o blog do Ricardo Rosa, o Blog da Cervejarte. O Ricardo Rosa é um dos maiores e mais conhecidos cervejeiros artesanais do Brasil, e os dois últimos artigos que escreveu no seu blog são dedicados às weizen.

http://blog.cervejarte.org/

No primeiro dos artigos explica todo o processo de produção de uma leva de weizen que ele produziu, complementando com várias informações técnicas, em especial sobre decocção.
No segundo artigo fala sobre o speise, uma técnica de carbonatação de cerveja recorrendo a mosto.

Dois artigos bastante interessantes. O Cervejarte é, sem qualquer tipo de dúvidas, um blog de visita obrigatória!


"Artisanal is not a synonym for dirty and old-fashioned; it means brewing as one ought to, while at the same time applying modern know-how and technology"

Dirk Naudts



http://brewingsessions.blogspot.com
beertruck
BeerMaster
Mensagens: 529
Registado: quarta jul 12, 2006 10:19

Mensagempor beertruck » quinta ago 28, 2008 10:45

Acho que uma Ale belga no género da De Koninck e da Palm Speciale vai de encontro ao que tu procuras.


paulo oliveira
O que é uma cerveja?
Mensagens: 9
Registado: terça out 21, 2008 14:21
Localização: Porto

paulo oliveira

Mensagempor paulo oliveira » quinta out 30, 2008 16:52

Olá pessoal cervejeiro !
A preguiça dá sempre ( ou quase ) asneira . O fermentador tinha 23 lts de ale india quando ao fim de 7 dias parou de borbulhar ( estava na cave à temperatura de 18 graus s/ luz ). Pensei en engarrafar e preparei as garrafas lavar, sanitizar etc . Quando coloquei o fermentador na cozinha com diferença + ou - de 3 graus reiniciou o borbulhar. Atendendo à carga de trabalhos com a preparação das garrafas segui em frente com o engarrafamento ! O que é que vai acontecer ? :)) um abraço


Avatar do Utilizador
emsfc
Craft Beer Consultant
Mensagens: 702
Registado: segunda abr 16, 2007 0:27
Localização: Viseu
Contacto:

Mensagempor emsfc » quinta out 30, 2008 18:37

Se dizes que esteve durante 7 dias à temperatura de 18ºC e que parou de borbulhar, em principio a fermentação ja deveria ter terminado.
O que pode ter acontecido é que, ao mudares o fermentador de local, a pressão interior pode ter aumentado (isto se for fermentador de plástico, porque o plástico expande), o que fez com que voltasse a borbulhar.
Se por outro lado a fermentação ainda não estivesse concluída, o que pode acontecer é que a tua cerveja poderá ficar mais carbonatada do que o previsto, porque para além do açúcar de primming que adicionas-te, ainda vais ter o açúcar que ficou por fermentar.
Eu nunca engarrafei uma cerveja com tão poucos dias de fermentação. Normalmente o que faço é utilizar dois fermentadores. Fermento durante uma semana no fermentador primário e depois trasfego para um segundo fermentador onde deixo a maturar durante 2 semanas. Depois engarrafo e deixo 3 semanas na garrafa a carbonatar.
Só tens vantagens em esperar, mas eu sei que é difícil, aliás, muito difícil! :D

Abraço


"Artisanal is not a synonym for dirty and old-fashioned; it means brewing as one ought to, while at the same time applying modern know-how and technology"

Dirk Naudts



http://brewingsessions.blogspot.com
Avatar do Utilizador
emsfc
Craft Beer Consultant
Mensagens: 702
Registado: segunda abr 16, 2007 0:27
Localização: Viseu
Contacto:

Mensagempor emsfc » segunda mar 23, 2009 19:05

Após uma longa ausência, cá estou eu de volta às minhas produções.
Aproveitei uma ida a Coimbra para passar pela loja Cerveja Artesanal, onde adquiri algum equipamento e alguns ingredientes para as minhas produções. Sempre consegui poupar alguns trocos em portes de envio., e assim fiquei também a conhecer a loja.
A minha mais recente produção é uma Dunkelweizen.E porquê uma Dunkelweizen perguntam vocês?
Em primeiro lugar porque é uma das minhas cervejas de eleição, especialmente no Verão. Tenho uma predilecção inexplicável por cervejas mais escuras, com aromas torrados, caramelo, malte, bem características de cervejas deste género. E dentro das weizen, o meu gosto não foge à regra.
E em segundo lugar porque se aproxima o II Concurso Nacional de Cervejas Caseiras e Artesanais, e ao que sei o estilo que estará em destaque será o 15 - BJCP, ou seja, as German Wheat and Rye Beer, e por isso pretendo participar com esta cerveja.
Após muita pesquisa lá desenhei a receita, na qual inclui malte de trigo pois está claro, malte pilsen na mesma proporção, em menor quantidade malte Munchen para o corpo, algum crystal, chocolate para a côr e special B para um toque... special!
Quanto a lúpulos, dentro das possibilidades que tinha, os tradicionais do estilo Hallertau Perle para o amargo e Hallertau Hersbrucker para o aroma.
Relativamente à levedura, SAFBREW WB-06 da Fermentis.
Posso então dizer que esta Dunkelweizen foi elaborada segundo a Lei da Pureza alemã, a Reinheitsgebot, a qual apenas permite a elaboração de cerveja utilizando como ingredientes água, malte, lúpulo e levedura.
Eis então a receita da Brewing Sessions Dunkelweizen:

