Projest Brewery Lote 02: "Stout" - Rep. Fotográfic

Todas as fases de produção de uma cerveja, truques e dicas.
titus
Aprendiz de Cervejeiro
Mensagens: 105
Registado: quarta dez 26, 2007 0:37
Localização: Braga
Contacto:

Projest Brewery Lote 02: "Stout" - Rep. Fotográfic

Mensagempor titus » domingo mai 25, 2008 16:15

Amigos,

Conforme prometido num post aqui ao lado, aqui fica a reportagem fotográfica do segundo batch da Projest Brewery, desta feita uma Stout kit extracto.

Então cá vai.

Imagem
01. Aspecto do setup para a infusão dos cereais da especialidade. Panela de 30L e termómetro digital Hanna "Checktemp 1". Este termómetro permite leituras de -50.0 a 150.0 ºC com uma resolução de 0.1 ºC e precisão de +- 0.3 ºC. Tem uma sonda em aço inox e cabo com 1 m de comprimento. A vantagem em relação aos termómetros convencionais é a facilidade de leitura.

Imagem
02. Aquecimento da água para a infusão dos cereais da especialidade. Pode-se ver a sonda do termómetro.

Imagem
03. Aspecto do "cházinho" :wink:

Imagem
04. Adição da água para a fervura.

Imagem
05. Adição do extracto de malte escuro, da Brewferm. Pode-se ver uma pequena panela à esquerda, onde as latas de extracto de malte estiveram em banho-maria, para reduzir a sua viscosidade.

Imagem
06. Adição do extracto de malte claro, da Brewferm.

Imagem
07. Aquecimento do mosto até à ebulição.

Imagem
08. Inicio da fervura.

Imagem
09. Adição do lúpulo Magnum.

Imagem
10. Arrefecimento do mosto com um chiller em cobre, o que ficou um bocadito pro grande... :P Controle da temperatura.

Imagem
11. Aspecto do chiller. Feito em tubo de cobre de 18mm, para maior superficie especifica. Ficou res-ves com a panela. Mas para produto oferecido, não tá nada mau... :mrgreen:

Imagem
12. Transfega do mosto para o fermentador previamente desinfectado, através de um sifão.

Imagem
13. Arejamento do mosto pelo processo "tradicional" :D antes da adição das leveduras que estiveram no fermentador de arranque (um balão de Erlenmeyer de 1L).

Seguiu-se a colocação da tampa e borbulhador no fermentador, dotado de termómetro autocolante.

Espero que gostem. :wink:

Abraço,

Tito
Última edição por titus em segunda ago 31, 2009 20:20, editado 1 vez no total.


Avatar do Utilizador
emsfc
Craft Beer Consultant
Mensagens: 702
Registado: segunda abr 16, 2007 0:27
Localização: Viseu
Contacto:

Mensagempor emsfc » domingo mai 25, 2008 18:12

Muito bom! Parabéns!

Já agora, onde compraram o termómetro? QUal o preço?

Abraço


"Artisanal is not a synonym for dirty and old-fashioned; it means brewing as one ought to, while at the same time applying modern know-how and technology"
Dirk Naudts

http://brewingsessions.blogspot.com
titus
Aprendiz de Cervejeiro
Mensagens: 105
Registado: quarta dez 26, 2007 0:37
Localização: Braga
Contacto:

Mensagempor titus » domingo mai 25, 2008 20:17

O termometro custou 36,00€ +IVA o que, no nosso caso, sai a dividir por dois... :mrgreen:
Comprado numa loja de Lisboa, a Vitrilab. Muito boa porque tem um catalogo extenso de material de laboratório. Enviam para qualquer ponto do pais à cobrança.

Link: http://www.vitrilab.pt

Abraço


titus
Aprendiz de Cervejeiro
Mensagens: 105
Registado: quarta dez 26, 2007 0:37
Localização: Braga
Contacto:

Mensagempor titus » domingo mai 25, 2008 21:09

Ora continuemos com mais informações àcerca deste lote. :)

Desta vez fizemos uma folha de cálculo para avaliar rigorosamente os custos de produção. Seguem-se os resultados.

