Pseudo-clone da Electric Brewery

Apresente aqui as suas ideias de como poupar dinheiro, ou de melhorar as nossas produções, usando as nossas habilidades de bricolage
Avatar do Utilizador
daniel.colaço
Já saca as caricas fora!
Mensagens: 19
Registado: quarta set 21, 2016 11:10
Localização: Lisboa

Pseudo-clone da Electric Brewery

Mensagempor daniel.colaço » terça jul 04, 2017 10:07

Caros,

depois de uns tempos a fazer cerveja em casa com uma panela Brewferm, uma geleira cilíndrica Igloo que converti em mash tun e mais uns baldes de plástico, comecei a pensar que seria interessante arranjar um equipamento um bocadinho mais sofisticado... podia comprar uma Braumeister ou uma Grainfather, mas confesso que acabo por achar mais piada ao hobby com a componente de "do it yourself", por isso preferi lançar-me à aventura... se não resultar, mais tarde logo compro uma coisa qualquer.
A ideia é ver se é possível fazer uma versão mais pequena e económica da Electric Brewery do Kal Wallner (http://www.theelectricbrewery.com), retirando algumas coisas eventualmente opcionais e fazendo umas adaptações por conta das diferenças existentes entre a distribuição eléctrica no Canadá/EUA e na Europa. Além do facto de eu estar a construir uma coisa que, neste momento, não me cabe em casa (problema a abordar mais tarde), há mais um conjunto de diferenças significativas relativamente ao original:

  • Na Electric Brewery, Kal Wallner recorre a componentes de "calibre" (e preço) industrial... PIDs, botões, a própria caixa, as panelas... eu não queria ir tão longe, por razões óbvias prefiro usar componentes um pouco mais em conta e, sempre que possível e necessário, que eu possa substituir facilmente sem ter que procurar muito.

  • O Kal Wallner usou resistências de 5.500W em panelas de 75 litros... uma resistência de 5.500W num sistema monofásico de 230V consome perto de 23 amperes... é demasiado. Tenho conhecimento de vários fabricantes nacionais de resistências que dispõem de modelos de 6.000W, o que seria adequado, mas que se destinam a instalações eléctricas trifásicas; e de facto, creio que para esta dimensão faria muito mais sentido utilizar um quadro trifásico... o que para já está fora de questão. Vou fazer um downsizing para panelas de 50 litros, no máximo, com resistências de 3.000W; isto já anda mais na ordem dos 13 amperes, é capaz de fazer mais sentido...

  • Como a decisão do tópico acima me demorou algum tempo a tomar, e eu não queria estar muito tempo parado, comecei o projecto precisamente pelo painel de controlo, e resolvi fazer a coisa de forma ligeiramente diferente, vou dividir o painel em dois módulos construídos em caixas separadas. De certa forma o painel de controlo tem dois componentes: o primeiro é a parte de controlo propriamente dita, que inclui essencialmente os PIDs e o timer (caso decidisse incluí-lo, isto é), e que basicamente vai estar a medir a temperatura dos fluídos dentro de cada panela e, em função dessas medições, a ordenar às resistências que liguem e desliguem de forma a conseguir manter mais ou menos constante a temperatura que programámos. Este comando para as resistências, concretamente, é um sinal eléctrico de 12VDC que se destina a controlar um Solid State Relay que fornece a potência necessária à resistência... ou seja, na prática a componente de controlo do HERMS recebe como input a leitura das sondas de temperatura das panelas e tem como output dois sinais eléctricos de 12VDC, uma para cada uma das duas resistências (a da panela de fervura e a do tanque de água quente). O segundo componente é a parte de distribuição da corrente eléctrica propriamente dita; recebe como input os dois sinais de 12VDC do módulo de controlo, e apenas contém os componentes "pesados" de distribuição da carga eléctrica para as resistências e as bombas.

Em teoria, eu teria duas vantagens em dividir o painel de controlo em dois módulos:

  • Em primeiro lugar, a minha dotação de ferramentas é razoavelmente limitada, e é-me mais fácil furar painéis um pouco mais pequenos do que a fachada frontal de uma caixa metálica como a da Electric Brewery. Também me é relativamente fácil, em lojas próximas do local onde trabalho, adquirir daquelas caixas de montagem que parecem feitas para construir amplificadores de som, portanto pensei em usar duas caixinhas dessas.

