Super Bock Abadia ou Sagres Bohemia?

Comente quais as suas cervejas preferidas, aquelas que menos gosta, as suas qualidades, defeitos e características.
Avatar do Utilizador
bmxutos
Site Admin
Mensagens: 3047
Registado: terça mai 16, 2006 2:07
Localização: Lisboa
Contacto:

Super Bock Abadia ou Sagres Bohemia?

Mensagempor bmxutos » quarta jun 21, 2006 13:14

Tenho alguma curiosidade em saber qual a vossa preferida: super bock abadia ou sagres bohemia? Eu reservo a minha opinião lá mais para diante, quando tiver algum feedback vosso. :o


Visitante

Bohemia

Mensagempor Visitante » sábado jun 24, 2006 1:02

A Sagres Bohemia é, de longe, melhor. Curiosamente costumo preferir a Super Bock à Sagres mas neste caso não há hipótese. A Bohemia é mais saborosa. A Abadia foi feita à pressa pela Unicer, aproveitando o sucesso que a Bohemia estava a ter mas.... as pressas dão nisso: produto de fraca qualidade e bastante artificial.


katembe
O que é uma cerveja?
Mensagens: 1
Registado: terça mai 16, 2006 23:42
Localização: Lisboa
Contacto:

Sagres vs Super Bock

Mensagempor katembe » domingo jun 25, 2006 17:07

Boa tarde

Prefiro, de longe, a Sagres Bohemia. E também como o companheiro que colocou a mensagem anterior, entre as cervejas normais gosto muito mais da Super Bock que da Sagres.


Pedro

Bohemias e Abadias

Mensagempor Pedro » terça jun 27, 2006 23:55

muito melhor a bohemia que a abadia sem qq duvida meus amigos é tb a minha modesta opinião
fiquem bem e obrigado pelo site que merecia mais trabalho


Avatar do Utilizador
Cerbejolas
Beer Hunter
Mensagens: 67
Registado: quarta mai 31, 2006 0:59

4-0

Mensagempor Cerbejolas » quarta jun 28, 2006 1:11

Ta visto k é prá cabazada!

Bohemia claro! Não sei o k passou pela kabecinah da super bock pra lançar akilo. Enfim, ainda vai vendendo algumas.

A bohemia é saborosa, algo doce pró meu gosto, mas definitivamente uma cerveja de kalidade. E tá tudo dito.

Abraços pró pessoal da cerveja.


Visitante

Mensagempor Visitante » quarta jul 05, 2006 13:12

Também prefiro a Bohemia, apesar de nada bater uma Tuborg 7,2º. É pena haver poucos sítios a vendê-la.


Avatar do Utilizador
bmxutos
Site Admin
Mensagens: 3047
Registado: terça mai 16, 2006 2:07
Localização: Lisboa
Contacto:

Mensagempor bmxutos » sexta jul 21, 2006 13:00

Bom, está visto que a maior parte das pessoas prefere a Bohemia. Não é de admirar. Trata-se de um produto mais bem elaborado do que a Abadia, com características que a colocam a um nível bastante decente mesmo a nível internacional.

Acho que, neste caso (e perdoe-se-me a expressão), a Super Bock foi apanhada com as calças na mão. Penso que ninguém estava à espera do sucesso que a Bohemia acabou por ter e, como tal, tornava-se urgente lançar um produto para competir nesse segmento de mercado. Só que as coisas feitas à pressa geralmente não dão bom resultado...

Por outro lado, esta tendência de "cervejas de receita artesanal" ou de "abadia" lançadas por grandes empresas cervejeiras não é de agora e Portugal não é pioneiro. Veja-se o caso de Espanha, onde a Legado de Yuste do grupo Cruzcampo se apresenta como: "The first spanish abbey beer"! Infelizmente, a maior parte dos produtos é de fraca qualidade e encontram-se a milhas das verdadeiras cervejas de abadia belgas, alemãs ou holandesas.

Relativamente à Bohemia, apesar de não ser uma cerveja fabulosa, acaba por ser bastante aceitável. Ligeiramente doce e com um aroma frutado, no sabor sente-se alguma presença de malte e caramelo. Apesar de inicialmente ser doce, o sabor final acaba por ser algo amargo e refrescante. O aspecto é basteante bom, com uma cor próxima do bronze e uma espuma beige que poderia sustentar-se por um pouco mais de tempo.... Em conclusão: Bohemia, claro!