Materias Primas

Cereais, lupulo, leveduras (kit-receita extracto): 28,50€
Água: 23 L x 0,17 €/L = 3,91 € (tendo em conta perdas por evaporação)
Açúcar de carbonatação previsto (18 L e 6 g/L): 0,11 kg x 1,19 €/kg = 0,13 €

Energia Consumida

Gás natural: 0,88 m3 x 0,66 €/m3 = 0,58 € (desprezando a parte fixa da mensalidade da Portgás)

Outros Custos

Desinfectante ChemiPro Oxi: 44 g x 0,016 €/g = 0,70 € (para desinfecção de instrumentos, fermentador e chiller)
Portes de envio afectos: 5,95 €

Custo Total: 39,78 €

Custo por litro: 1,99 €/L
Custo por garrafa de 0,50: 0,99 €
Custo por garrafa de 0,33: 0,66 €


Como podem observar, um custo bastante aceitável para uma garrafa de 0,33 e para um produto totalmente artesanal e de qualidade... :wink:
Convém realçar que estes custos não incluem abatimento do equipamento nem mão-de-obra (essa é gratuita :mrgreen: ).

Abraço,

Tito


titus
Aprendiz de Cervejeiro
Mensagens: 105
Registado: quarta dez 26, 2007 0:37
Localização: Braga
Contacto:

Mensagempor titus » terça jun 10, 2008 20:31

Amigos,

Hoje foi dia de engarrafamento aqui na Projest Brewery. O nosso 2º lote já se encontra a estagiar em garrafinhas de casco de vidro... :mrgreen:

Ora cá vão as fotos finais.

Imagem
01. Transfega para o fermentador secundário

Imagem
02. O lote de garrafas prontinho com selo e tudo. 34 garrafas de 0,50 e 9 garrafas de 0,33.

Imagem
03. Os "militares" perfilados... :wink:

Imagem
04. Aspecto do selo de inviolabilidade.

Imagem
05. Vista da numeração das garrafas para controlo na "distribuição". :wink:

Abraço,

Tito
Última edição por titus em segunda ago 31, 2009 20:22, editado 1 vez no total.


Avatar do Utilizador
pedro.m.reis
BeerMaster
Mensagens: 576
Registado: quinta jan 10, 2008 2:00
Localização: Roussada
Contacto:

Mensagempor pedro.m.reis » terça jun 10, 2008 21:09

OK, como fizeram as etiquetas??? :)
Nice work :)


In beer there is strength,
In wine wisdom,
In water bacteria.

Nos Fermentadores
MySaison
Nas Garrafas
Chocolate Porter
Mature Weizen
Abidji (finishing...)
Tripel (Finishing...)
SW1
Na calha
Na sei.
titus
Aprendiz de Cervejeiro
Mensagens: 105
Registado: quarta dez 26, 2007 0:37
Localização: Braga
Contacto:

Mensagempor titus » terça jun 10, 2008 21:19

Obrigado Pedro. :D

As etiquetas foram feitas em Corel Draw, impressas em papel autocolante e depois cortadas. :wink:

Abraço,

Tito


Avatar do Utilizador
pedro.m.reis
BeerMaster
Mensagens: 576
Registado: quinta jan 10, 2008 2:00
Localização: Roussada
Contacto:

Mensagempor pedro.m.reis » terça jun 10, 2008 21:51

Papel autocolante normal?
Parece-me bem... Lá vou ter que comprar uma impressora.... :roll:


In beer there is strength,
In wine wisdom,
In water bacteria.

Nos Fermentadores
MySaison
Nas Garrafas
Chocolate Porter
Mature Weizen
Abidji (finishing...)
Tripel (Finishing...)
SW1
Na calha
Na sei.
Avatar do Utilizador
emsfc
Craft Beer Consultant
Mensagens: 702
Registado: segunda abr 16, 2007 0:27
Localização: Viseu
Contacto:

Mensagempor emsfc » terça jun 10, 2008 21:53

Muito bom Titus!
Tudo muito proffissional! Já podem começar a vender as vossas produções :D

Abraço


"Artisanal is not a synonym for dirty and old-fashioned; it means brewing as one ought to, while at the same time applying modern know-how and technology"

Dirk Naudts



http://brewingsessions.blogspot.com
Avatar do Utilizador
bmxutos
Site Admin
Mensagens: 3047
Registado: terça mai 16, 2006 2:07
Localização: Lisboa
Contacto:

Mensagempor bmxutos » terça jun 10, 2008 22:35

De facto, só nos resta dar os parabéns ao Tito e ao Durães. Está aí um excelente trabalho e, a acompanhar, um excelente post. Espera-se que as cervejas fiquem no mínimo com tão boa qualidade como a apresentação pois nesse caso estariam óptimas!