- 2.18 Kg Malte de Trigo
- 2.18 Kg Malte Pilsen
- 0.87 Kg Malte Munich
- 0.22 Kg Malte Crystal
- 0.11 Kg Malte Chocolate
- 0.11 Kg Malte Special B
- 15 g Hallertau Perle (60 min.)
- 15 g Hallertau Hersbrucker (30 min.)
Levedura SAFBREW WB-06 da Fermentis

Quanto à brassagem, aqueci 14L da água a 68ºC e adicionei o malte moído para obter uma temperatura de 62ºC, que mantive durante 30 minutos. Posteriormente elevei a temperatura para os 68ºC que durante 30 minutos.
Após este tempo verifiquei com a ajuda de tintura de iodo se a sacarificação estava completa o que se verificou ser afirmativo. Elevei então a temperatura para os 75ºC e mantive durante 10 minutos. Desliguei o fogão e transferi o mosto para a cuba filtrante.
Coloquei então mais 15L de água a aquecer até à temperatura de 75ºC para fazer a lavagem do grão.
Fiz a recolha do mosto filtrado acumulando na panela um total de 25 L.
Neste momento já leva 60 minutos de fervura. Aos 30 minutos adicionei o lúpulo de amargo e neste momento vou adicionar o lúpulo de aroma. O mosto ferverá um total de 90 minutos.
A fervura terminou, arrefeci o mosto com a ajuda do meu mais recente sistema de refrigeração. Este consiste numa pequena serpentina em inox que serve de pré-chiller e uma serpentina de maior dimensão em cobre. A serpentina de inox está mergulhada em água com gelo e a serpentina de cobre encontra-se dentro da panela. Uma mangueira ligada a uma torneira conduz água fria por dentro da serpentina de inox, o que faz com que a água fique ainda mais fria. Por sua vez, esta água fria irá entrar dentro da serpentina em inox e aí ocorrerá transferência de calor entre a água da serpentina e o mosto, o que promove o seu arrefecimento.
Depois de arrefecido o mosto, procedi ao seu aeramento (não sei se esta palavra existe), ou seja, introduzi oxigénio com a ajuda de uma bomba de aquário e uma pedra difusora.
Resta agora inocular a levedura et voilá, está pronta para fermentar.
A fermentação vai-se realizar a uma temperatura entre os 19 e os 20ºC, durante uma semana. Como é uma cerveja de trigo, provavelmente da fermentação irá resultar uma enorme formação de espuma, e por isso, em vez de um borbulhador, vou utilizar o chamado blow-off, que consiste numa mangueira colocada no lugar do borbulhador, e a outra ponta mergulhada num recipiente com água. Assim se houver uma grande formação de espuma esta irá sair pela mangueira e assim evito uma grande sujeira.
Medi a densidade e obtive uma OG de 1.055. Está dentro dos meus cálculos já que previra uma OG de 1.054. Espero ter uma FG de aproximadamente 1.011 ou até 1.010, mas vamos ver no que vai dar.
Obtive um mosto escuro, bem típico de uma Dunkelweizen. Está bastante turvo, que penso que se deve ao uso de malte de trigo, e talvez a algum excesso de moagem, o que provocou a formação de alguma farinha. No entanto ainda vai ter muito tempo para clarificar e depois veremos a cor final.
Estou com grandes expectativas em relação a esta cerveja.
Retirei este texto do meu blog por isso não deixem de passar por lá para acompanharem a evolução desta cerveja, que espero que seja uma grande cerveja.

Abraço
Última edição por emsfc em segunda abr 06, 2009 20:33, editado 1 vez no total.


"Artisanal is not a synonym for dirty and old-fashioned; it means brewing as one ought to, while at the same time applying modern know-how and technology"

Dirk Naudts



http://brewingsessions.blogspot.com
Avatar do Utilizador
bmxutos
Site Admin
Mensagens: 3047
Registado: terça mai 16, 2006 2:07
Localização: Lisboa
Contacto:

Mensagempor bmxutos » segunda mar 23, 2009 23:10

Então, bom regresso às produções, amigo Edson.

Sou também um adepto das Dunkel, pelo que fico na expectativa do resultado de mais esta tua produção.