Beer-fan
Beer Hunter
Mensagens: 71
Registado: quarta mai 17, 2006 18:59

Bohemia

Mensagempor Beer-fan » quarta ago 16, 2006 21:39

Por muito que me custe a admitir, prefiro de longe a bohemia. E custa-me pois sempre preferi super bock a sagres. Só que a abadia.... :x
Ainda no outro dia fui a um bar e pedi novamente a abadia só para ver se me tinha enganado das outras 20 vezes que já a bebi! :lol:
Mas não. continua mázinha e desagradável. desta vez nem espuma fez no copo, apesar do copo ser mesmo o da cerveja. Um líquido castanho-avermelhado sem qualquer espuma para contar!!! Nem o rótulo ou a garrafa são bonitos! Enfim, vou matando as minhas tristezas numa leffe vieille cuvée... :P


mitos
BeerMaster
Mensagens: 340
Registado: quarta ago 23, 2006 10:59
Contacto:

Mensagempor mitos » sexta ago 25, 2006 11:07

pois eu tb acho q a bohemia dá 10 a 0 à abadia (e eu ate prefiro a super bock a sagres)

aquele saborzeco a caramelo da abadia chateia-me e em termos de marketing e comunicaçao (maldita deformaçao profissional) acho q foi mto mal conseguida, enganosa ate

e agora uma pergunta ao forum:

acham a 1835 assim tããão diferente da bohemia normal???

é q eu ja provei as duas ao mm tempo e as diferenças, a existirem, sao minimas


Beer-fan
Beer Hunter
Mensagens: 71
Registado: quarta mai 17, 2006 18:59

Mensagempor Beer-fan » sexta ago 25, 2006 11:31

Oi mitos,

para dizer a verdade, acho que a 1835 tem 1 bocado mais de caramelo para dar cor e ponto final! Ta feita uma cerveja nova! :D
Aliás, prefiro a normal à 1835. O que acho curioso foi o facto de terem dito que a 1835 ia ser uma edição especial e limitada e agora já está nas prateleiras como se nada fosse!!! :shock:
No inicio comprei umas quantas pois pensei que fosse uma cerveja que rapidamente desaparecesse e que até tivesse algum valor internacionalmente (o que é bom para fazer trocas :wink: ). ta visto que foi apenas um golpe de marketing. O mitos, como especialista na área, deve saber explicar estes golpes publicitários e de marketing melhor do que eu. mas que irrita, lá isso :x


beertruck
BeerMaster
Mensagens: 529
Registado: quarta jul 12, 2006 10:19

Mensagempor beertruck » segunda ago 28, 2006 9:18

mitos Escreveu:
acham a 1835 assim tããão diferente da bohemia normal???

é q eu ja provei as duas ao mm tempo e as diferenças, a existirem, sao minimas


Não encontro grandes diferenças. Talvez a 1835 tenha um pouco mais de caramelo o que tira um pouco da amargura final da Bohemia "normal". Também me parece que a 1835 tem um pouco mais de corpo (é mais "aveludada") que a outra. Mas há vezes em que não noto qualquer diferença.
Por outro lado, por vezes a Bohemia normal parece-me mais "magra" e amarga, enquanto outras vezes me parece mais encorpada e de sabores mais "arredondados".

Também não achei piada a história da "edição limitada". Qual é o objectivo?


mitos
BeerMaster
Mensagens: 340
Registado: quarta ago 23, 2006 10:59
Contacto:

Mensagempor mitos » segunda ago 28, 2006 10:28

o objectivo foi criar mais notoriedade pra marca na altura em q a abadia foi lançada

a 1835 tem um pouco o posicionamento de receita antiga q a abadia explora e assim ficou um pouco ofuscada

coisas de merketeers qd nao tem mai nada em q pensar ;-)


beertruck
BeerMaster
Mensagens: 529
Registado: quarta jul 12, 2006 10:19

Mensagempor beertruck » segunda ago 28, 2006 12:01

mitos Escreveu:o objectivo foi criar mais notoriedade pra marca na altura em q a abadia foi lançada

a 1835 tem um pouco o posicionamento de receita antiga q a abadia explora e assim ficou um pouco ofuscada

coisas de merketeers qd nao tem mai nada em q pensar ;-)


Estamos então a falar apenas de "posicionamento"... OK!