Dá-nos depois as notas de prova. Um abraço,


titus
Aprendiz de Cervejeiro
Mensagens: 105
Registado: quarta dez 26, 2007 0:37
Localização: Braga
Contacto:

Mensagempor titus » terça jun 10, 2008 23:49

Muito obrigado pelos elogios. :D Quanto a vender, continuará a ser mais ou menos como um Santo Graal... :P

Pedro, o papel autocolante é do normal da Lorenz Bell e impresso numa impressora normal de jactos de tinta. Convém dizer-vos que este é um primeiro teste no que se refere a rotulagem. Não está testado para condições de humidade elevadas. Não sei se sabem, mas a tinta convencional das impressoras de jactos de tinta não é muito dada a aguinha... :? Depois comunicamos os resultados (que penso que não vão ser os melhores na presença de água...)

Respondendo ao Bruno e agradecendo os elogios, vamos lá ver como sai este lote... Diga-se de passagem que tivemos uns valores estranhos nas medições das densidades. Amanhã colocarei outro post com esses resultados para o pessoal mais experiente comentar, pois é com eles que queremos aprender. :)
Em relação a uma primeira prova depois de 3 semanas de fermentação, o lote já apresenta um sabor a café e chocolate... :wink:

Um abraço da equipa Projest Brewery (Tito e Durães) ;)


Avatar do Utilizador
ptlsousa
Beer Master
Mensagens: 716
Registado: quarta set 06, 2006 22:56
Localização: Maia

Mensagempor ptlsousa » sexta jun 13, 2008 16:13

Camaradas,

Que grande panela que arranjaram! A serpentina está brutal... Parabêns!

Qual o preço das garrafas?


Abraço,
P. Sousa

Chuck Reid Escreveu:Na teoria, não existe diferença entre Teoria e Prática.
Na prática, existe!
titus
Aprendiz de Cervejeiro
Mensagens: 105
Registado: quarta dez 26, 2007 0:37
Localização: Braga
Contacto:

Mensagempor titus » sábado jun 14, 2008 12:37

Pedro,

Obrigado pelos elogios... Ehehehe. A panela é a de cozer o bacalhau no Natal... Agora fica mais "aromatizado" :))
Esta é uma edição limitada especial "euro", pelo que tem preço a condizer... Ehehehe :wink:

Vou aproveitar para colocar aqui os valores das leituras para vocês comentarem, porque achamos que alguma coisa não correu conforme o previsto...

A densidade original prevista para esta cerveja e de acordo com a receita, era entre 1.048 - 1.050. A nossa medição corrigida com o densímetro a 21 ºC, com uma amostra tirada imediatamente antes da cerveja ser transferida para o fermentador primário, foi de 1.036. Muito abaixo do previsto... Esta leitura apontava para um teor alcoólico previsto de 3,5%.
Achamos muito estranho termos obtido um valor tão baixo, e logo com extracto de malte. Será que o malte era dietético? :P
Todo o malte das latas foi aproveitado, incluindo lavagem destas com água quente... E todo o processo é seguido com rigor científico.
Será por ter usado cerca de 100 gr de uma das latas para fazer o fermentador de arranque? É estranho porque no nosso primeiro lote, a densidade também ficou um pouco abaixo do previsto, mas não tanto como desta vez...
No final da fermentação primária (passado uma semana), a densidade corrigida era de 1.015. Após mais duas semanas e uns dias, é que algo ainda mais estranho aconteceu. A leitura da densidade corrigida (a medição foi tirada a 25 ºC) era de 1.018. Subiu o valor? :shock: É normal isto acontecer?
Acreditem que olhamos para a escala do densimetro várias vezes, e a medição foi feita antes da adição do açúcar de carbonatação... Algo milagroso aconteceu... :)
Já procurei pela net por métodos de correcção da densidade do mosto mas ainda não consegui encontrar nenhuma tabela... Quem a tiver e puder disponibilizar, agradecia.

