As minhas produções

Todas as fases de produção de uma cerveja, truques e dicas.
Avatar do Utilizador
barbas
BeerMaster
Mensagens: 623
Registado: quinta set 27, 2007 20:13

Mensagempor barbas » sábado abr 25, 2009 17:58

emsfc Escreveu:I am a craft brewer... Fantástico!


(App) (App) (App) (App)

Muito bom!!!

Abraço

Fernando


Avatar do Utilizador
bmxutos
Site Admin
Mensagens: 3047
Registado: terça mai 16, 2006 2:07
Localização: Lisboa
Contacto:

Mensagempor bmxutos » domingo abr 26, 2009 20:08

emsfc Escreveu:I am a craft brewer... Fantástico!

http://www.vimeo.com/4298464

Abraço


Vou aproveitar um dos primeiros comentários que fizeram a esse vídeo no site de origem:

"This is fantastic. Nearly brought a tear to my eyes."

É de facto por isto que luto e que continuarei a lutar até ao fim dos meus dias. :):)


Avatar do Utilizador
emsfc
Craft Beer Consultant
Mensagens: 702
Registado: segunda abr 16, 2007 0:27
Localização: Viseu
Contacto:

Mensagempor emsfc » sexta mai 01, 2009 15:41

Mais uma foto da Brewing Sessions Dunkelweizen

Imagem

Abraço


"Artisanal is not a synonym for dirty and old-fashioned; it means brewing as one ought to, while at the same time applying modern know-how and technology"
Dirk Naudts

http://brewingsessions.blogspot.com
Avatar do Utilizador
emsfc
Craft Beer Consultant
Mensagens: 702
Registado: segunda abr 16, 2007 0:27
Localização: Viseu
Contacto:

Mensagempor emsfc » domingo mai 10, 2009 12:26

Próximo projecto em fase de preparação, a Brewing Sessions Hefe-Weizen!
Levedura colocada a propagar ontem e amanhã Brew-day!

Abraço


"Artisanal is not a synonym for dirty and old-fashioned; it means brewing as one ought to, while at the same time applying modern know-how and technology"

Dirk Naudts



http://brewingsessions.blogspot.com
Avatar do Utilizador
pedro.m.reis
BeerMaster
Mensagens: 576
Registado: quinta jan 10, 2008 2:00
Localização: Roussada
Contacto:

Mensagempor pedro.m.reis » domingo mai 10, 2009 13:51

Está tb na minha to-do list, mas será lá mais para o verão.
Comprei um livro "german wheat beers" de propósito para esse fim.
Ainda não o vi com "olhos de ver" mas achei engraçado o facto de o autor dizer ser pratica +- comum na Baviera duas coisas:

- fermentar a cerveja "a ceu aberto"
- as temperaturas de "pitching" (inocular o mosto com a levedura) + fermentação = 30ºC. Ou seja, normalmente fazem o "pitching" a 12ºC e fermentam a 18ºC.

É tb normal na brassagem fazer pelo menos 1 passo de decocção.

Vai dando notícias ! :)


In beer there is strength,
In wine wisdom,
In water bacteria.

Nos Fermentadores
MySaison
Nas Garrafas
Chocolate Porter
Mature Weizen
Abidji (finishing...)
Tripel (Finishing...)
SW1
Na calha
Na sei.
Avatar do Utilizador
emsfc
Craft Beer Consultant
Mensagens: 702
Registado: segunda abr 16, 2007 0:27
Localização: Viseu
Contacto:

Mensagempor emsfc » domingo mai 10, 2009 14:14

A propóstito de decocção e speise tens aquí também 2 excelentes artigos do Ricardo Rosa publicados no seu blog.

http://blog.cervejarte.org/2008/08/page/2/

http://blog.cervejarte.org/2008/08/

Quanto ao meu processo, não inclui nem decocção nem speise. Vou deixar essas técnicas para mais tarde. Sem esses passos é bem mais fácil, e os resultados obtidos também não são maus, por isso para quê complicar.
Mesmo a Dunkel que fiz também foi um processo bastante simples e fiquei satisfeito com o resultado final.
Um dia vou fazer uma cerveja ao verdadeiro estilo alemão, mas deixo isso para mais tarde. Quem sabe para a Oktoberfest do CdM.
Amanhã posto os dados da receita e conto como correu.