Avatar do Utilizador
canecao
BeerMaster
Mensagens: 436
Registado: segunda ago 21, 2006 17:27

Mensagempor canecao » quarta ago 30, 2006 13:14

Entre a Abdia e a Bohemia prefiro... a Bohemia 1835! :D
As outras parecem-me muito falsas e doces. A 1835 é algo mais encorpada e o álcool é mais pronunciado, o que limita o sabor irritante do caramelo e outros corantes/aromatizantes que esses malucos gostam de utilizar. É pena encontrá-la com mais dificuldade pois nos bares e restaurantes só costumam ter a Bohemia "normal".

A historia da cerveja de edição limitada tambem me irritou, cmas como já aqui falaram deve ter sido tudo uma questão de marketing e publicidade. infelizmente as nossas cervejas andam a reboque dos anuncios em vez de irem atrás da qualidade. Apesar de eu achar que a Bohemia e a Abadia são um esforço bem razoável.


mitos
BeerMaster
Mensagens: 340
Registado: quarta ago 23, 2006 10:59
Contacto:

Mensagempor mitos » quarta ago 30, 2006 13:18

pois pelo q ouvi dizer a 1835 era uma coisa temporária durante o lançamento da abadia, se bem q se pode prolongar pra evitar q a abadia vingue

de facto vê-se cada vez menos mas se calhar pode ser q dure mais uns tempos

tb ja vi aquela historia (outra treta de marketing, mas do mau) de ser só pra "estabelecimentos selecionados" o q quer q isso queria significar

qq dia so ha à venda em farmácias ;-)


Avatar do Utilizador
canecao
BeerMaster
Mensagens: 436
Registado: segunda ago 21, 2006 17:27

Mensagempor canecao » quarta ago 30, 2006 13:20

mitos Escreveu:qq dia so ha à venda em farmácias ;-)


:D :D :D :D :D


Avatar do Utilizador
bmxutos
Site Admin
Mensagens: 3047
Registado: terça mai 16, 2006 2:07
Localização: Lisboa
Contacto:

Mensagempor bmxutos » quarta jun 20, 2007 23:27

Aproveito este tópico já aberto para vos dar conta, caso ainda não tenham conhecimento, do lançamento de uma nova Bohemia. O texto diz o seguinte:

in Meios & Publicidade de 18/06/2007

"Com o o objectivo de reforçar a quota de mercado no Norte de Portugal, a Sociedade Central de Cervejas (SCC) apresentou, na última sexta-feira, no Porto, a nova cerveja da marca Sagres, a Bohemia D'ouro.

A apresentação contou com a presença de Vitor Baía, o qual associou a sua imagem à marca, em particular à campanha de comunicação do novo produto.Alberto da Ponte, presidente da SCC, referiu-se à opção de associar a imagem do ex-jogador do F.C. do Porto a esta campanha por este "ser o jogador de futebol com mais títulos a nível mundial". Relativamente à nova cerveja, justificou o lançamento pelo facto "da Bohemia ter sido um sucesso nacional, em especial no Porto", explicando ainda que, "com a Bohemia D'ouro, pretendemos desenvolver um produto que possa captar os consumidores desta zona do país e que vá ao encontro do gosto das pessoas do Porto".

Já o director geral de marketing da cervejeira, Nuno Teles, referiu ao M&P que a SCC pretendeu lançar "uma cerveja premium, que combine o sabor doce com o amargo, e possa ser consumida em momentos de descontracção", sendo que esta fórmula "foi testada junto aos consumidores, que manifestaram a sua aprovação relativamente à cerveja".

Quanto a objectivos, mostrou-se confiante que, com a Bohemia D'ouro - o nome é uma homenagem à região - e a associação da imagem de Vítor Baía à nova cerveja, a SCC irá ultrapassar a marca concorrente naquela região. Além da presença na campanha, também foi estabelecida uma parceria entre a Central de Cervejas e a Fundação do ex-internacional português o que, de acordo com Nuno Telles, "vai de encontro à política de responsabilidade da empresa".