Digam de vossa justiça e comentem estes valores pois estou prestes a enviar a historia para o Vaticano como o "milagre da multiplicação dos açúcares"... :mrgreen:

Abraço,

Tito


Avatar do Utilizador
Cerevisiae
8ª Colina
Mensagens: 670
Registado: segunda dez 04, 2006 0:12
Localização: Lisboa
Contacto:

Mensagempor Cerevisiae » segunda jun 16, 2008 18:59

titus Escreveu:Pedro,


A densidade original prevista para esta cerveja e de acordo com a receita, era entre 1.048 - 1.050. A nossa medição corrigida com o densímetro a 21 ºC, com uma amostra tirada imediatamente antes da cerveja ser transferida para o fermentador primário, foi de 1.036. Muito abaixo do previsto... Esta leitura apontava para um teor alcoólico previsto de 3,5%

....

No final da fermentação primária (passado uma semana), a densidade corrigida era de 1.015. Após mais duas semanas e uns dias, é que algo ainda mais estranho aconteceu. A leitura da densidade corrigida (a medição foi tirada a 25 ºC) era de 1.018. Subiu o valor? :shock: É normal isto acontecer?Tito


Muito estranho 1,035! é que duas latas de extracto em 20L dão uma densidade de 1,046-1,048. Com os maltes de especialidade deve ir aos 1,048-1,050. Não percebo !?
Mediste a densidade a que temperatura? A amostra usada é representativa?

Quanto ao "aumento de densidade" talvez na segunda medida tenhas tido bollhas de gás agarrado que o faz subir falseando a leitura.

Espero que sejam apenas erros de medida e que a cerveja esteja boa.

Já agora verifica o teu densímetro: mete em água e vê se a medida dá 1,000

1 abraço,

Fernando


titus
Aprendiz de Cervejeiro
Mensagens: 105
Registado: quarta dez 26, 2007 0:37
Localização: Braga
Contacto:

Mensagempor titus » terça jun 17, 2008 9:42

Fernando,

Sinceramente não faço ideia do que se passou... A amostra foi tirada aquando da transfega para o fermentador primário, depois do mosto estar arrefecido. A temperatura era de 21 ºC.
Ora lembrando-me dos meus conceitos de Hidraulica Geral, os líquidos mais densos ficam sempre no fundo de um determinado recipiente. Como a amostra foi tirada do fundo da panela (por se estar a usar o sifão) e o mosto já se encontrava em repouso durante algum tempo, parto do principio que aquela amostra seria a mais densa... Ou não... ehhehe :P
Será por ter usado 100 gr do extracto pra fazer o fermentador de arranque? Não me parece ser uma quantidade muito representativa...
Cá pra mim o extracto era sem calorias... :mrgreen:

Em relação ao aumento da densidade. Não me recordo de ver muitas bolhas agarradas ao densimetro... Mas é provável que tenha acontecido isso...
Depois de várias experiências com o densimentro, acho que cheguei à conclusão que ele está calibrado para 20 ºC e que está OK...

Não sei se te recordas, mas tivemos o mesmo problema no nosso primeiro kit extracto da abadia... A diferença não foi é tão grande.
Sabes de algum método/tabela para proceder à correcção da densidade? Adição de açúcar, malte? Em que quantidades?

Obrigado,

Tito


titus
Aprendiz de Cervejeiro
Mensagens: 105
Registado: quarta dez 26, 2007 0:37
Localização: Braga
Contacto:

Mensagempor titus » quarta jul 02, 2008 0:30

Ora bem, hoje fez 3 semanas que engarrafamos este lote. Com muita pena nossa, achamos que algo "não está bem"... :( Esperemos que os mais entendidos dêem a sua opinião já que estamos um pouco descontentes.

A carbonatação parece OK, com um valente POP. Em termos de cor, tudo ok também. O problema encontra-se no aroma e no sabor...
Tentando explicar o aroma, eu noto uma espécia de aroma adocicado, por vezes com tons a "bagaço". Ao João, o aroma parecia-lhe a um químico ou a plástico.
Em termos de sabor, notava-se um pouco o sabor a café mas "muito aguada" e um ligeiro sabor a um químico, sem conseguirmos associar a nada...