Abraço


"Artisanal is not a synonym for dirty and old-fashioned; it means brewing as one ought to, while at the same time applying modern know-how and technology"

Dirk Naudts



http://brewingsessions.blogspot.com
Avatar do Utilizador
emsfc
Craft Beer Consultant
Mensagens: 702
Registado: segunda abr 16, 2007 0:27
Localização: Viseu
Contacto:

Mensagempor emsfc » domingo mai 10, 2009 19:19

Adiantando já algum trabalho, cá vai a receita da Brewing Sessions Hefe-weizen.

. 3,4 Kg de malte de trigo
. 1,6 Kg de malte Pilsen
. 0,15 Kg de malte munich
. água como sempre patrocinada pelo nosso amigo belmiro

Brassagem de 75 minutos em 2 patamares de temperatura distintos:

. 30 minutos a 55ºC
. 45 minutos a 67ºC
. mashout a 77ºC

Sparge com 15L de água a 77ºC.
Recolher 25L de mosto e ferver durante 90 minutos com duas adições de lúpulo:

. 14g de Perle 60 min.
. 14g de Hersbrucker 30 min.

Arrefecer a 20ºC, inocular levedura (wb-06 da Fermentis) previamente activada e propagada, e fermentar à mesma temperatura durante uma semana.
Trasfegar para o segundo fermentador e deixar maturar durante 2 semanas.
Engarrafar com 6g/L de açúcar branco para carbonatar.
Esperar 3 semanas et voilá.

Abraço


"Artisanal is not a synonym for dirty and old-fashioned; it means brewing as one ought to, while at the same time applying modern know-how and technology"

Dirk Naudts



http://brewingsessions.blogspot.com
Avatar do Utilizador
pedro.m.reis
BeerMaster
Mensagens: 576
Registado: quinta jan 10, 2008 2:00
Localização: Roussada
Contacto:

Mensagempor pedro.m.reis » domingo mai 10, 2009 20:10

Só 6g/L açucar para carbonatação?
Tenho q ir rever os calhamaços, mas estava na ideia que esse estilo era mais carbonatado.
Mas parece-me bem :)


In beer there is strength,
In wine wisdom,
In water bacteria.

Nos Fermentadores
MySaison
Nas Garrafas
Chocolate Porter
Mature Weizen
Abidji (finishing...)
Tripel (Finishing...)
SW1
Na calha
Na sei.
Avatar do Utilizador
emsfc
Craft Beer Consultant
Mensagens: 702
Registado: segunda abr 16, 2007 0:27
Localização: Viseu
Contacto:

Mensagempor emsfc » domingo mai 10, 2009 20:55

Estive a consultar uns sites e realmente tens razão, nas weizens aconselha-se uma carbonatação entre 2.8 e 5.1 volumes de CO2.
6g/L foi a quantidade de açúcar que usei na Dunkel e acho que ficou com uma boa carbonatação. Pessoalmente não me agrandam tanto as cervejas muito carbonatadas. Acho que esconde um pouco o paladar da cerveja.
No entanto vou aumentar então para 7g/L para estar mais de acordo com o estilo.
Obrigado pela dica!

Abraço


"Artisanal is not a synonym for dirty and old-fashioned; it means brewing as one ought to, while at the same time applying modern know-how and technology"

Dirk Naudts



http://brewingsessions.blogspot.com
Avatar do Utilizador
emsfc
Craft Beer Consultant
Mensagens: 702
Registado: segunda abr 16, 2007 0:27
Localização: Viseu
Contacto:

Mensagempor emsfc » segunda mai 11, 2009 20:11

Brewing Sessions Hefe-weizen no fermentador!
Após mais umas horas em frente ao fogão, aqui está a minha mais recente produção.
Quanto ao processo em si, correu tudo nos conformes, sem turbulência ou sobressaltos. Aliás, posso dizer que a cada nova cerveja que faço corre tudo melhor que da última vez. Até já consigui poupar uma hora no processo todo! Desta vez "só" demorei 7 horas!
Dados finais da bicha, OG 1.052, um pouco abaixo do que esperava mas mesmo assim bastante bom. Conto obter uma FG entre 1.012 e 1.013, o que dará uma cerveja a rondar os 5.2% Abv.
Quanto à côr, um pouco mais não lhe fazia mal, mas penso que é adequada ao estilo em questão.
Agora a interminável espera...
Aqui fica a reportagem fotográfica:

Moagem do grão

Imagem


Grão moído

Imagem


Brassagem

Imagem


Adição do lúpulo de amargo

Imagem


Fervura do mosto

Imagem


O aspecto final

Imagem


Abraço


"Artisanal is not a synonym for dirty and old-fashioned; it means brewing as one ought to, while at the same time applying modern know-how and technology"

Dirk Naudts



http://brewingsessions.blogspot.com
Avatar do Utilizador
pedro.m.reis
BeerMaster
Mensagens: 576
Registado: quinta jan 10, 2008 2:00
Localização: Roussada
Contacto:

Mensagempor pedro.m.reis » segunda mai 11, 2009 23:21

Muito bom o aspecto final.
O moinho como se portou?


In beer there is strength,
In wine wisdom,
In water bacteria.

Nos Fermentadores
MySaison
Nas Garrafas
Chocolate Porter
Mature Weizen
Abidji (finishing...)
Tripel (Finishing...)
SW1
Na calha
Na sei.
Avatar do Utilizador
emsfc
Craft Beer Consultant
Mensagens: 702
Registado: segunda abr 16, 2007 0:27
Localização: Viseu
Contacto:

Mensagempor emsfc » segunda mai 11, 2009 23:46

O moínho portou-se bastante bem. É preciso ter alguma sensibilidade para ajustar a moagem, já que é um bocado a olho, mas nada que algumas tentativas não resolvam. O ideal é moer um pouco para a mão e ver como está, depois ir ajustando até obtermos o grau de moagem desejado.
Em relação ao malte de trigo é importante fazer uma moagem mais grossa, caso contrário obtemos muita farinha e depois, em vez de ficarmos com uma cerveja turva ficamos com papas de cerveja.

Abraço


"Artisanal is not a synonym for dirty and old-fashioned; it means brewing as one ought to, while at the same time applying modern know-how and technology"

Dirk Naudts



http://brewingsessions.blogspot.com
Avatar do Utilizador
pedro.m.reis
BeerMaster
Mensagens: 576
Registado: quinta jan 10, 2008 2:00
Localização: Roussada
Contacto:

Mensagempor pedro.m.reis » segunda mai 11, 2009 23:50

emsfc Escreveu:Em relação ao malte de trigo é importante fazer uma moagem mais grossa, caso contrário obtemos muita farinha e depois, em vez de ficarmos com uma cerveja turva ficamos com papas de cerveja.
Abraço


Engraçado... li não sei onde exactamente o contrário. Ou seja, moer um nada mais fino (que o de cevada) para aumentar a extracção, visto q n tem casca.... Isto cada cabeça sua sentença :) Eu como nao faço a moagem (ainda) é-me indiferente :D


In beer there is strength,
In wine wisdom,
In water bacteria.

Nos Fermentadores
MySaison
Nas Garrafas
Chocolate Porter
Mature Weizen
Abidji (finishing...)
Tripel (Finishing...)
SW1
Na calha
Na sei.
Avatar do Utilizador
emsfc
Craft Beer Consultant
Mensagens: 702
Registado: segunda abr 16, 2007 0:27
Localização: Viseu
Contacto:

Mensagempor emsfc » terça mai 12, 2009 0:02

Usando outros maltes ao mesmo tempo, penso que não terás esse problema, uma vez que as cascas do malte de devada resolvem a situação.
No entanto o malte de trigo, talvez também pelo facto de não ter casca, desfaz-se mais facilmente que o malte de cevada, por isso é que acho que deve ser moído mais grosso, para evitar a formação de muita farinha, que depois também poderá acarretar problemas a nível da filtração.
E em relação à filtração, desta vez fiz uma inovação. Ao transferir o mosto para a cuba filtrante, retirei primeiro o "bagaço" para criar o bolo filtrante sem precisar de deixar assentar. Só depois é que transferi a parte líquida. Com isto notei bastantes melhorias na filtração. O mosto começou a saír bem mais límpido logo desde início. No entanto, fiz na mesma a recirculação.