A campanha, que representa um investimento de 10 milhões para a marca, vai estar presente, a partir de 27 de Junho, na imprensa, em mupis, outdoors e na televisão, sendo que neste meio irão estar no ar dois spots televisivos - "Momentos"e "jogadas", de Vítor Baía -, com criatividade da Fischer e produção da Bruma ao Luar."


A minha opinião: não sei se será uma boa jogada da Central. Espero que, pelo menos a cerveja seja de qualidade. Mas isto de estar a dividir um país tão pequeno em norte e sul parece-me muito redutor. Para isso, qualquer dia temos a SB Tejo ou a Tagus Allgarve. Bem sei que existe algum bairrismo bacoco intrínseco a algumas cabeças saloias mas não me parece útil considerar que a SB é do norte e a Sagres é do sul. Todos sabemos que se bebemos Sagres é porque aquele bar foi conquistado pela distribuição da Sagres e simplesmnete não vende SB. Tem águas da Central, sumos da Central e até cafés da Central. Não tem nada a ver com ser em Monção ou Alpiarça! Enfim, para mim é apenas mais uma aberração dos marketeers que o nosso amigo mitos tz nos possa clarificar. Mas, como disse anteriormente, espero apenas que a cerveja valha alguma coisa e que seja definitivamente diferente da Bohemia ou Bohemia 1835. Não gostava de apanhar apenas com um "face lift" ao rótulo...


mitos
BeerMaster
Mensagens: 340
Registado: quarta ago 23, 2006 10:59
Contacto:

Mensagempor mitos » quinta jun 21, 2007 10:10

ora aqui ta uma frase q eu adoro "aberração de marketeers"

vamos la a estudar o assunto entao, em varias etapas

a opiniao do nosso estimado amigo e venerado presidente ( ;-) ) tem toda a logica pra um gajo de lisboa (como ele e eu). de facto é bacoco dividir um pais tao pequeno, mas, há sempre um MAAAAS (e neste caso há vários) muitos dos outros compatriotas de facto dividem o país (pro bem e pro mal) entre lisboa e o resto. basta ir ao porto e ver como falam de lisboa, ninguem em lisboa falaria assim do porto. primeira conclusão: na pratica ha de facto aqui algum regionalismo (e chamemos-lhe bacoco) q nao fazendo grande sentido de facto existe

segundo aspecto (sem ordem de importancia) : existem tb algumas diferenças de preferencias de consumo entre o norte e o sul, pode achar-se q sao marginais e insignificantes, mas elas existem, mas (la tá ele outra vez) no caso da cerveja são completamente insignificantes, repito completamente insignificantes. assim sendo e tomando só as preferencias de consumo é total/ descabido lançar uma sagres norte ou trás os montes ou seja o q for

ultimo ponto (q deriva do primeiro): aquele bairrismo bacoco q se falou, e q cria alguma repulsa de alguns nortenhos em relação a lisboa (ou ao sul em geral) fez com q a central tivesse desde sempre enormes dificuldades de penetração no norte, e no porto em especial, feudo quase monopolista da sbock. ora a qui começa entao a historia da aberração (ou talvez nao) dos marketeers que pra justificar o ordenado q ganham (e ouvirem menos ralhetes do chefe) fazem das tripas coração pra conseguir subir um pontinho percentual de penetraçao e distribuição no norte. neste caso em particular estao a faze-lo via consumidor, isto é, apelando aos seus sentimentos / emoçoes, q por acaso a mim parece-me a melhor maneira de agir (ou nao fosse eu um marketeer inveterado)

conclusão: existe regionalismo bacoco e portanto as marcas devem contar com isso. as preferencias de consumo sao indiferenciaveis e portanto as marcas devem contar copm isso tambem. o que fazer entao? simples. lançar uma cerveja igual a outra q ja existe mas com um rotulo diferente :-))))

esperteza saloia dirao. pois, mas pro q é tambem nao é necessario mais.

e vai resultar? claro q nao. ou melhor, os resultados vao ser ao nivel da esperteza saloia. ou nao fossemos nos um pais de coisinhas pequenas ;-)

sorry bruno, mas as noticias nao sao de facto as melhores

(um dia destes vou escrever sobre qual acho q vai ser o caminho pra desenvolver o mercado das cervejas em portugal, opinioes nada mais)


Avatar do Utilizador
bmxutos
Site Admin
Mensagens: 3047
Registado: terça mai 16, 2006 2:07
Localização: Lisboa
Contacto:

Mensagempor bmxutos » quinta jun 21, 2007 11:19

Obrigado pelas tuas considerações mitos! Tu quando bates, não bates devagarinho!!! :mrgreen: Mas é por isso que, pessoalmente, considero as tuas opiniões tão válidas.