Foi então que olhamos para a garrafa depois de vazia e notamos numas pequenas pintas pelo interior. Ora deêm uma espreitadela nas fotos seguintes (desculpem o tamanho mas é para se conseguir ver em pormenor):

Imagem

Imagem

Imagem

Faz lembrar colónias de alguma coisa... Leveduras? Fungos? Carbúnculo? :-|

Reparamos também numas manchas estranhas que se formaram na espuma depois de a cerveja estar algum tempo no copo:

Imagem

Não sei se com o tempo isto vai ao sítio ou se estamos com uma cerveja de "ir para o cano"... :cry:
Todas as opiniões / dicas são bem vindas.

Abraços,

Tito
Última edição por titus em segunda ago 31, 2009 20:23, editado 1 vez no total.


Avatar do Utilizador
ptlsousa
Beer Master
Mensagens: 716
Registado: quarta set 06, 2006 22:56
Localização: Maia

Mensagempor ptlsousa » quarta jul 02, 2008 2:39

Boas,

As "pintas" no interior da garrafa parecem-me, à primeira vista, flocos de levedura. Costuma acontecer o mesmo com uma levedura específica que utilizo. As garrafas ficam com depósito no fundo e na lateral interior da garrafa.

O caso da espuma com manchas devia, a meu ver, ser entregue ao CSI!

Abraço,
Pedro


Avatar do Utilizador
emsfc
Craft Beer Consultant
Mensagens: 702
Registado: segunda abr 16, 2007 0:27
Localização: Viseu
Contacto:

Mensagempor emsfc » quarta jul 02, 2008 12:33

Um bom link para darem uma vista de olhos. Pode ser que vos ajude até a detectar outros off-flavours ou a definir melhor os que detectaram na vossa cerveja, e quais as causas.

http://www.howtobrew.com/section4/chapter21.html

O gosto/aroma a químico poderá ser da solução desinfectante que usaram. Utilizaram lixívia? Também poderá ter sido do cloro da água de rede.

Quanto às pintas, realmente parecem resultado da floculação da levedura, embora a cor escura me deixe algumas dúvidas. Será contaminação por outro microrganismo qualquer, e esses pontos sejam o resultado disso?

Abraço


"Artisanal is not a synonym for dirty and old-fashioned; it means brewing as one ought to, while at the same time applying modern know-how and technology"

Dirk Naudts



http://brewingsessions.blogspot.com
titus
Aprendiz de Cervejeiro
Mensagens: 105
Registado: quarta dez 26, 2007 0:37
Localização: Braga
Contacto:

Mensagempor titus » quarta jul 02, 2008 14:33

Obrigado pelas dicas aos dois. Vou dar uma vista de olhos ao Palmer.

Resta-me ainda referir que não me parece que os pequenos pontos sejam flocos de leveduras. Enxaguei a garrafa três vezes e não sairam.
Deixei a garrafa de molho durante a noite e de manha, continuavam. Vou lavar com lexívia a ver se sai...
Esqueci-me de dizer que as garrafas não são novas mas foram lavadas e no momento do engarrafamento foram esterilizados com o Chemipro OXI.
Um pormenor quanto ao sabor, a cerveja não sabe a medicamento nem a cloro...

Aponto para contaminação por outro microorganismo... :-|

Abraço,

Tito


Avatar do Utilizador
Cerevisiae
8ª Colina
Mensagens: 670
Registado: segunda dez 04, 2006 0:12
Localização: Lisboa
Contacto:

Mensagempor Cerevisiae » quarta jul 02, 2008 19:18

Epá
essas pintas pretas são de facto suspeitas. Se fosse levedura sairiam
facilmente com água. Reparam se já lá estavam antes de engarrafar ?


titus
Aprendiz de Cervejeiro
Mensagens: 105
Registado: quarta dez 26, 2007 0:37
Localização: Braga
Contacto:

Mensagempor titus » quinta jul 03, 2008 0:20

Bom, as pintas não são tecnicamente pretas... Como a garrafa está em contra-luz parecem pretas mas julgo que sejam mais claras...
Vamos tentar ver em outra garrafa se acontece o mesmo.
E definitivamente não estavam nas garrafas antes de engarrafar... A menos que esta "bicharada" ainda não tivesse crescido e não se notasse.
Se tivesse aqui uma caixinha de Petri e um meio nutritivo, tentava fazer uma cultura a ver se são mesmo micro-organismos... Mas não é o caso. :P
Quanto às notas de prova, não se encaixavam em nenhuma das descrições do livro do Palmer... É pá, o facto de sermos rookies nisto também não ajuda nada... Ehehehe.
Vamos a ver na proxima...