Abraço


"Artisanal is not a synonym for dirty and old-fashioned; it means brewing as one ought to, while at the same time applying modern know-how and technology"

Dirk Naudts



http://brewingsessions.blogspot.com
gosto de loiras
Já saca as caricas fora!
Mensagens: 17
Registado: quinta jul 13, 2006 18:17

Mensagempor gosto de loiras » terça mai 12, 2009 0:42

Gosto muito destes posts. Infelizmente não tenho nem arte nem tempo para me dedicar a estas louváveis tarefas. Mas quero dar os meus parabéns às pessoas que têm a paciência de escrever e partilhar estas experiências com todos. Vou-me deitar um pouquinho mais culto.

obrigado.


Avatar do Utilizador
pedro.m.reis
BeerMaster
Mensagens: 576
Registado: quinta jan 10, 2008 2:00
Localização: Roussada
Contacto:

Mensagempor pedro.m.reis » terça mai 12, 2009 3:03

gosto de loiras Escreveu:Gosto muito destes posts. Infelizmente não tenho nem arte nem tempo para me dedicar a estas louváveis tarefas. Mas quero dar os meus parabéns às pessoas que têm a paciência de escrever e partilhar estas experiências com todos. Vou-me deitar um pouquinho mais culto.

obrigado.


Epá "Gosto de Loiras", tempo arranja-se sempre :) As minhas duas últimas cervejas foram feitas à noite, em apenas 6-7h... Mas são All grain. De extracto é metade ou um terço disso....
Arte? Não é preciso, apenas paciência e vontade :)
Atreve-te e vais ver q não te arrependes :)


In beer there is strength,
In wine wisdom,
In water bacteria.

Nos Fermentadores
MySaison
Nas Garrafas
Chocolate Porter
Mature Weizen
Abidji (finishing...)
Tripel (Finishing...)
SW1
Na calha
Na sei.
Avatar do Utilizador
emsfc
Craft Beer Consultant
Mensagens: 702
Registado: segunda abr 16, 2007 0:27
Localização: Viseu
Contacto:

Mensagempor emsfc » terça mai 12, 2009 10:12

Faço minhas as palavras do Pedro. Haja vontade e muita paciência! E no final acredita que vale bem a pena.
Se há coisa de que me orgulho é abrir uma das minhas cervejas e saber que fui eu que a fiz. Mesmo que não seja grande espingarda, até sabe melhor só por ser minha.

Abraço


"Artisanal is not a synonym for dirty and old-fashioned; it means brewing as one ought to, while at the same time applying modern know-how and technology"

Dirk Naudts



http://brewingsessions.blogspot.com
Avatar do Utilizador
emsfc
Craft Beer Consultant
Mensagens: 702
Registado: segunda abr 16, 2007 0:27
Localização: Viseu
Contacto:

Mensagempor emsfc » terça mai 12, 2009 10:27

A hefe borbulha como se não houvesse amanhã...

Abraço


"Artisanal is not a synonym for dirty and old-fashioned; it means brewing as one ought to, while at the same time applying modern know-how and technology"

Dirk Naudts



http://brewingsessions.blogspot.com
Avatar do Utilizador
ptlsousa
Beer Master
Mensagens: 716
Registado: quarta set 06, 2006 22:56
Localização: Maia

Mensagempor ptlsousa » terça mai 12, 2009 11:16

Caro emsfc,

Que tal é a levedura Fermentis?
Porta-se bem?
Depois diz se produziu os aromas e sabor típicos da Weizen.

Abraço,
Pedro


Avatar do Utilizador
emsfc
Craft Beer Consultant
Mensagens: 702
Registado: segunda abr 16, 2007 0:27
Localização: Viseu
Contacto:

Mensagempor emsfc » terça mai 12, 2009 11:55

Não é a primeira vez que a uso esta levedura. Na Dunkelweizen que fiz anteriormente também a usei.
A nível de fermentação é excelente. Fiz a activação e propagação 48h antes de inocular a levedura no mosto. Oxigenei o mosto durante 20 minutos, inoculei-a por volta das 17h e à meia noite já começou a borbulhar. Hoje de manhã borbulhava que nem uma doida.
Já na Dunkelweizen aconteceu o mesmo e a fermentação foi bastante rápida. Optei por fermentar a temperaturas mais baixas (19ºC) porque pessoalmente não gosto de aromas a banana muito pronunciados, mas sem dúvida que cheira e sabe a weizen.
Quando provar esta hefe digo mais alguma coisa, mas pela experiência da dunkel, sem dúvida que aconselho esta levedura.
Uma coisa que tenho notado é que não se forma aquela quantidade enorme de espuma tradicional das weizen, que chega até a saír pelo borbulhador. Na dunkel até coloquei um sistema blow-off em vez do borbulhador porque esperava que a bicha quisesse saír cá para fora mas nada disso. Não sei se será devido à levedura.
A propósito, tive a oportunidade de ler na net algumas reviews a esta levedura, e apesar de falarem bastante bem dela, dizem que não há nada como a 3068 Weihenstephan Weizen da Wyeast. Dizem que é A Levedura das weizen. No entanto esta wb-06 também pode ser uma boa alternativa.