De facto, percebo que as administrações das empresas façam grandes pressões junto do seu gabinete de marketing para encontrar soluções miraculosas que permitam ao produto em causa crescer nem que seja umas décimas percentuais. Mas esta política de dividir para reinar parace-me muito"narrow minded" e nunca terá o meu apoio. Para além do mais, se de facto o produto em questão não vier a acrescentar nada, para mim estará condenado ao fracasso. A ver vamos!

Abraço.


beertruck
BeerMaster
Mensagens: 529
Registado: quarta jul 12, 2006 10:19

Mensagempor beertruck » quinta jun 21, 2007 12:44

Concordo com o mitos. Este bairrismo bacoco existe da parte de alguns portuenses (ou será mais correcto dizer nortenhos?). É um facto que muita gente do Porto se recusa a beber Sagres, o que, tendo as diferenças que há entre uma Sagres e uma Super Bock, é completamente ridículo :roll: (lá está... bacoco!... :wink: ).
Mais um pormenor que não me parece que foi referido neste texto (li-o na diagonal): o rótulo desta nova cerveja nem vai ter a palavra Sagres. Vai ser simplesmente Bohemia!...
Para mim, esta estratégia só peca por tardia.

(Quero deixar a ressalva que estou apenas a falar da questão meramente de gestão estratégica e de vendas/marketing, porque para mim esta história toda só tem algum interesse se aparecer um produto minimamente bom e diferente dos que já existem no mercado)


beertruck
BeerMaster
Mensagens: 529
Registado: quarta jul 12, 2006 10:19

Mensagempor beertruck » quinta jun 21, 2007 12:50

bmxutos Escreveu: "uma cerveja premium, que combine o sabor doce com o amargo, e possa ser consumida em momentos de descontracção"
Os marketeers da SCC até podem ter estado bem... mas não havia necessidade de dizerem coisas destas... :wink:
Ou há? :roll:
Última edição por beertruck em quinta jun 21, 2007 12:54, editado 1 vez no total.


beertruck
BeerMaster
Mensagens: 529
Registado: quarta jul 12, 2006 10:19

Mensagempor beertruck » quinta jun 21, 2007 12:53

beertruck Escreveu:
bmxutos Escreveu: "uma cerveja premium"

Ó mitos, o gajo que inventou a palavra premium deve ser o vosso guru máximo, não?


beertruck
BeerMaster
Mensagens: 529
Registado: quarta jul 12, 2006 10:19

Mensagempor beertruck » quinta jun 21, 2007 13:02

Voltando ao tópico (Abadia e Bohemia):

Aqui há dias, após muitos meses, voltei a dar nova oportunidade à Abadia (atenção: ia comer um bife, o restaurante onde estava só tinha SB e até tinha a Abadia à pressão...). Confirmei a opinião que já tinha: uma cerveja sem corpo e sem sabor. Ou melhor, com sabor a caramelo metido "à pressão" numa cerveja vulgar...

Decididamente, prefiro a Bohemia. 1835 ou não..


Avatar do Utilizador
VicMaP
BeerMaster
Mensagens: 341
Registado: domingo dez 03, 2006 18:37
Localização: Lisboa
Contacto:

Mensagempor VicMaP » quinta jun 21, 2007 13:02

São as guerras do futebol transportadas para o mundo cervejeiro :))
Isto é tão ridículo, como rídiculos são os personagens têm dado lume a esta fogueira que arde há umas décadas.
Os portuenses (alguns, que isto das generalizações não é hábito meu) continuam a esbracejar para se afirmarem, como se o ruído desse razão.
A verdade é que a alguns, custa ultrapassar o provincianismo. Mas o pior é que depois, encontram eco no sul. Há culpas repartidas, disso não tenho dúvidas.
Mas essa é uma guerra alimentada por muitos dos grandes crâneos do país e nem sequer vou meter-me nela.
Só quero dizer que hoje estive no Pão de Açucar das Amoreiras, e lá estavam as famigeradas Bohemia d'Ouro. Esverdeadas... Eh pá! ao menos, e se era para agradarem aos portuenses, que as fizessem azuis! :))


beertruck
BeerMaster
Mensagens: 529
Registado: quarta jul 12, 2006 10:19

Mensagempor beertruck » quinta jun 21, 2007 13:04

VicMaP Escreveu:Mas o pior é que depois, encontram eco no sul. Há culpas repartidas, disso não tenho dúvidas.