  • Segundo, imaginemos que eu, a meio do projecto, arrepiava caminho e decidia usar gás em vez de electricidade... o módulo de controlo poderia ser utilizado na mesma, bastava que eu usasse válvulas de solenoide comandadas por um sinal de 12VDC para o controlo dos queimadores... tipo esta http://www.electricsolenoidvalves.com/1-2-12v-dc-electric-brass-solenoid-valve/. E da mesma maneira, se um dia eu arranjar uma casa com um quadro trifásico e montes de espaço, mudo as resistências das panelas e construo um segundo módulo de potência para o sistema trifásico... o módulo de controlo pode perfeitamente ser o mesmo. Ou seja, em teoria a vantagem de ter isto modular é que o módulo de controlo tanto pode ser usado num sistema eléctrico como num a gás... torna-se mais versátil.

Como não tinha a certeza de conseguir furar o painel frontal de alumínio com grande precisão, resolvi adoptar uma solução temporária: substituí-o por um painel em MDF revestido com resina epóxi solidificada, que o impermeabilizou e lhe deu uma textura plastificada por fora, e pintado em seguida.

Então, a coisa foi seguindo mais ou menos assim...

As caixas que estou a usar são deste tipo... pelo menos para já fiz os painéis frontais em MDF, conforme descrevi acima, por me ser mais fácil furar de forma a não ficar tudo torto. A minha ideia é, mais tarde, tentar substituir pelos painéis originais em alumínio, se conseguir fazer a coisa em condições... veremos...
Imagem

Usei uns componentes um pouco mais baratinhos e fáceis de comprar sem ter que encomendar pela internet... coisas deste tipo:
Imagem

Os PIDs e o timer foram encomendados na Amazon UK; são chineses, mas parecem ser razoáveis, e tenho-os visto em uso em muitos projectos do género na internet. São os PIDs Inkbird ITC-100VH e o timer Inkbird IDT-E2RH:

https://www.amazon.co.uk/Inkbird-Temperature-Controller-Thermostat-Calibration/dp/B008GS2QFU/ref=sr_1_1?ie=UTF8&qid=1499158333&sr=8-1&keywords=itc-100VH

e

https://www.amazon.co.uk/Inkbird-Digital-Controller-110-220V-IDT-E2RH/dp/B008KV65MS/ref=sr_1_1?ie=UTF8&qid=1499158399&sr=8-1&keywords=inkbird+timer

Depois de furado o painel principal e instalados os componentes, ainda antes de qualquer acabamento, o módulo de controlo ficou com o seguinte aspecto:
Imagem

Depois da montagem, e já com as sondas de temperatura, deu sinal de vida. Parece estar a funcionar lindamente, eu não estou é muito certo quanto à precisão destas sondas de temperatura compradas no Amazon... https://www.amazon.co.uk/Temperature-Sensor-TOOGOO-PT100-Stainless-x/dp/B01M1139AP/ref=sr_1_14?ie=UTF8&qid=1499158735&sr=8-14&keywords=PT100+probes
Imagem

O painel posterior do módulo de controlo tem, ao centro, duas fichas que enviam um sinal de 12VDC destinado a controlar os SSRs que estarão instalados no módulo de potência. As 3 fichas do lado direito da imagem são para as sondas de temperatura.
Imagem

Entretanto, já montei a caixa para o módulo de potência... ainda não tem é nada lá dentro. No final, o aspecto será qualquer coisa como isto...
Imagem

E para já... é como estamos. Vou actualizando o tópico conforme a coisa vá avançando...

Até breve...
Última edição por daniel.colaço em segunda jul 10, 2017 23:07, editado 10 vezes no total.


Avatar do Utilizador
bmxutos
Site Admin
Mensagens: 3006
Registado: terça mai 16, 2006 2:07
Localização: Lisboa
Contacto:

Re: Pseudo-clone da Electric Brewery

Mensagempor bmxutos » terça jul 04, 2017 10:13

Obrigado pelo óptimo tópico Daniel!!

Tenho um amigo em Espanha, em Pamplona, que tem utilizado a Electric Brewery e que está satisfeito. Mas de facto há a questão do custo e a piada do do it yourself.

Ficamos à espera de novidades.

Abraço e parabéns pelo óptimo projecto.