Infelizmente, as fotos estão de momento offline. Pode ser coisa que mais tarde reapareçam.

Um abraço,
Última edição por bmxutos em terça mar 24, 2009 12:30, editado 1 vez no total.


Avatar do Utilizador
emsfc
Craft Beer Consultant
Mensagens: 702
Registado: segunda abr 16, 2007 0:27
Localização: Viseu
Contacto:

Mensagempor emsfc » terça mar 24, 2009 9:38

bmxutos Escreveu:Infelizmente, asfotos estão de momento offline. Pode ser coisa que mais tarde reapareçam.


Clica na imagem com o botão direito e selecciona "mostrar imagem". Inicialmente também não apareciam, mas depois de fazer isto apareceram.

Abraço


"Artisanal is not a synonym for dirty and old-fashioned; it means brewing as one ought to, while at the same time applying modern know-how and technology"

Dirk Naudts



http://brewingsessions.blogspot.com
Avatar do Utilizador
emsfc
Craft Beer Consultant
Mensagens: 702
Registado: segunda abr 16, 2007 0:27
Localização: Viseu
Contacto:

Mensagempor emsfc » segunda abr 06, 2009 20:48

Já está na garrafa! 30 garrafas de 0.5L e 14 de o.33L a carbonatar a partir de hoje.

OG: 1.055
FG: 1.014
% Abv.: 5.4%
Amargo (est.): 16.4 IBU

Segundo as guidelines BJCP, uma Bavarian Dunkelweizen como manda a lei. :D

A primeira foto:

Imagem

Da análise sensorial que fiz à cerveja ainda por carbonatar, não detectei qualquer off-flavour resultado de contaminações ou coisas do género.
No geral, fiquei bastante impressionado e estou com grandes expectativas em relação a esta cerveja.
Dentro de 15 dias está pronta a marchar!

Abraço


"Artisanal is not a synonym for dirty and old-fashioned; it means brewing as one ought to, while at the same time applying modern know-how and technology"

Dirk Naudts



http://brewingsessions.blogspot.com
Avatar do Utilizador
emsfc
Craft Beer Consultant
Mensagens: 702
Registado: segunda abr 16, 2007 0:27
Localização: Viseu
Contacto:

Mensagempor emsfc » sexta abr 24, 2009 20:41

Cá está a primeira foto da Brewing Sessions Dunkelweizen. Tal como esperava, uma bela cerveja!

Imagem

De côr castanha alaranjada, forma uma espuma branca abundante, bem característica do estilo em questão.
O aroma é doce, sobrepondo-se o cravo à banana e também alguns aromas torrados resultado dos maltes escuros usados na sua produção.
Na boca torna-se uma cerveja bastante equilibrada, de sabor doce, subtilmente amargo, com notas de malte, caramelo e alguns frutos secos. A carbonatação está bastante boa, com tendência a melhorar com mais alguns dias de garrafa. Uma cerveja bastante leve e agradável, com uma boa drinkability.
Penso que ficou uma cerveja bastante boa e por isso recomendo esta receita a qualquer pessoa que a pretenda reproduzir. Espero voltar a repeti-la mais vezes!

Abraço


"Artisanal is not a synonym for dirty and old-fashioned; it means brewing as one ought to, while at the same time applying modern know-how and technology"

Dirk Naudts



http://brewingsessions.blogspot.com
Avatar do Utilizador
pedro.m.reis
BeerMaster
Mensagens: 576
Registado: quinta jan 10, 2008 2:00
Localização: Roussada
Contacto:

Mensagempor pedro.m.reis » sexta abr 24, 2009 22:05

((Drool)) ((Drool)) ((Drool))

Essa dunkel está com um aspecto fantástico! :)
Daqui a 15 dias tenho a Janca pra troca ;) se ficar a um nível aceitável .....


In beer there is strength,
In wine wisdom,
In water bacteria.

Nos Fermentadores
MySaison
Nas Garrafas
Chocolate Porter
Mature Weizen
Abidji (finishing...)
Tripel (Finishing...)
SW1
Na calha
Na sei.
Avatar do Utilizador
emsfc
Craft Beer Consultant
Mensagens: 702
Registado: segunda abr 16, 2007 0:27
Localização: Viseu
Contacto:

Mensagempor emsfc » sábado abr 25, 2009 12:11

I am a craft brewer... Fantástico!

http://www.vimeo.com/4298464

Abraço


"Artisanal is not a synonym for dirty and old-fashioned; it means brewing as one ought to, while at the same time applying modern know-how and technology"

Dirk Naudts



http://brewingsessions.blogspot.com

Voltar para “O PROCESSO DE ELABORAÇÃO”

Quem está ligado:

Utilizadores neste fórum: Nenhum utilizador registado e 7 visitantes