O problema é que "nós" alimentámos isso...


Avatar do Utilizador
bmxutos
Site Admin
Mensagens: 3047
Registado: terça mai 16, 2006 2:07
Localização: Lisboa
Contacto:

Mensagempor bmxutos » quinta jun 21, 2007 14:55

Caríssimos,

não me levem a mal se juntar um pouco de política a isto. Gosto que o nosso fórum seja apolítico, afutebolístico, aregional, "a" qq coisa excepto cerveja. No entanto, concordo plenamente com o Vic quando refere que em parte a culpa é nossa na manutenção deste sentimento medieval de que temos é de nos preocupar com o nosso quintal. Situações como o tio Alberto João, Isaltino, Felgueiras, etc, etc, etc, são apenas uma demonstração de que o provincianismo de uns e o populismo de outros conseguem originar.

Esta Bohemia D'ouro vai contra algumas ideias que defendo. Esta "regionalização" do país não me parece positiva desde que seja feita ainda para dividir mais os sentimentos e a percepção das pessoas. Aliás, a regionalização servirá para quê? Para criar unsquantos parlamentos regionais onde os apaniguados dos partidos arranjem tachos para si e para os seus, enquanto as câmaras e as juntas de freguesia se continuam a endividar mais e mais? É isso a regionalização? Ir a Viseu e ver centenas de rotundas, umas atrás das outras, fontes luminosas, estátuas e obras escultóricas desenquadradas e sem qualquer sentido (já para não falar da pouca qualidade artística...). Enfim, vou tentar não voltar a falar de política aqui no fórum mas já que a conversa foi lançada, não quis abster-me de dar o meu ponto de vista. Mas para que fique claro, se surgisse uma SB Tejo ou uma Cristal LX, o meu comentário seria o mesmo...

Abraço a todos e em especial aos nossos amigos do Norte, em geral, e do Porto, em particular, que não têm culpa nenhuma destes pensamentos pequeninos que por vezes pululam na nossa ainda jovem democracia.


Avatar do Utilizador
Ega
Bebedor de minis!
Mensagens: 42
Registado: sexta out 13, 2006 17:28
Localização: Viana do Castelo
Contacto:

Mensagempor Ega » sábado jun 23, 2007 1:31

Ora, eu mesmo sou um nortenho convicto e não é será por isso que beberei mais SP em detrimento da Sagres, aliás, em cervejas de pressão, a Sagres leva preferência. Mas um facto posso garantir-vos: Portugal é Lisboa e o resto é paisagem. E digo isto com conhecimento de causa: vivi os últimos 5 anos na capital... Mas enfim, estamos aqui é para falar desse líquido divino.

Em relação a todo o marketing envolvendo esta nova (será mesmo?) Bohemia e mesmo todas as outras de grande circulação não se poderá dizer que não seja expectável. Estes produtos de massas vivem do marketing e da publicidade, e são produtos virados para as pessoas "médias", ou seja, estão pensados para pessoas que não têm um especial saber e conhecimentos profundos sobre a cerveja, a sua arte e o seu mundo. Penso que todo este marketing no lançamento desta cerveja da Central faz todo o sentido e é bastante legítimo. Claro que para as pessoas que conhecem o mundo cervejeiro, como os ilustres colegas deste forum, este marketing não engana ninguém e serve apenas de motivo de entertenimento, até porque costumam ter pubs interessantes, com belos monumentos e tal...

Uma coisa me parece certa, a anunciada Bohemia d'ouro não deve ter muita mais qualidade do que a sua "mãe". E enquanto persistirem no milho, terei sempre poucas expectativas. Mas a ver vamos.