Avatar do Utilizador
nogueiraf
BeerMaster
Mensagens: 1686
Registado: sexta jul 06, 2012 15:59
Localização: Ermesinde
Untappd: nogueiraf

Re: Pseudo-clone da Electric Brewery

Mensagempor nogueiraf » quarta jul 12, 2017 12:06

Boas!!!
EHHEHE eu também tenho como fonte o the electric brewery, mas vou simplificar bem a coisa para usar apenas 1 panela em sistema BIAB.
Optei por uma resistencia de 2500w para uma panela de 33L, PID REX C100 e para já sem timer (esse da inkbird tem bom aspecto € )

Como fizeste com as sondas? já vinha com o conector (fichas macho e fêmea) instalado ou foste tu que colocas-te? é que já li em algum lado que algumas sondas se não tivessem o cabo com determinado tamanho funcionavam mal

O meu projecto ainda demora (como diz um amigo "vai ser para o dia de são nunca") pois antes não tinha espaço, agora com mudança de casa não encontro nada :lol:


Filipe Nogueira

Sabor Artesanal
Avatar do Utilizador
daniel.colaço
Já saca as caricas fora!
Mensagens: 19
Registado: quarta set 21, 2016 11:10
Localização: Lisboa

Re: Pseudo-clone da Electric Brewery

Mensagempor daniel.colaço » quarta jul 12, 2017 16:00

Olá...

as sondas que comprei já vinham montadas num thermowell (à falta de melhor termo em português) para serem acopladas numa qualquer rosca fêmea de 1/2", e o cabo liga-se à sonda através de uma ficha que já lá vinha montada; na outra extremidade, cada um dos 3 condutores do cabo vinha com um terminal de forquilha, e foi aí que eu substituí isso tudo por uma ficha Canon macho que vai ligar numa fêmea que existe no painel traseiro da minha "geringonça".
Tenho ideia de ter lido algures qualquer coisa sobre esse problema das sondas e do tamanho do cabo, mas não percebi as coisas de forma tão linear... o que eu entendi, e corrijam-me se estou enganado, foi:

  • Esse problema só se coloca em sondas Termopar. Há vários tipos de sonda de temperatura, entre elas as Termopar, que se baseiam nas propriedades de dois metais diferentes; dependendo dos metais de que são usados na concepção da sonda, também existem vários subtipos de sonda Termopar (tipo K, tipo E, tipo J, ...). Cada tipo de Termopar já vem com um cabo que não é um cabo eléctrico qualquer, é adaptado ao subtipo de sonda em causa, e nós não podemos fazer uma extensão do cabo usando fio eléctrico normal, ou a sonda irá funcionar mal; de acordo com o tipo de Termopar que estás a usar, assim será o tipo de cabo específico a usar... acho que era qualquer coisa assim.

  • As sondas que eu comprei não usam Termopares, são sondas com resistências de platina (RTD ou Resistance Temperature Detectors), que não apresentam esse problema, além de que são mais precisas dentro do intervalo de temperaturas em que trabalhamos quando estamos a fazer uma brassagem (no TheElectricBrewery.com fala-se nisso). Vê aqui as diferenças... https://en.wikipedia.org/wiki/Resistance_thermometer. É claro que as que usei são chinesas e baratinhas, duvido que a qualidade seja comparável às feitas nos EUA... mas é para testar, depois logo vejo se vale a pena substituí-las... e já tenho alternativas em estudo.

Eu comecei por comprar uns Berme REX-C100, que já traziam sondas Termopar não estanques... mas a minha versão do REX-C100 era uma cópia chinesa manhosa (os originais são japoneses), não permitiam usar sondas de outro tipo (tinha que ser Termopar de tipo K), não tinham saída com relé para o alarme nem modo de funcionamento Manual... e as instruções eram em chinês, uma autêntica bosta. Estes Inkbird têm essas funções todas e mais algumas, parecem-me de qualidade muito aceitável... acho que são uma cópia descarada dos Auber que são usados na ElectricBrewery, até as opções de menu estão organizadas exactamente da mesma maneira.

Quanto ao projecto... também vai demorar... eu comecei pelo painel de controlo precisamente porque não tenho espaço para as 3 panelas de que vou precisar... :D



Voltar para “FAÇA VOCÊ MESMO”

Quem está ligado:

Utilizadores neste fórum: Bing [Bot] e 1 visitante