Abraço


"Artisanal is not a synonym for dirty and old-fashioned; it means brewing as one ought to, while at the same time applying modern know-how and technology"

Dirk Naudts



http://brewingsessions.blogspot.com
Avatar do Utilizador
ptlsousa
Beer Master
Mensagens: 716
Registado: quarta set 06, 2006 22:56
Localização: Maia

Mensagempor ptlsousa » terça mai 12, 2009 13:53

Viva,

Vou experimentar em breve a wb-06 vs Wyeast 3068.
Já lidei muito com a 3068 e recomendo!
Dependendo da temperatura de fermentação e maturação, os resultados podem variar bastante.

Abraço,
Pedro


Avatar do Utilizador
emsfc
Craft Beer Consultant
Mensagens: 702
Registado: segunda abr 16, 2007 0:27
Localização: Viseu
Contacto:

Mensagempor emsfc » terça mai 12, 2009 15:57

Então quando tiveres resultados dessa expeiência, partilha-os com a malta :D

Abraço
Última edição por emsfc em terça mai 12, 2009 17:01, editado 1 vez no total.


"Artisanal is not a synonym for dirty and old-fashioned; it means brewing as one ought to, while at the same time applying modern know-how and technology"

Dirk Naudts



http://brewingsessions.blogspot.com
Avatar do Utilizador
pedro.m.reis
BeerMaster
Mensagens: 576
Registado: quinta jan 10, 2008 2:00
Localização: Roussada
Contacto:

Mensagempor pedro.m.reis » terça mai 12, 2009 16:08

ptlsousa Escreveu:Viva,

Vou experimentar em breve a wb-06 vs Wyeast 3068.
Já lidei muito com a 3068 e recomendo!
Dependendo da temperatura de fermentação e maturação, os resultados podem variar bastante.

Abraço,
Pedro


Mais um interessado na experiencia. Adorei o resultado com a 3068 (totalmente não controlado). Estou curioso em saber o resultado dessa wb-06, que, julgo saber é uma levedura seca certo?


In beer there is strength,
In wine wisdom,
In water bacteria.

Nos Fermentadores
MySaison
Nas Garrafas
Chocolate Porter
Mature Weizen
Abidji (finishing...)
Tripel (Finishing...)
SW1
Na calha
Na sei.
Avatar do Utilizador
emsfc
Craft Beer Consultant
Mensagens: 702
Registado: segunda abr 16, 2007 0:27
Localização: Viseu
Contacto:

Mensagempor emsfc » terça mai 12, 2009 17:02

É sim...


"Artisanal is not a synonym for dirty and old-fashioned; it means brewing as one ought to, while at the same time applying modern know-how and technology"

Dirk Naudts



http://brewingsessions.blogspot.com
Avatar do Utilizador
ptlsousa
Beer Master
Mensagens: 716
Registado: quarta set 06, 2006 22:56
Localização: Maia

Mensagempor ptlsousa » terça mai 12, 2009 17:35

Mais um interessado na experiencia. Adorei o resultado com a 3068 (totalmente não controlado). Estou curioso em saber o resultado dessa wb-06, que, julgo saber é uma levedura seca certo?


Isso faz da 3068 uma levedura "húmida"... :mrgreen: :mrgreen: :mrgreen:

Abraço,
Pedro


Avatar do Utilizador
pedro.m.reis
BeerMaster
Mensagens: 576
Registado: quinta jan 10, 2008 2:00
Localização: Roussada
Contacto:

Mensagempor pedro.m.reis » terça mai 12, 2009 21:27

pois.. mais ou menos isso sim :)


In beer there is strength,
In wine wisdom,
In water bacteria.