Continuem a dar as vossas opiniões :wink:

Abraço,

Tito


titus
Aprendiz de Cervejeiro
Mensagens: 105
Registado: quarta dez 26, 2007 0:37
Localização: Braga
Contacto:

Mensagempor titus » quinta jul 03, 2008 20:29

Amigos,

Estive a dar uma vista de olhos nas restantes garrafas e o problema é o mesmo... Todas estão com estas "pintas" nas paredes da garrafa...
Além disso, nota-se alguma matéria em suspensão, de mais ou menos o mesmo tamanho, e que apresenta (em contra-luz) uma cor escura.

Quanto à outra garrafa que se abriu, as pintas sairam com lexivia...

Acho que estamos com um lote estragado... :-|

Abraço,

Tito


Avatar do Utilizador
ptlsousa
Beer Master
Mensagens: 716
Registado: quarta set 06, 2006 22:56
Localização: Maia

Mensagempor ptlsousa » quinta jul 03, 2008 21:06

Lamentável...

Passa para o próximo lote! :D


Avatar do Utilizador
pedro.m.reis
BeerMaster
Mensagens: 576
Registado: quinta jan 10, 2008 2:00
Localização: Roussada
Contacto:

Mensagempor pedro.m.reis » sexta jul 04, 2008 17:03

Ou seja, a cerveja está imbebível? E pró frango c/ cerveja dá? :)
Há que tentar fazer o controlo de danos :)

Era interessante terem descobrir exactamente qual foi o erro. Á falta de um concurso de cerveja proximamente, pede ajuda a um dos provadores profissionais do forum, pode ser que eles identifiquem a causa :)

A minha primeira "All Grain" também não está com bom aspecto... Ainda ontem provei mais uma e: gas n temos, espuma tb não e tem lá um sabor qq esquisito :))

Mas ainda não desisti ... pode até ser que ainda carbonate um pouco mais e fresca tem que marchar... heheheh


In beer there is strength,
In wine wisdom,
In water bacteria.

Nos Fermentadores
MySaison
Nas Garrafas
Chocolate Porter
Mature Weizen
Abidji (finishing...)
Tripel (Finishing...)
SW1
Na calha
Na sei.
Avatar do Utilizador
emsfc
Craft Beer Consultant
Mensagens: 702
Registado: segunda abr 16, 2007 0:27
Localização: Viseu
Contacto:

Mensagempor emsfc » sexta jul 04, 2008 19:42

Bem, ao que parece foi mesmo contaminação e quanto a isso, não há nada a fazer.
Agora têm que pensar é já na proxima cerveja que vão fazer, e da próxima vez já sabem, mais cuidado com a higienização de todo o equipamento que vão usar.

Abraço


"Artisanal is not a synonym for dirty and old-fashioned; it means brewing as one ought to, while at the same time applying modern know-how and technology"

Dirk Naudts



http://brewingsessions.blogspot.com
titus
Aprendiz de Cervejeiro
Mensagens: 105
Registado: quarta dez 26, 2007 0:37
Localização: Braga
Contacto:

Mensagempor titus » domingo jul 06, 2008 20:00

Eu estou dividido entre contaminação e algo que não estivesse bem com o kit extracto...
Relativamente à contaminação, temos sempre bastante cuidado em passar tudo pelo Chemipro OXI. Pelo que foi algo que resistiu a isso ou alguma coisa não tão bem desinfectada (caso dos fermentadores, onde é mais complicado desinfectar as paredes).
Acho é muito esquesito as partículas em suspensão... Serão do cereal torrado? Quanto às particulas nas paredes das garrafas não faço a mínima... :?
Bom, já andamos a pensar na próxima... Vamos seleccionar uma receita e mandar vir mais mercadoria... Parar é morrer!! :wink:

Abraço,

Tito



Voltar para “O PROCESSO DE ELABORAÇÃO”

Quem está ligado:

Utilizadores neste fórum: Nenhum utilizador registado e 11 visitantes