Eu penso é que as duas grandes cervejeiras portuguesas, com todo o knowhow, os meios, instalações, e condições financeiras e contactos que possuem poderiam produzir, numa pequena unidade anexa ou mesmo no interior da fábrica principal, uma cerveja de qualidade, em quantidades pequenas, mas para clientes "selectos" e exigentes, mesmo que tal se reflectisse no preço final. Seria uma opção não virada para o lucro, mas para a satisfação de certos apreciadores. Porque não fazem isto? É uma pergunta que não sei responder..

Cumprimentos!


Avatar do Utilizador
VicMaP
BeerMaster
Mensagens: 341
Registado: domingo dez 03, 2006 18:37
Localização: Lisboa
Contacto:

Mensagempor VicMaP » sábado jun 23, 2007 10:06

Ega Escreveu:Eu penso é que as duas grandes cervejeiras portuguesas, com todo o knowhow, os meios, instalações, e condições financeiras e contactos que possuem poderiam produzir, numa pequena unidade anexa ou mesmo no interior da fábrica principal, uma cerveja de qualidade, em quantidades pequenas, mas para clientes "selectos" e exigentes, mesmo que tal se reflectisse no preço final. Seria uma opção não virada para o lucro, mas para a satisfação de certos apreciadores. Porque não fazem isto? É uma pergunta que não sei responder..

Cumprimentos!


Meu caro Ega

Porque essa não é uma das suas preocupações. Essas passam por vender o que quer que seja a qualquer custo e em massa. Eles estão-se perfeitamente borrifando para as minorias.

Abraço

P.S.- Já provei a famigerada Bohemia d'ouro. Fica a milhas da original...


Avatar do Utilizador
Rasec
THE BrewMaster
Mensagens: 457
Registado: quinta set 21, 2006 22:50

Mensagempor Rasec » sábado jun 23, 2007 13:00

Ega Escreveu:
Eu penso é que as duas grandes cervejeiras portuguesas, com todo o knowhow, os meios, instalações, e condições financeiras e contactos que possuem poderiam produzir, numa pequena unidade anexa ou mesmo no interior da fábrica principal, uma cerveja de qualidade, em quantidades pequenas, mas para clientes "selectos" e exigentes, mesmo que tal se reflectisse no preço final. Seria uma opção não virada para o lucro, mas para a satisfação de certos apreciadores. Porque não fazem isto? É uma pergunta que não sei responder..

Cumprimentos!



A UNICER tem essa unidade e tem essas boas cervejas especiais que tanto gostamos. São vendidas nas Republicas da Cerveja (Porto e Lisboa).


Brewmaster
Avatar do Utilizador
Cerevisiae
8ª Colina
Mensagens: 670
Registado: segunda dez 04, 2006 0:12
Localização: Lisboa
Contacto:

Mensagempor Cerevisiae » domingo jun 24, 2007 0:20

Meus caros,

observo com algum interesse a guerra entre a SB e Sagres e a pseudo-guerra norte sul. Tirando questões futeboleiras ou regionalismos / centralismos parvos, no que diz respeito À cerveja tudo não passa de aproveitamento.
No final da década de 70, início de 80 são criadas a central de cervejas , no sul e a unicer no norte. Com base nisto cada empresa e respectivas marcas acaba por deter uma boa cota no mercado local. Depois surge um aproveitamento dos canais de distribuição e de uma forma talvez não intencional do "bairrismo", tentando alguns (normalmente fora das referidas empresas) conotar a marca com uma preferência regional. Esta regionalização imposta e absolutamente bacoca denota da parte dos consumidores um fraco conhecimento sobre a apreciação de cervejas, pois convenhamos que as duas cervejas líderes do nosso mercado são bastante próximas. Se colocarmos um grupo de consumidores que afirmam preferir sem sombra de dúvidas a marca A em relação à B num cenário de prova cega poderemos observar na maior parte das pessoas uma grande dificuldade em distinguir as cervejas e maior ainda em apontar um preferência que coincida com a sua peferência pré-estabelecida. Experimentem colocar um grupo de individuos que digam que apenas a marca X é boa, numa prova cega e verão a desorientação da maior parte das pessoas.



Voltar para “APRECIAÇÃO DE CERVEJAS”

Quem está ligado:

Utilizadores neste fórum: Nenhum utilizador registado e 5 visitantes