Nos Fermentadores
MySaison
Nas Garrafas
Chocolate Porter
Mature Weizen
Abidji (finishing...)
Tripel (Finishing...)
SW1
Na calha
Na sei.
Avatar do Utilizador
emsfc
Craft Beer Consultant
Mensagens: 702
Registado: segunda abr 16, 2007 0:27
Localização: Viseu
Contacto:

Mensagempor emsfc » segunda mai 18, 2009 17:39

Hefe-weizen já no 2º fermentador. A densidade está em 1.016 após uma semana de fermentação. Espero que baixe mais uns 3 ou 4 pontos.
Em relação ao aspecto está bastante clara fazendo lembrar uma wit. De aroma está... weizen sem dúvida!
Agora é dar-lhe mais duas semanas e depois engarrafar!

Abraço


"Artisanal is not a synonym for dirty and old-fashioned; it means brewing as one ought to, while at the same time applying modern know-how and technology"

Dirk Naudts



http://brewingsessions.blogspot.com
Avatar do Utilizador
ptlsousa
Beer Master
Mensagens: 716
Registado: quarta set 06, 2006 22:56
Localização: Maia

Mensagempor ptlsousa » terça mai 19, 2009 17:04

emsfc Escreveu:Então quando tiveres resultados dessa expeiência, partilha-os com a malta Very Happy


Claro que sim, camarada! :D


Avatar do Utilizador
Cerevisiae
8ª Colina
Mensagens: 670
Registado: segunda dez 04, 2006 0:12
Localização: Lisboa
Contacto:

Mensagempor Cerevisiae » quinta mai 21, 2009 14:39

Caros cervejeiros,

pessoalmente não conheço a w06, mas tenho as leveduras da Fermentis em muito boa conta. Já trabalhei com a s-04 e a saflager com excelentes resultados, semelhantes aos de uma levedura líquida. Tem a vantagem de sendo leveduras em pó proporcionam uma maior contagem de células o que simplifica o processo pois dispensam activação, starter, etc.

Embora seja fã da 3068 pelo espectacular aroma de banana, devo reconhecer que na refermentação em garrafa o seu comportamento não é dos melhores. Passado 1-2 meses do engarrafamento nota-se um sabor desagradável que parece vir da levedura. Claro que isto resolve-se bem: é bebe-la toda antes de fazer dois meses :mrgreen:

Continuando o tema do uso das leveduras em Weizen, convém salientar que muitas cervejarias usam mais do que uma estirpe na fermentação deste tipo de cerveja. Lembro-me de ter lido algures que é "normal" usar uma levedura ALE misturada com algo tipo 3068, para conseguir um perfil aromático frutado em que a banana não seja completamente dominante e haja lugar a outras notas.

Um caso paradigmático é a Franziskaner que usa uma estirpe própria na fermentação primária, responsável pelos aromas a banana e abacaxi característicos desta cerveja e em seguida ... pasme-se ... LAGER. Sim a Franziskaner passa no final da fermentação por uma fase de "lagering" com levedura Lager. O objectivo é conseguir uma maior atenuação de modo a tornar a cerveja mais seca e mais "fresca". A Franziskaner é depois engarrafada com outra estirpe de levedura, mas trata-se de levedura morta. A ideia é apenas conferir o aspecto turvo com levedura em suspensão e o gosto de levedura que caracteriza esta cerveja.

Dá para ver que leveduras e Weizen dá pano para muitas experimentações.

Boas Weizens (com qq levedura)

Fernando


Avatar do Utilizador
emsfc
Craft Beer Consultant
Mensagens: 702
Registado: segunda abr 16, 2007 0:27
Localização: Viseu
Contacto:

Mensagempor emsfc » terça jun 02, 2009 19:20

A hefe está engarrafada. Usei 7g/L de açúcar branco para a carbonatação.
Dados finais da bicha:

OG: 1.052
FG: 1.011
Atenuação: 78.1%
% Abv.: 5.4%

Relativamente à côr, está dentro das hefe mas quería algo mais que um amarelo pálido. Surpreendentemente ficou bastante límpida.
Com o calor que está, penso que dentro de poucos dias já posso abrir uma garrafa para provar.

Abraço


"Artisanal is not a synonym for dirty and old-fashioned; it means brewing as one ought to, while at the same time applying modern know-how and technology"

Dirk Naudts



http://brewingsessions.blogspot.com

Voltar para “O PROCESSO DE ELABORAÇÃO”

Quem está ligado:

Utilizadores neste fórum: Nenhum utilizador registado e 15 visitantes